Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10430
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 23-Jul-2018
metadata.dc.creator: SILVA, Luciano Castro da
metadata.dc.description.affiliation: CPRM - Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais / Serviço Geológico do Brasil
metadata.dc.contributor.advisor1: LAMARÃO, Claudio Nery
Title: Morfologia e química mineral de zircão e cassiterita, em concentrados de bateia, como guia prospectivo para mineralizações de Sn na Província Estanífera de Rondônia
Citation: SILVA, Luciano Castro da. Morfologia e química mineral de zircão e cassiterita, em concentrados de bateia, como guia prospectivo para mineralizações de Sn na Província Estanífera de Rondônia. Orientador: Claudio Nery Lamarão. 2018. 63 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10430. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Os conteúdos de elementos-traço em determinados minerais podem ajudar a revelar processos tectônicos, petrológicos, hidrotermais ou intempéricos aos quais foram submetidos. O zircão, além de ser um mineral acessório comum, química e fisicamente resistente a transporte sedimentar e a processos intempéricos, metamórficos de alta temperatura e de anatexia, apresenta certos elementos-traço em sua estrutura que tem permitido associá-lo ao seu tipo de rocha-fonte, seu ambiente de cristalização e a determinados depósitos minerais. Teores elevados de Hf e baixas razões Zr/Hf em zircões são características de granitos mineralizados em Sn e metais associados (Nb, Ta, ETR, etc.). Concentrações de Y e Nb, elementos pouco móveis em meio aquoso, em granitos tipo A são utilizados como bons indicadores da natureza crustal ou juvenil dos magmas a partir dos quais essas rochas cristalizaram. Cristais de zircão tendem a incorporar Y e Nb em sua estrutura e podem apresentar razões Y/Nb próximas a razão inicial do seu magma gerador. A partir da morfologia e composição de cristais detríticos de zircão é possível estimar a distância de transporte da amostra à sua fonte. As composições químicas de cassiteritas também podem ser utilizadas para indicar fontes e processos geradores. O presente trabalho é baseado em imagens de MEV e em análises semiquantitativas por EDS (Energy Dispersive Spectrometry) de cristais detríticos de zircão e cassiterita provenientes de concentrados de bateia da Província Estanífera de Rondônia (PER). O objetivo principal é caracterizar as fontes desses minerais, confirmar a localização de depósitos em exploração e indicar áreas potenciais para a prospecção de Sn e metais associados. A utilização de morfologia e química mineral de grãos detríticos em escala regional podem funcionar como uma ferramenta rápida e eficiente para a prospecção de determinados bens minerais. A área de trabalho, localizada na PER, porção centro-norte do Estado de Rondônia, está contida nas folhas Alto Jamari SC-20-Y-B e Ariquemes SC-20-V-D, ambas mapeadas pela CPRM na escala 1:250.000. As amostras de concentrados de bateia, oriundas desses projetos, foram coletadas em drenagens ativas, a partir de um volume de 20 litros de sedimentos retidos em peneiras de 5 e 0,5 mm. A partir desses concentrados foram separados minerais pesados por microbateamento com água, utilizando líquidos pesados (bromofórmio), realizada separação magnética através de ímã de Nd de mão, e separados cristais de zircão (cem grãos) e cassiterita (todos os grãos triados em 5g de amostra de concentrado) utilizando uma lupa binocular, além de critérios como cor, granulometria e morfologia representativas das populações desses minerais. Posteriormente, foram confeccionados mounts de zircão e cassiterita para análises por MEV-EDS. Os cristais de zircão com teores de Hf >3% foram interpretados como provenientes de rochas com elevado potencial a mineralizações em Sn e metais associados. Esses cristais foram utilizados no tratamento geoestatístico e comparados com o posicionamento geográfico de minas e garimpos de Sn, conhecidos na área de estudo, para aferir a veracidade do método. O tratamento geoestatístico utilizou o método de krigagem ordinária e, a partir dos resultados, foram geradas curvas de isoteores. Os mapas de isoteores, utilizando razões Zr/Hf em zircões detríticos de concentrados de bateia se mostraram eficientes, pois coincidiram com depósitos de cassiterita conhecidos na região. Na área selecionada para este estudo identificou-se uma variedade morfológica e composicional significativa dos grãos detríticos de zircão. Mesmo nos cristais mais enriquecidos em Hf (Hf>3%), esses teores e suas razões Zr/Hf variam consideravelmente. Os cristais mais alterados tendem a ser mais enriquecidos em Hf e a apresentar razões Zr/Hf mais baixas, são mais fraturados e frágeis ao transporte, indicando fontes proximais. Por outro lado, os grãos menos alterados possuem baixos teores de Hf, altas razões Zr/Hf e se mostram pouco a moderadamente arredondados, indicando fontes proximais a intermediárias. Enquanto Zr e Hf são variáveis dentro do mesmo grão, os teores de Y e Nb são praticamente constantes. No diagrama ternário Hf-Nb-Y, percebe-se que os zircões aqui estudados são enriquecidos em Nb e empobrecidas em Y, enquanto na Província Estanífera do Sul do Pará (PESP) e Pitinga apresentam comportamento inverso. Os altos valores de Nb nos zircões deste trabalho e os de Y na PESP são aqui interpretados como uma resposta da fonte magmática onde foram formados. Enquanto os zircões da PER são oriundos de rochas com valores de eNd(t) positivos a próximos de zero, os valores de eNd(t) da PESP são fortemente negativos. Assim, pode-se admitir que zircões com altas razões Y/Nb seriam provenientes de fontes dominantemente crustais, enquanto zircões com baixas razões Y/Nb teriam como origem fontes mistas (crustais e mantélicas). Os cristais de cassiterita deste estudo são prismáticos ou granulares, com terminações piramidais, bordas embaiadas sugerindo transporte sedimentar ausente a moderado. Possuem alto teor de pureza (Sn entre 73 e 79%), com concentrações de cátions substituintes do Sn em torno de 1,5%. Os altos teores relativos de Nb e Ta indicam fontes magmáticas e os tores subordinados de Ti e Fe mostram o estágio hidrotermal em que estes minerais foram gerados.
Abstract: The contents of trace elements in certain minerals could help to revels tectonic, petrologic, hydrothermal or weathering processes which it was submitted. In addition to being a common accessory mineral, chemically and physically resistant to sedimentary transport and weather, high temperature metamorphic processes and anatexia, the abundance of certain trace elements in igneous zircons has allowed a connection with its type of rock source, its environment of crystallization and with certain mineral deposits. High levels of Hf and low Zr / Hf ratios in zircons are characteristic of mineralized granites in Sn and associated metals (Nb, Ta, ETR, etc.). Concentrations of Y and Nb, elements slightly mobile in aqueous environment, of granites type A can be used as good indicators of the crustal or juvenile nature of the magmas from which these rocks crystallized. Zircon crystals tend to incorporate Y and Nb in their structure and may present Y / Nb ratios close to the initial ratio of their generating magma. From the morphology and composition of zircon detrital crystals, it is possible to estimate the number of sedimentary rocks in the active river beds and their transport distance. The chemical compositions of cassiterites can also be used to indicate sources and generating processes. The present work is based on MEV images and semiquantitative analyzes by EDS (Energy Dispersive Spectrometry) of zircon and cassiterite detrital crystals from baton concentrate of the Rondônia Tin-Province (RTP). The main objective is to characterize the sources of these minerals, to confirm the location of deposits in exploration and to indicate potential areas for the prospection of Sn and associated metals. The use of morphology and mineral chemistry of detrital grains on a regional scale could be used as a fast and efficient tool for the prospecting of certain mineral goods. The work area, located in RTP, north-central portion of State Rondônia, is contained in the sheets Alto Jamari SC-20-Y-B and Ariquemes SC-20-V-D, both mapped by CPRM in the 1: 250,000 scale. Samples of baton concentrate from these projects were collected in active drainage from an initial volume of 20 liters of sediment retained between strainer of 5 and 0.5 mm. From these concentrates, light minerals were separated by micro-batting with water, heavy liquids (bromoform), magnetic by hand Nd magnet, and crystals of zircon (one hundred grains) and cassiterite (all grains screened in 5g of concentrate) using a binocular loupe, in addition of criteria such as color, granulometry and morphology representative of the populations of these minerals. Subsequently, zircon and cassiterite mounts were prepared for MEV / EDS analysis. The zircon crystals with contents of Hf>3% were interpreted as coming from rocks with high potential to mineralization in Sn and associated metals. These crystals were used in the geostatistical treatment and compared with the geographic positioning of mines and digging of Sn, known in the study area, to verify the veracity of the method. The geostatistical treatment used the ordinary kriging method and, from the results, isoteores curves were generated. The isothermal maps, using Zr / Hf ratios in detrital zircons of baton concentrate, were efficient because they coincided with known cassiterite deposits in the region. In the area selected for this study a significant compositional and morphological variety of zircon detrital grains were identified. Even in the most Hf enriched crystals (Hf>3%), these contents and their Zr / Hf ratios vary strongly. The most altered crystals tend to be more enriched in Hf and have lower Zr / Hf ratios, are more fractured and fragile to transport, indicating proximal sources. On the other hand, the less altered grains have low Hf contents, high Zr / Hf ratios and show little to moderately rounded, indicating proximal to intermediate sources. While Zr and Hf are variable within the same grain, the contents of Y and Nb are virtually constant. In the ternary diagram Hf-Nb-Y, the zircons of the RTP are enriched in Nb and impoverished in Y, while in the South of Pará Tin-Province (SPTP) and Pitinga they present Y enrichment and Nb impoverishment. The high values of Nb in the zircons of RTP and those of Y in the SPTP are interpreted here as a response of the magmatic source where they were formed. While the zircons of RTP are from rocks with positive εNd (t) values close to zero, the εNd (t) values of the SPTP are strongly negative. Thus, it can be assumed that zircons with high Y / Nb ratios would come from predominantly crustal sources, while zircons with low Y / Nb ratios would have mixed (crustal and mantle) sources. Cassiterite crystals of this study are prismatic or granular, with pyramidal terminations, bordered edges, suggesting absente to moderate sedimentary transport. They have high purity content (Sn between 73 and 79%) with concentrations of substitution cations of Sn around 1.5%. The high relative contents of Nb and Ta indicate magmatic sources and the subordinate Ti and Fe contents show the hydrothermal stage in which these minerals were generated.
Keywords: Zircão
Cassiterita
Microscopia eletrônica de varredura
Província Estanífera de Rondônia
Rondônia - Estado
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOQUÍMICA E PETROLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: PETROLOGIA E EVOLUÇÃO CRUSTAL
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOQUIMICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MorfologiaQuimicaMineral.pdf7,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons