Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10547
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 5-Aug-2015
metadata.dc.creator: SOTERO, Aldemir de Melo
metadata.dc.contributor.advisor1: LAMARÃO, Claudio Nery
Title: Quartzo magmático e hidrotermal do depósito de ouro São Jorge, província aurífera do Tapajós-PA: petrografia, MEV-CL e implicações metalogenéticas
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SOTERO, Aldemir de Melo. Quartzo magmático e hidrotermal do depósito de ouro São Jorge, província aurífera do Tapajós-PA: petrografia, MEV-CL e implicações metalogenéticas. Orientador: Claudio Nery Lamarão. 2015. 46 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10547. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O Depósito São Jorge, localizado no município de Vila Riozinho, Província Aurífera do Tapajós, sudoeste do estado do Pará, está hospedado em rochas monzograníticas com 1,89 Ga, hidrotermalizadas em diferentes intensidades, pertencentes ao Granito São Jorge Jovem (GSJJ). Quatro tipos morfológico-texturais de quartzo (Qz1, Qz2, Qz3 e Qz4) foram identificados através de imagens de microscopia eletrônica de varredura-catodoluminescência (MEV-CL) nas associações minerais propostas por Borges et al. (2009) para a área do depósito de ouro São Jorge. Nas rochas mais preservadas (associação 1 e 2), ricas em anfibólio e biotita, ocorrem cristais anédricos de quartzo magmático, de luminescência moderada a alta (Qz1). Nas rochas alteradas (associações 2 e 3), fluidos pós-magmáticos a hidrotermais que afetaram o granito percolaram fraturas do Qz1 e cristalizaram Qz2 não luminescente (escuro). Nas rochas mais intensamente alteradas (associação 4), sucessivos processos de alteração, dissolução e recristalização deram origem a cristais de quartzo zonados, subédricos (Qz3) e euédricos (Qz4) tipicamente hidrotermais, sendo este último hospedeiro da mineralização aurífera. A evolução textural do quartzo está diretamente relacionada às atividades hidrotermais que afetaram as rochas do GSJJ. Imagens de elétrons retroespalhados (ERE) e análises semiquantitativas por espectroscopia por dispersão de energia (EDS), identificaram duas gerações de ouro: Au1, enriquecido em Ag (4,3 a 23,7%) e incluso ou associado a cristais de Py; Au2, enriquecido em Te (1,1 a 17,2%) e incluso no Qz4. O estudo de cristais de quartzo através de MEV-CL forneceu informações morfológico-texturais importantes para o entendimento dos processos hidrotermais que atuaram na área mineralizada do depósito de ouro São Jorge, podendo esta metodologia ser aplicada em estudos de quartzo de outros depósitos hidrotermais.
Abstract: The São Jorge Deposit (DSJ), located in the municipality of Vila Riozinho, Gold Tapajós Province, southwest of Pará state, is hosted on 1.89 Ga monzogranite rocks, hydrothermalized at different intensities, belonging to the Younger São Jorge granite. Four morphologicaltextural types of quartz (Qz1, Qz2, Qz3 e Qz4) were identified through images of scanning electron microscopy-cathodoluminescence (SEM-CL) in the mineral assemblages proposed by Borges et al. (2009) to the area of the São Jorge gold deposit. In the most preserved rocks (assemblages 1 and 2), rich in amphibole and biotite, occur anhedral crystals of primary magmatic quartz, with moderate to high luminescence (Qz1). In the altered rocks (assemblages 2 and 3), post-magmatic to hydrothermal fluids affected the granite and percolated fractures in Qz1 and crystallized Qz2 not luminescent (dark). In the most intensely altered rocks (assemblage 4), successive alteration, dissolution and recrystallization processes gave rise to zoned subhedral (Qz3) and euhedral (Qz4) quartz crystals, typically hydrothermal, the latter being host of the gold mineralization. The textural evolution of quartz is directly related to hydrothermal fluids that affected the rocks of the Younger São Jorge granite. Backscattered electrons images (ERE) and semiquantitative analysis by energy dispersive spectroscopy (EDS) identified two generations of gold: Au1, enriched in Ag (4.3 to 23.7%) and included or associated to crystals of Py; Au2, enriched in Te (1.1 to 17.2%) and included in Qz4. The study of quartz crystals by SEM-CL provided important morphological and textural information for understanding of the hydrothermal processes that acted in the mineralized area of the São Jorge gold deposit, allowing the application of this methodology in studies of quartz of other hydrothermal deposits.
Keywords: Microscopia eletrônica de varredura - Tapajós, Região (PA)
Catodoluminescência
Quartzo - Tapajós, Região (PA)
Ouro - Tapajós, Região (PA)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::MINERALOGIA
CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PETROLOGIA
CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::METALOGENIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_QuartzoMagmaticoHidrotermal.pdf4,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons