Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10224
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 5-jul-2018
Autor(es): JARDIM, Naina Yuki Vieira
Primer Orientador: SOSTHENES, Márcia Consentino Kronka
Primer Coorientador: BENTO-TORRES, Natáli Valim Oliver
Título : Prevenção das alterações funcionais e cognitivas do envelhecimento: a influência do exercício e da estimulação cognitiva em dupla tarefa
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citación : JARDIM, Naina Yuki Vieira. Prevenção das alterações funcionais e cognitivas do envelhecimento: a influência do exercício e da estimulação cognitiva em dupla tarefa. 2018. 86 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10224>. Acesso em:.
Resumen: Diante da taxa de envelhecimento mundial e da epidemia silenciosa de declínio cognitivo e demência em idosos, a necessidade de estratégias de intervenção para proteger e / ou melhorar a funcionalidade e o desempenho cognitivo no envelhecimento aumentou. Estudos recentes sugeriram que, em comparação com os protocolos de estimulação simples, as intervenções em dupla tarefa envolvendo exercício físico e tarefas cognitivas são mais eficientes, melhorando o desempenho cognitivo e a capacidade em tarefas simultâneas. Embora os resultados preliminares na literatura sejam promissores, existem poucos trabalhos usando protocolos de estimulação em dupla tarefa. No presente estudo, procuramos investigar os efeitos de um programa de intervenção em dupla tarefa (exercício físico multimodal e estimulação multissensorial) nos desempenhos cognitivos, funcionalidade e qualidade de vida de idosos saudáveis. Para análise, 28 adultos idosos vivendo em comunidade (66,14 ± 1,00 anos de idade) foram submetidos a avaliações cognitivas, físicas e de qualidade de vida (repostas ao questionário SF36) antes e após a intervenção. A cognição foi avaliada por meio do Mini exame de estado mental (MMSE) para rastreio, fluência verbal semântica e fonológica, lista de palavras CERAD e testes neuropsicológicos automatizados (CANTAB); As avaliações físicas incluíram a aptidão cardiorrespiratória (Teste de Caminhada de seis minutos), mobilidade funcional (Equilíbrio e Agilidade), força muscular de membros inferiores (sentar e levantar em 30 segundos) e força muscular dos membros superiores (dinamômetro); O teste em dupla tarefa foi realizado pelo teste caminhando e conversando (Walking While Talking). Os indivíduos participaram de um programa de intervenção em dupla tarefa composto por exercícios físicos (treinamento aeróbico e de força) e estímulos multissensoriais de natureza variada, compostos por 24 sessões, realizados duas vezes por semana por 75 minutos cada. Os valores extremos foram excluídos e o teste T foi aplicado para investigar possíveis diferenças entre a avaliação antes e após a intervenção. Após a intervenção, os sujeitos apresentaram maior desempenho cognitivo (fluência verbal, memória episódica verbal (CERAD), atenção visual sustentada (RVP), aprendizado visual pareado (PAL), memória de reconhecimento visual (DMS), melhores parâmetros físicos e funcionais (força do membro superior, aptidão cardiorrespiratória, mobilidade funcional), melhor desempenho no teste em dupla tarefa e no questionário SF36 que incluiu percepção pessoal sobre a função física melhorada e limitações reduzidas devido a problemas físicos. Assim, o programa de intervenção em dupla tarefa, baseado em exercícios aeróbicos e de força e estimulação multissensorial, melhora a cognição, mobilidade funcional, condicionamento cardiorrespiratório, força de membros superiores e inferiores, medidas da qualidade de vida e capacidade de realizar atividades em dupla tarefa, como normalmente requerido na rotina diária dos adultos idosos.
Resumen : In face of the worldwide aging rate and the silent epidemic cognitive decline and dementia in elderly, the need for intervention strategies to protect and/or improve the functionality and cognitive performance on aging increased. Recent studies suggested that as compared with single stimulation protocols, dual task interventions involving physical exercise and cognitive tasks are more efficient by improving cognitive performance and ability in functional tasks. Although preliminary results in the literature are promising, there are few research using dual-task stimulation protocols. In the present report we aim to investigate the effects of a dual-task intervention program (multimodal physical exercise and multisensory stimulation) on cognitive performances, functionality and quality of life of healthy old adults. To that end 28 community-dwelling old adults (66.14 ± 1.00 years old) underwent cognitive, physical and quality of life assessments at baseline and post-intervention. Cognition was evaluated through Mini Mental State Examination (MMSE) for screening, Semantic and Phonological Verbal Fluency, CERAD word list and automated neuropsychological tests (CANTAB); physical assessments included cardiorespiratory fitness (Six-Minute Walk Test), functional mobility (Timed-up and go Test), muscle strength of lower limbs (30-seconds Chair Stand Test) and upper (dynamometer Jamar®) limbs muscle strength; Dual task functional test were performed by Walking While Talking test and quality of life questionnaire (SF36) were also applied. Subjects participated in dual-task intervention program composed by physical exercise (aerobic and strength training) and multisensory stimuli, composed by 24 sessions, conducted twice a week for 75 minutes each. Outliers values were excluded, and T-test was applied to investigate possible differences between baseline and post-invention assessment. After intervention, subjects showed increased cognitive performance (MMSE, verbal fluency, short-term memory, sustained visual attention, learning, short-term visual recognition memory), better physical and functional parameters (upper limb strength, cardiorespiratory fitness, functional mobility), improved performance in the dual task functional test and personal perception about improved physical function and diminished limitations due to physical problems (SF36). Thus, 24-session dual task intervention program, based on aerobic and strength exercises and multisensory stimulation, improves cognition, functional exercise capacity, quality of life and ability to perform dual task activities, as normally required in the daily routine of the old adults.
Palabras clave : Envelhecimento saudável - Fisiologia
Envelhecimento cognitivo - Fisiologia
Serviços de saúde para idosos
Idosos - Cuidado e tratamento
Exercícios físicos para idosos
Qualidade de vida - Idosos
Promoção da saúde - Idosos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA::FISIOLOGIA GERAL::NEUROFISIOLOGIA
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Ciências Biológicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Aparece en las colecciones: Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_PrevencaoAlteracoesFuncionais.pdf1,77 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons