Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11074
Tipo: Dissertação
Data do documento: 19-Fev-2019
Autor(es): FERREIRA JÚNIOR, Sérgio do Espírito Santo
Primeiro(a) Orientador(a): COSTA, Alda Cristina Silva da
Título: Configuração do acontecimento violento em narrativas jornalísticas: chacina da região metropolitana de Belém em Diário do Pará e o Liberal
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: FERREIRA JÚNIOR, Sergio do Espirito Santo. Configuração do acontecimento violento em narrativas jornalísticas: chacina da região metropolitana de Belém em Diário do Pará e o Liberal. 2019. 118 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2019. Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11074. Acesso em:.
Resumo: Chacinas urbanas são parte de um contexto de violência e mortes violentas por grupos de extermínio que, no Pará, têm recorrência desde a década de 1990. Dentre as mais recentes, a chacina da Região Metropolitana de Belém (RMB), que ocorreu em 20 e 21 de janeiro de 2017, mobilizou ostensiva cobertura jornalística e um quadro social de disputas de sentido sobre o que aconteceu e com quais consequências. Em razão desse processo, esta dissertação analisa a configuração dessa chacina como acontecimento nas narrativas jornalísticas dos impressos paraenses Diário do Pará e O Liberal. Ao longo do trabalho, dialogamos com teorias do acontecimento e as articulações possíveis entre acontecimento e narrativa, com ênfase do papel da mise en intrigue na constituição de acontecimentos na vida social. Efetuamos ainda uma incursão ao contexto e aos campos problemáticos das chacinas em Belém a fim de apresentar os marcos de compreensão nos quais o acontecimento chacina é inscrito. Analisamos as narrativas de ambos os jornais sobre a chacina da RMB a partir de uma aproximação entre os conceitos de percurso acontecimental e cenas do acontecimento a fim de compreender como se dá essa configuração da chacina. Identificamos três ordens cênicas ao longo da configuração do acontecimento: a) cenas do crime; b) cenas político-institucionais; e c) cenas de contestação. Em Diário do Pará, a chacina é tematizada como parte de um conflito político entre a gestão estadual da segurança pública e os diversos sentidos que o jornal propõe a partir das mortes e dos demais agentes. Em O Liberal, a chacina é inserida em um contexto difuso de violências letais ou mortes violentas, com forte ênfase na criminalização das vítimas e no eco à perspectiva da gestão estadual de Segurança. Com isso, os resultados da pesquisa apontam para um percurso acontecimental que apresenta a chacina a) tanto a partir das mortes do policial e das demais vítimas nas periferias da RMB; b) quanto por meio de um quadro de consequências político-institucionais que sinaliza para as disputas de sentido nas narrativas e pelos agentes sociais e políticos que são convocados a elas.
Abstract: Urban mass murders, or chacinas, are part of a context of violence and murders by death squads which have happened in the Pará state, Brazil, at least since the 90s. Among the most recent ones, there is the Belém Metropolitan Area chacina, which occurred in January 20th and 21st, 2017. It was the target of an ostensive news media coverage as much as of intense disputes towards the meaning of what had happened and its consequences. Due to such aspects, this master’s thesis analyzes the configuration of the chacina as a social event in journalistic narratives of newspapers from Pará state, Diário do Pará and O Liberal. Throughout the work, we present event theories and possible articulations between event and narrative as working concepts, emphasizing the role of emplotment in making events of social life. We also deal with the context and problematic fields of the Belém Metropolitan Area chacina in order to present the interpretations under which such events are inscribed. To analyze the narratives from both newspapers, we depart from an approach that is made of two concepts, eventful course and eventful scenes, so to understand how the violent event is configured. We identified three scenic orders throughout the configuration of this event: a) crime scenes; b) political-institutional scenes; and c) scenes of dispute. In Diário do Pará, the chacina is thematized as part of a political conflict between the state management of public security and the various meanings the newspaper proposes based on the deaths and other agents. In O Liberal, the chacina is integrated in a diffuse context of lethal violence or violent deaths, putting a strong emphasis on criminalizing the victims and echoing the state security management’s perspective on the event. Thus, the research findings point to an event that presents the chacina as a) the policeman’s death as well as the other victims’, killed in the Belém Metropolitan Area peripheries, .and b) through the political-institutional consequences that signal to the disputes of meaning in the narratives and by the social and political agents who are made part of them.
Palavras-chave: Análise do discurso
Comunicação de massa
Jornalismo-Aspectos sociais
Indústria cultural
Área de Concentração: PROCESSOS COMUNICACIONAIS E MIDIATIZAÇÃO NA AMAZÔNIA
Linha de Pesquisa: COMUNICAÇÃO, CULTURA E SOCIALIDADES NA AMAZÔNIA
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAO
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Letras e Comunicação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte: 1 CD-ROM
Aparece nas coleções:Dissertações em Comunicação, Cultura e Amazônia (Mestrado) - PPGCOM/ILC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_ConfiguracaoAcontecimentoViolento.pdf3,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons