Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10487
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 12-May-2017
Authors: PINHEIRO, Bruno Vinícius da Silva
metadata.dc.description.affiliation: SESPA - Secretaria de Saúde do Estado do Pará
First Advisor: GONÇALVES, Nelson Veiga
Title: Distribuição espacial da hanseníase e sua relação com variáveis socioeconômicas e políticas públicas, em três municípios no estado do Pará
Citation: PINHEIRO, Bruno Vinícius da Silva. Distribuição espacial da hanseníase e sua relação com variáveis socioeconômicas e políticas públicas, em três municípios no estado do Pará. Orientador: Nelson Veiga Gonçalves. 2017. 92 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Saúde, Ambiente e Sociedade na Amazônia. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10487. Acesso em:.
Resumo: Nos últimos anos as organizações Mundial (OMS), Pan Americana (OPAS) e o Ministério da Saúde (MS), têm priorizado para suas políticas de combate à endemia hansênica, áreas geográficas definidas com alta detecção de casos e de determinantes sociais que aumentam o risco de adoecimento de seus habitantes. Este estudo tem como enfoque, caracterizar a doença, suas variáveis epidemiológicas e operacionais, sócio-demográficas e as políticas desenvolvidas para o seu controle e eliminação. Nesse sentido, foi desenvolvido um estudo transversal, retrospectivo, descritivo, de base populacional com análise temporal e espacial de casos novos de hanseníase, associada à condição de renda da população, e nível de atenção dos serviços de saúde em três municípios do estado do Pará: Ananindeua, Marabá e Xinguara. Utilizando a base cartográfica digital e dados socioeconômicos de cada município, produzidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a morbidade registrada no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), foram caracterizados os casos novos diagnosticados no período de 2010 a 2015, por setor censitário, visando a subsidiar a análise, assim como, estratégias de intervenção. Para a aplicação dos testes estatísticos foi utilizado os softwares Epi Info 7 e Bioestat 5.0, onde foi levantada a hipótese de que existe uma relação positiva entre as variáveis epidemiológicas, e as demais. Os casos foram georreferenciados em campo utilizando um receptor de Sistema de Posicionamento Global (GPS) e espacializados utilizando um Sistema de Informação Geográfica (SIG). Para fins da análise espacial foi aplicado o método de estimação de Kernel, a fim de evidenciar áreas de maior densidade de casos e também onde foi encontrado os melhores níveis de atenção aos pacientes. Com a técnica de Buffer, foi analisado o risco real de ocorrência de hanseníase em cada área, a partir da incidência em menores de 15 anos e de casos multibabacilares. Considerando a problemática e a utilização de métodos e técnicas anteriormente mencionados, foi gerado um acervo de tabelas e gráficos dos principais indicadores e da magnitude da prevalência oculta da hanseníase, e uma variedade de imagens digitais que expressam a análise espacial da doença. Os resultados, demonstrados em mapas temáticos, revelam uma distribuição não homogênea da hanseníase nos territórios, evidenciando as áreas de maior e menor risco e permitindo identificar aquelas que poderiam ser tomadas como prioritárias pelo Programa de Controle da Hanseníase.
Abstract: Over the last years, the World Health Organization (WHO), the Pan American Health Organization (PAHO) and the Ministry of Health (MS) have been prioritizing geographic areas with high case detection and social determinants that increase the risk of illness of its inhabitants in favor of the geographic policies to combat the endemic leprosy. The current study aims to characterize the disease, its epidemiological, operational and socio-demographic variables and the policies developed for its control and elimination. Thus, there was a transversal, retrospective and descriptive study, on the population basis with a temporal and spatial analysis of new leprosy cases that was associated with the income population condition and the level of health services in three cities in the state of Pará : Ananindeua, Marabá and Xinguara. Using the digital cartographic basis and socioeconomic data of each city, developed by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) and the morbidity registered in the SINAN, the new cases diagnosed during the period of 2010 to 2015 were characterized, by census sector, aiming to subsidize the analysis, as well as intervention strategies. The Epi Info 7 and Bioestat 5.0 softwares were used for the statistical tests, in which it was hypothesized that there is a positive relationship between the epidemiological variables and the other ones. The cases were geographically referenced on site, using a Global Positioning System receiver (GPS) and theses very cases were specialized using a Geographic Information System (GIS). The Kernel estimation method was applied in order to obtain spatial analysis and aiming to highlight areas of higher case density and also where the best levels of patient care were found. The real risk of occurrence of leprosy in each area was analyzed using the Buffer technique, as from the incidence in children under 15 years old and multibacillary cases. Considering the problem and the use of the aforementioned methods and techniques, a collection of tables and graphs of the main indicators and the magnitude of the hidden prevalence of leprosy was generated, as well as a variety of digital images that express the disease spatial analysis. The results shown in thematic maps reveal an inhomogeneous distribution of leprosy in the territories, highlighting areas of greater and lower risk and allowing to identify those that could be taken as a priority by the Leprosy Control Program.
Keywords: Hanseníase
Epidemiologia
Análise espacial
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde, Ambiente e Sociedade na Amazônia
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Saúde, Ambiente e Sociedade na Amazônia (Mestrado) - PPGSAS/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DistribuicaoEspacialHanseniase.pdf3.52 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons