Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/10678
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 8-jul-2015
Autor(es): REIS, André Heron Carvalho dos
Primer Orientador: COSTA, Marcondes Lima da
Primer Coorientador: SILVEIRA, Maura Imazio da
Título : Fertilidade, caracterização química, mineralogia e morfologia de cerâmicas e solos de terra preta arqueológica do Sambaqui Jacarequara (Barcarena-Pa)
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citación : REIS, André Heron Carvalho dos. Fertilidade, caracterização química, mineralogia e morfologia de cerâmicas e solos de terra preta arqueológica do Sambaqui Jacarequara (Barcarena-Pa). Orientador: Marcondes Lima da Costa. 2015. 88 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10678. Acesso em:.
Resumen: Terra Preta de Índio (TPI) ou Terra Preta Arqueológica (TPA) são solos comumente encontrados nos sítios arqueológicos da Amazônia, sua coloração escura e fertilidade contrasta dos solos adjacentes, geralmente pobres em nutrientes. Sua formação é relacionada ao descarte de matéria orgânica oriunda dos antigos aldeamentos indígenas, além da ocorrência de artefatos líticos, carvões e diversos fragmentos cerâmicos de diferentes estilos e tradições. Pesquisas realizadas no intuito de se avaliar a morfologia do conjunto cerâmico, caracterizações químicas, mineralógicas e a avaliação da fertilidade dos sambaquis ainda são escassas. Tais pesquisas podem contribuir para avançar no conhecimento sobre a formação da TPA, sua fertilidade e ainda elucidar aspectos do modo de vida dos grupos humanos pretéritos. Este trabalho objetivou avançar nesta problemática, ao analisar os fragmentos cerâmicos e solos das camadas arqueoestratigráficas (definidos por atributos culturais e naturais) de TPA provenientes do sambaqui Jacarequara, município de Barcarena, Estado do Pará. As amostras foram submetidas a análises químicas e mineralógicas por ICP-MS, ICPOES, DRX, MEV/EDS, microscopia óptica, avaliação dos parâmetros de fertilidade e análise morfológica (aspectos técnico-estilísticos) da coleção cerâmica do sambaqui. Quanto aos solos, os dados obtidos denunciam elevada fertilidade (V > 87 e SB >10), pH de leve a fortemente básico (6,02-8,25), elevada concentração de P disponível (46,5-818,1 mg/dm3 ) e soma de bases composta predominantemente por Ca e Mg, retratando a composição química do material carbonático adicionado. Estes valores destacam-se nas camadas intermediárias 2, 3B e 3A com maior disponibilidade P e Ca, enquanto que estes valores diminuem consideravelmente na base do perfil (camada 6). Os solos também são formados predominantemente por SiO2, Al2O3, CaO, Fe2O3, K2O e MgO (85,37 %), refletindo a mineralogia composta por quartzo, calcita, aragonita e caulinita. A concentração de P2O5 é considerada alta (0,99%) porém menor quando comparadas com outros solos de TPA da Amazônia, presente possivelmente em fase amorfa. Quando confrontados com a média crustal, nota-se valores ligeiramente altos de SiO2, CaO, TiO2, P2O5 e MnO. Por sua vez, as cerâmicas mostraram pH básico (7,04-8,00), altos valores de soma e saturação de bases (SB >29,42; V > 94,7) atestando a alta fertilidade destas. O P disponível mostrou menores valores na cerâmica que no solo (12-389,9 mg/dm3 ) revelando a contribuição dos FCs para a fertilização do solo. 8 A composição química destas é formada predominantemente por SiO2, Al2O3, CaO, Fe2O3, K2O, TiO2 P2O5 (75,33 %). Nos fragmentos cerâmicos a concentração total de P e Ca são maiores que no solo (P 0,75 %; Ca 9 % médias) porém com concentrações de P menores quando comparadas com outras cerâmicas da Amazônia, como do Baixo Amazonas. Mineralogicamente as cerâmicas não diferem do solo, denotando uma origem local para a fonte de matéria-prima. Estas são formadas por fases de quartzo, muscovita, calcita, aragonita, anatásio, além de uma fase amorfa de metacaulinita, o que sugere uma queima superior a 550ºC. Não foram encontradas fases cristalinas relacionadas ao fósforo. Quando confrontados os dados químicos com a morfologia cerâmica, nota-se que fragmentos com maior capacidade volumétrica, granulometria fina e menor concentrações de conchas moídas na argila possuem maior concentração de P (> 0,70 %), indicando uma possível relação entre os materiais usados na confecção da cerâmica, formas de utilização do recipiente e a assinatura química resultante. Morfologicamente, os resultados enquadram a cerâmica na Tradição Regional Mina, contudo variações no padrão decorativo foram encontradas entre os níveis estratigráficos: a base do perfil apresenta uma ocupação em que as cerâmicas têm formas introvertidas, granulometria fina, engobo vermelho e maior diversidade no uso de antiplásticos, enquanto que a partir da camada 3 uma cerâmica caracterizada por conchas de maior granulometria, pratos com decorações plásticas (incisas, entalhados) e fragmentos muito mais fragilizados com ausência de engobo. Assim, conclui-se que os FCs são fundamentais para a manutenção da fertilidade das TPAs e também, que as dissimilaridades entre química, mineralogia, textura e tecnologia da cerâmica de cada camada delimita três fases de ocupação para o sambaqui: na primeira teriam ocupado um promontório de praia próximo ao rio, com uso dos recursos aquáticos em assentamentos temporários; no segundo um uso permanente da área, intensificação da pesca e do descarte de resíduos orgânicos no solo, resultando na TPA, e por último uma ocupação pós-sambaquiera, com menor dependência de recursos aquáticos.
Resumen : Archaeological Black earth (ABE) are soil stains easily found in archaeological sites. Their dark color and fertility contrasts with adjacent soils, which are usually poor in nutrients. Their formation is related to disposal of organic matter coming from old indian villages, besides the presence of “lítico” artifacts, coal and various ceramic fragments of different styles and traditions. However, researches aimed to evaluate the morfology of the ceramic set, its chemical and mineralogical characteristics and also the assessment of the sambaquis’ fertility still rare. These researches may contribute to a great advance in the knowlegde of ABE and its fertility. In addition, they may elucidate some aspects about the living style of the groups involved. This paper aims to advance in this problematic when analising the ceramic fragments (decorated or not decorated) and the archeo- stratigrafic soil layers (defined by cultural and natural features) from the Sambaqui Jacarequara ABE, in Barcarena, Pará. The samples were submitted to chemical and mineralogical analisis by ICP-MS, ICP-OES, DRX, MEV/EDS, optical microscopy, the assessmente of soil fertility and morfological analises (stylistic and technical aspects) of the sambaqui ceramic set. Regarding to the soils, the obtained data demosntrate and high fertility (V >87 e SB >10), light and strongly basic pH (6,02-8,25), a high concentration of P is avaiable (46,5-818,1 mg/dm3), and the amount of the bases composed predominantly by por Ca e Mg, reflecting the chemical composition of the carbonatic material added. These values are highighted in the layers 2, 3B and 3A with major availability P and Ca, while these values are reduced considerably in the base (Layer 6). The soils are predominantly composed by SiO2, Al2O3, CaO, Fe2O3, K2O e MgO (85, 37 %), which refletcs the mineralogy composed by quartz, calcite, argonite, kaolinite. The concentration of P2O5 is considered low (0, 46 %) when compared with the other ABE in the Amazon, possibly presented in amorphous phase. When confrotating with the crustal avarage is visible the slightly high values of SiO2, CaO, TiO2, P2O5 e MnO. In turn, the ceramics shows basic pH (7, 04-8, 00), high values of sum and base saturation (SB >29, 42; V >94, 7) demosntrating their high fertility level. The P avaiable indicates lower values in the ceramics than in the soil (12-389, 9 mg/dm3 ) displaying the FCs contribution to the soil fertility. Their chemical composition is composed by SiO2, Al2O3, CaO, Fe2O3, K2O, TiO2 P2O5 (75, 33 %). 1 0 Mineralogicaly, the ceramics do not differ from the soil, indicating a local origin to the raw material sources. These ones are composed by quartz phases, musccovite, calcite, argonite, anatase, besides the amorphous phase of metakaolinite, which suggests a burning superior to 550ºC. Crystalline stages related to phosphorus were not found. When confronting chemical data with the ceramics morphology, it is possible to notice that fragments with higher volumetric capacity, fined-grained and lower concentrations of grounded shells in the Clay have a higher concentration of P (> 0,70 %), indicating a possible relation between the materials used during the ceramics fabrication, their use and chemical signature. Morphologically, the results qualified the ceramics in the Regional traditional Mina. However, some variations in the decorative patterns were found between the stratigrafic levels: profile’s basis, one occupation composed by ceramics of introverted forms, fined grained, red engobes e major diversity in the antiplastic use, while from layer 3 there is some ceramics characterized by shells with higher fined-grained, plates with plastic decorations (incised, hand-carved) and fragments much more with the absence od engobe. Therefore, it is concluded that the FCs are fundamental to the maintainance of the fertility of the ABE and also the dissimilarities among chemistry, mineralogy, texture and technology of the ceramics of each layer. It also defines three phases of occupation to the sambaqui: the first phase indicates they would have occupied a promontory of the beach next to the river with the use of aquatics resources in temporary villages; the second one demonstrates a permanent use of the area and intense fishing activity with disposal of organic matter in the soils resulting in the ABE; while the last one demonstrates a post sambaqui occupation with fewer dependence of aquatic resources.
Palabras clave : Fragmentos cerâmicos
Terra Preta Arqueológica
Fertilidade do solo - Barcarena (PA)
Terra preta - Pará
Química arqueológica
Geologia arqueológica
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOQUÍMICA E PETROLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: MINERALOGIA E GEOQUIMICA APLICADA
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOARQUEOLOGIA
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Geociências
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Aparece en las colecciones: Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_FertilidadeCaracterizacaoQuimica.pdf5,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons