Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10798
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Oct-2018
Authors: SILVA, Ingrid Christiane
PINHEIRO, Bruna Teles
NOBRE, Akim Felipe Santos
COELHO, Jaciana Lima
PEREIRA, Cássia Cristine Costa
COVRE, Louise de Souza Canto
ALMEIDA, Camila Pâmela Santos de
VIANA, Maria de Nazaré do Socorro de Almeida
ALMEIDA, Danilo de Souza
RIBEIRO, Jairo Falcão
SANTOS, Yago Costa Vasconcelos dos
ARAÚJO, Marcos William Leão de
BORGES, Mariza da Silva
NASCIMENTO, Lisandra Duarte
VALENTIM, Lorena Saldanha
CASSEB, Jorge Simao do Rosario
COSTA, Carlos Araujo da
SOUSA, Maisa Silva de
metadata.dc.description.affiliation: NOBRE, A. F. S.; PEREIRA, C. C. C. UFPA/NMT
Title: Moderada endemicidade da infecção pelo vírus linfotrópico-T humano na região metropolitana de Belém, Pará, Brasil
Other Titles: Moderate endemicity of the human T-lymphotropic virus infection in the metropolitan region of Belém, Pará, Brazil
Sponsor: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
PROEX/UFPA
Citation: SILVA, Ingrid Christiane et al . Moderada endemicidade da infecção pelo vírus linfotrópico-T humano na região metropolitana de Belém, Pará, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo , v. 21, e 180018, 2018 . Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10798. Acessos em:.
Resumo: A disseminação da infecção pelo vírus linfotrópico-T humano (HTLV) em famílias da área metropolitana de Belém, Pará, Brasil, e a ausência de estudos na população em geral requisitam investigações que esclareçam melhor a sua prevalência na região. Metodologia: Foi realizada pesquisa de anticorpos antiHTLV-1/HTLV-2 em indivíduos adultos transeuntes de logradouros públicos de Belém, entre novembro de 2014 e novembro de 2015. A infecção foi confirmada por pesquisa de DNA proviral e foi realizada avaliação clínica e investigação intrafamiliar dos infectados. Resultados: Dos 1.059 indivíduos investigados, 21 (2,0%) apresentaram amostras sororeagentes, 15 (1,4%) confirmados para HTLV-1, 5 (0,5%) para HTLV-2 e o DNA proviral foi indetectável em 1 caso. A média de idade dos infectados (57,2) foi maior que a dos não infectados (46,2) (p = 0,0010). A infecção aumentou com a idade e se destacou nos indivíduos com renda familiar menor ou igual a um salário mínimo. A transmissão intrafamiliar parece ter ocorrido em todas as famílias investigadas. Dentre os portadores de HTLV-1, 30% (3/10) já apresentavam algum sintoma relacionado à infecção. Discussão: O aumento da infecção de acordo com a idade pode ocorrer por soroconversão tardia de infecção pré-adquirida ou pelo risco cumulativo de novas infecções, sobretudo em mulheres. Conclusão: A infecção por HTLV demonstrou moderada prevalência na população estudada, com predomínio do HTLV-1. Essa mostrou-se associada à baixa renda e ao aumento da idade das mulheres. Também apresentou disseminação intrafamiliar e negligência no diagnóstico das doenças associadas.
Abstract: The spread of the HTLV infection in families living in the metropolitan area of Belém, Pará, Brazil, and the lack of studies in the general population requires studies to better understand its prevalence in the region. Methods: An anti-HTLV-1/HTLV-2 antibodies test was carried out on random adults in public places in Belém between November 2014 and November 2015. A proviral DNA test detected if the person was infected, and then a clinical evaluation and an intrafamilial investigation were carried out. Results: Of the 1059 individuals being investigated, 21 (2.0%) had seroreagent samples, 15 (1.4%) had HTLV-1, 5 (0.5%) had HTLV-2, and proviral DNA was undetectable in one case. The mean age of the infected people (57.2) was higher than that of those that were uninfected (46.2) (p = 0.0010). The prevalence of infection increased with age, especially in individuals with a family income equal to or less than a minimum wage. Intrafamilial transmission seems to have occurred in all of the families being studied. Among the patients with HTLV-1, 30% (3/10) already had some symptom related to the infection. Discussion: The increase in prevalence rates according to age may be due to late seroconversion of a previously acquired infection, or the cumulative risk of new infections, especially in women. Conclusion: There was a moderate prevalence of the HTLV infection among adult individuals from the metropolitan area of Belém, with a predominance of HTLV-1. This infection was associated with low income and increasingly older women. It also presented intrafamily spread and negligence in the diagnosis of associated diseases.
Keywords: Deltaretrovírus
Epidemiologia
Estudos transversais
Saúde da família
metadata.dc.relation.ispartof: Revista Brasileira de Epidemiologia
ISSN: 1980-5497
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2018000100417&lng=pt&tlng=pt
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720180018
Appears in Collections:Artigos Científicos - FARM/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_ModeradaEndemicidadeInfecção.pdfPORTUGUÊS309,56 kBAdobe PDFView/Open
Article_ModerateEndemicityHuman.pdfINGLÊS307,41 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons