Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11108
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorARAUJO, Rodrigo da Cruz de-
dc.date.accessioned2019-05-08T16:36:46Z-
dc.date.available2019-05-08T16:36:46Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationARAUJO, Rodrigo da Cruz de. Efeitos do desmatamento sobre o ciclo hidrológico: uma comparação entre a Bacia do Rio Curua-Una e a Bacia do Rio Uraim. Orientador: Marcos Ximenes Ponte. 2010. 115 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11108. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11108-
dc.description.abstractThis work focuses on the hydrological response (ie precipitation, discharge and evapotranspiration) to deforestation, for two individual basins, where the processes of changing vegetation cover are at different levels. Search is thus ratifying the results mentioned in literature in the sense that above certain level of deforestation hydrological responses are to give due to local and non-local atmospheric interactions. Two basins were seleceted: the Curua-Una (micro-region of Santarem PA) and Uraim (Paragominas-PA). These basins were chosen because they represent examples of two different situations in respect of the advance of deforestation. The first is at a level of approximately 25%, while the second basin has experienced even more significant deforestation in the order of 65%. Using the time series data were performed for each basin statistical analysis to test the hydrological differences between two periods, representing different situations of deforestation, that is, a more preserved moment and a more deforested one. The results confirm that, in fact, different levels of deforestation cause different hydrological responses, to point out that for the basin with lower levels of deforestation 25% (i.e. Curua-Una Basin) there is not significant change in precipitation and even so the discharge increases, while the most devastated area (i.e. Uraim Basin) shows a reduction in precipitation (ranging from 25%), consequently decreasing the channel’s flow. These results are particularly relevant for confirming with field data that the assumptions made by various simulations of future scenarios in practice are already occurring, if not on a regional level, at least for one specific area where the level of deforestation is enhanced both as a percentage as of total length.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectDesmatamento - Paragominas (PA)pt_BR
dc.subjectCiclo hidrológicopt_BR
dc.subjectDesenvolvimento sustentável - Amazôniapt_BR
dc.subjectBacia do Curua-Una (PA)pt_BR
dc.subjectBacia do Rio Uraim (PA)pt_BR
dc.subjectDesmatamento - Santarém (PA)pt_BR
dc.subjectImpactos ambientais - Parápt_BR
dc.titleEfeitos do desmatamento sobre o ciclo hidrológico: uma comparação entre a Bacia do Curua-Una e a Bacia do Rio Uraimpt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNúcleo de Altos Estudos Amazônicospt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL::GEOTECNICApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROS::CIÊNCIAS AMBIENTAISpt_BR
dc.contributor.advisor1PONTE, Marcos Ximenes-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4768233Y5pt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4769057D9pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho tem como foco a resposta das características hidrológicas (i.e.precipitação, vazão e evapotranspiração) ao desmatamento, para duas bacias de captação individuais, nas quais o processo de mudança da cobertura vegetal se encontra em níveis diferentes. Busca-se dessa forma ratificar os resultados apontados pela literatura, no sentido de que a partir de certo nível de desmatamento as respostas hidrológicas passam a se dar em função de interações atmosféricas locais e não locais. Foram então selecionadas duas bacias: do Curua-Una (microregião de Santarém) e do Uraim (Paragominas). Tais bacias foram escolhidas por representarem exemplos de duas situações distintas no avanço do desmatamento. A primeira se encontra em um nível aproximado de 25%, enquanto a segunda bacia já experimentou desmatamento ainda mais significativo, na ordem de 65 %. Utilizando se as séries históricas de dados foram realizadas para cada bacia análises estatísticas a fim de testar as diferenças hidrológicas entre dois períodos, representativos de situações distintas quanto ao desmatamento, ou seja, um momento mais preservado e um mais desmatado. Os resultados encontrados confirmam que, de fato, níveis de desflorestamento diferentes provocam respostas distintas nas características hidrológicas, ao apontar que para a bacia com menor nível de desmatamento 25% (i.e. Bacia do Curua-Una) não ocorre alteração significativa na precipitação, e ainda assim a descarga aumenta, ao passo que a área mais devastada (i.e Bacia do Uraim) apresenta redução da precipitação (na faixa de 25%) com conseqüente diminuição da vazão do canal. Tais resultados são especialmente relevantes por confirmarem com dados de campo que as hipóteses levantadas por diversas simulações de cenários futuros, na prática já estão ocorrendo, se não em um nível regional, pelo menos para uma área específica onde o nível de desmatamento é acentuado tanto em termos percentuais quanto de extensão total.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmidopt_BR
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EfeitosDesmatamentoSobre.pdf1,53 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons