Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10652
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorGASPAR, Christian Diego de França-
dc.date.accessioned2019-02-20T12:42:50Z-
dc.date.available2019-02-20T12:42:50Z-
dc.date.issued2018-01-05-
dc.identifier.citationGASPAR, Christian Diego de França. Efeitos supressivos da apresentação contingente e não contingente do jato de ar quente em Rattus norvegicus. 2018. 38 f. Orientador: Marcus Bentes de Carvalho Neto. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10652. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10652-
dc.description.abstractThus, the objective of this work was to verify the suppressive effects of the contingent and noncontingent presentation of hot air blast (HAB), if tested in situations like those required to produce this effect with electric shock. After the pressure training the bar phase and the identification of the baseline, six rats were divided into two groups with three animals each. The groups were exposed to twenty sessions in each phase (baseline, test phase and reconditioning), but for the Punishment Group (PUN) the HAB was administered in a contingent manner by pressing the bar in a joint scheme of VI 30s punishment + VI 30s reinforcement, while for the Yoked Group (ACO) the HAB occurred in a non-contingent manner, due to the occurrence in the Punishment Group, superimposed on a reinforcement scheme (VI 30s). In the end of the experiment, the percentage suppression index was 73% for PUN group and 49% for ACO group. The identified differential suppression was the missing element to legitimize HAB as a punitive stimulus capable of suppressing previously established responses and of testing the generality of aversive events with electric shock in basic experimental procedures.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectPsicologia: Pesquisa experimentalpt_BR
dc.subjectAnálise do comportamentopt_BR
dc.subjectPunição - Comportamentopt_BR
dc.subjectSupressão de respostaspt_BR
dc.subjectEstímulo aversivopt_BR
dc.subjectJato de ar quentept_BR
dc.subjectContingentept_BR
dc.subjectNão contingentept_BR
dc.titleEfeitos supressivos da apresentação contingente e não contingente do jato de ar quente em Rattus norvegicuspt_BR
dc.title.alternativeSuppressive effects of contingent and non-contingent presentation of hot air blast in Rattus norvegicuspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNúcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamentopt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApt_BR
dc.contributor.advisor1CARVALHO NETO, Marcus Bentes de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7613198431695463pt_BR
dc.contributor.advisor-co1MAYER, Paulo César Morales-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5360949596306254pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8469530560060435pt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho foi verificar os efeitos supressivos da apresentação contingente e não contingente ao responder do jato de ar quente (JAQ) se testado em situações similares às necessárias para produção deste efeito com o choque elétrico. Após o treino de pressão a barra e a identificação da linha de base, seis ratos foram divididos em dois grupos com três animais cada. Os grupos foram expostos a vinte sessões por fase (linha de base, fase de teste e recondicionamento), mas para o Grupo Punição (PUN) o JAQ foi administrado de modo contingente ao pressionar a barra em um esquema conjunto de VI 30s punição + VI 30s reforço, enquanto para o Grupo Acoplado (ACO) o JAQ ocorria de modo não contingente, em função da ocorrência no Grupo Punição, sobreposto a um esquema de reforço (VI 30s). Ao final do experimento, o índice percentual de supressão foi de 73% para o grupo PUN e 49% para o grupo ACO. A supressão diferencial identificada era o elemento que faltava para legitimar o JAQ como um estímulo punidor, capaz de suprimir respostas previamente estabelecidas e de testar a generalidade de eventos aversivos, com o choque elétrico, em procedimentos experimentais básicos.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamentopt_BR
dc.subject.linhadepesquisaANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO: PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOSpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoPSICOLOGIA EXPERIMENTALpt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitosSupressivosApresentacao.pdf642,14 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons