Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11923
Tipo: Dissertação
Fecha de publicación : 21-nov-2016
Autor(es): ARAÚJO, Lidiane Cristina Lima de
Primer Orientador: SOUZA FILHO, Pedro Walfir Martins e
Título : Reconhecimento dos elementos deposicionais da lagoa do Violão na Serra Sul de Carajás: um estudo a partir de registros sismoestratigráficos
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citación : ARAÚJO, Lidiane Cristina Lima de. Reconhecimento dos elementos deposicionais da lagoa do Violão na Serra Sul de Carajás: um estudo a partir de registros sismoestratigráficos. Orientador: Pedro Walfir Martins e Souza Filho. 2017. 60 f. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11923. Acesso em:.
Resumen: A sismoestratigrafia é uma das principais ferramentas utilizadas para a caracterização de sequências e fácies sísmicas, cuja interpretação é baseada nos conceitos de estratigrafia de sequências. O presente estudo objetiva o reconhecimento e mapeamento dos elementos sismodeposicionais da Lagoa do Violão – Serra Sul de Carajás – visando compreender o seu preenchimento sedimentar, diante da importância de ambientes lacustres sob os aspectos paleoambientais, principalmente em regiões tropicais. A Lagoa do Violão está inserida no platô S11D, desenvolvida sobre crostas lateríticas ferruginosas a uma altitude ~720 m acima do nível do mar. É uma bacia hidrográfica de 1.836 km 2, alongada na orientação NW-SE, morfologicamente, semelhante a um violão. As etapas da pesquisa incluíram aquisição, tratamento e interpretação dos dados sísmicos rasos. Para a aquisição foi utilizado o sistema Bathy 2010PC™ da marca SyQwest de frequências 12 kHz e 3,5 kHz operando simultaneamente com o auxílio de DGPS. Foram coletados 22 perfis entre os dias 08/09 e 12/09/2014, tratados nos softwares sísmicos Reflex Win e Kingdom® Suite. Os perfis de 12 kHz garantiram maior qualidade de informações em relação aos de 3,5 kHz, sendo escolhidos os seis mais representativos quanto aos elementos sismo-deposicionais e padrões de ecocaráter. Foram reconhecidas três unidades sismoestratigráficas (USI, USII, USIII), classificadas em ordem cronológica da base para o topo. As US’s repousam sobre o embasamento rochoso/acústico que afloram nas extremidades da lagoa, estendendo-se até 25 m em subsuperfície. Sua morfologia pode ser comparada a uma bacia de lavar roupa (“washing basin”) de margens íngremes e fundo relativamente plano. Seus refletores internos, por vezes descontínuos, compõem-se de baixa a média amplitude do sinal, ao contrário das suas superfícies limítrofes. A USI é caracterizada por uma sucessão progradacional, depositada a partir de fluxos gravitacionais que formam frentes deltaicas em condições de lagoa alta. A USII e USIII representam fácies plano-paralelas, concordantes entre si com refletores relativamente suaves. O reconhecimento de 7 ecofácies permitiu a relação entre as assinaturas acústicas presentes e dados de distribuição de sedimentos superficiais de fundo realizados em trabalhos anteriores, o qual possibilitou uma visão geral da deposição superficial da Lagoa do Violão, sendo os ecos de maior reflexão relacionados, predominantemente, a sedimentos lamosos com presença de turfas e, em alguns momentos, à lama orgânica ou oxidada, que favorecem a ocorrência de gases nos interstícios sedimentares oriundos da decomposição de matéria orgânica. Em contrapartida, reflexões de médio a baixo contraste de impedância se remetem a areia muito fina com teor de lama considerável e boa propagação. O reconhecimento e interpretação dos padrões sismoestratigráficos identificou diferentes processos de preenchimento sedimentar da Lagoa do Violão. A USI é caracterizada por uma sucessão progradacional dos estratos e, a medida que se aproxima do depocentro, os estratos das USII e USIII, se dispõem mais uniformes, em forma de drapes, sobre uma superfície parcialmente irregular sob condições de baixa energia influenciada por fluxos superficial e intermediário, cuja deposição se dá por suspensão.
Resumen : The sismoestratigraphy is one of the main tools used for the characterization of sequences and seismic facies, whose interpretation is based on the concepts of stratigraphic sequences. This study aims at the recognition and mapping of earthquake-depositional elements of Violão Lake - Serra Sul de Carajás - seeking to understand their sedimentary fill, considering the importance of lacustrine environments in the paleoenvironmental aspects, especially in tropical regions. The Violão Lake is part of the S11D plateau, built on lateritic ferruginous crusts at an altitude ~ 720 m above the sea level. It is a watershed of 1,836 km2, elongated in the NW-SE orientation, morphologically similar to a guitar. The research steps include acquisition, processing and interpretation of shallow seismic data. For the acquisition was used Bathy 2010PC ™ brand system SyQwest frequency 12 kHz and 3.5 kHz operating simultaneously with the aid of DGPS. They were collected 22 days profiles between 08/09 and 12/09/2014, treated in seismic software Reflex Win and Kingdom® Suite. 12 kHz profiles guaranteed greater quality information in relation to 3.5 kHz, and the six selected as the most representative elements earthquake-depositional patterns and ecocaráter. Stratigraphics three units were recognized (USI, USII, USIII), classified in chronological order from bottom to top. The US's rest on the rocky basement / acoustic that outcrop in the lake edges, extending to 25 m in the subsurface. Their morphology can be likened to a bowl of washing ("washing basin") of steep margins and relatively flat bottom. Their internal reflectors, sometimes discontinuous, made up of low to medium signal amplitude, unlike their neighboring surfaces. The USI is characterized by a progradational succession deposited from gravitational flow forming delta fronts for high lake conditions. The USII and USIII represent facies planeparallel, consistent with each other relatively soft reflectors. The recognition of 7 ecofacies allowed the relationship between the present acoustic signatures and the data of the distribution of superficial bottom sediments performed in previous works, which allowed an overview of the surface deposition of the Violão Lake, being the echoes of greater reflection related, predominantly, lamosos sediments with presence of peat and, in some moments, organic or oxidized sludge, favoring the occurrence of gases in the sedimentary interstices resulting from the decomposition of organic matter. In contrast, medium reflections low impedance contrast to refer to very fine sand with considerable mud content and good spread. Recognition and interpretation of stratigraphics standards identified different sedimentary filling processes of Violão Lake. The USI is characterized by a progradational succession of strata and, as they approach the depocenter, the strata of USII and USIII if have more uniform, as drapes in on a partially uneven surface under conditions of low energy influenced by flows shallow and intermediate, whose deposition occurs by suspension.
Palabras clave : Sedimentação e depósitos - Carajás, Serra dos (PA)
Estratigrafia de sequências
Geologia estratigráfica
Método de reflexão sísmica
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GEOLOGIA
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
País: Brasil
Editorial : Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Geociências
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Aparece en las colecciones: Dissertações em Geologia e Geoquímica (Mestrado) - PPGG/IG

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Dissertacao_ReconhecimentoElementosDeposicionais.pdf5,67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons