Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/12418
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 29-May-2019
metadata.dc.creator: MAGALHÃES, Jose Leonardo Lima
metadata.dc.creator.ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7498-5189
metadata.dc.contributor.advisor1: LOPES, Maria Aparecida
metadata.dc.contributor.advisor1ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6296-5487
Title: Efeitos da inundação e da antropização sobre padrões de diversidade de árvores da floresta de várzea amazônica
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: MAGALHÃES, José Leonardo Lima. Efeitos da inundação e da antropização sobre padrões de diversidade de árvores na floresta de várzeas amazônica. Orientadora: Maria Aparecida Lopes. 2019. 95 f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/12418. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A várzea amazônica é um ecossistema altamente heterogêneo e que abriga uma grande quantidade de espécies vegetais adaptadas a sua dinâmica sazonal. Os ambientes florestais de várzea sujeitos a inundação estão distribuídos ao longo de toda a extensão da calha principal do rio Amazonas e dos afluentes que possuem nascentes na cordilheira andina. A alta concentração de sedimentos carreados promove alta fertilidade por conta da dinâmica de deposição nos solos quando comparada a outros sistemas amazônicos e favorece uma alta produtividade primária apesar das condições anóxicas proporcionadas pela cheia dos rios. A fertilização natural das várzeas a tornou historicamente um hábitat propício para a colonização humana por seus benefícios à produção de alimentos. Nesse sentido, por atravessar quase todo o bioma, tem sido a principal rota de acesso de populações humanas atuais e pregressas aos mais distantes pontos da calha. Todos estes fatores contribuem para que as florestas de várzea sejam um importante modelo para se testar os padrões de diversidade ao longo de gradientes naturais e antropogênicos. Esta tese é apresentada em duas sessões que usam abordagens distintas, enfocando diferentes aspectos da diversidade e estrutura da floresta. A sessão 1 examina a estrutura filogenética do componente arbóreo de florestas de várzea nas macrorregiões Central e Leste da Amazônia brasileira e investiga como a presença humana atual tem a modificado, mais especificamente indagando como a ação humana interfere na diversidade das linhagens atuais destas florestas. A sessão 2 investiga como a diversidade taxonômica e os conjuntos de espécies locais e regionais foram afetados pelo histórico de densidade humana desde a chegada dos europeus na região. Para alcançar os objetivos, foram amostradas sete áreas distribuídas ao longo de 2.400 km de extensão da porção brasileira do Rio Amazonas que abrange diferentes regimes de inundação e tipos de influência humana. Foram amostrados os indivíduos arbóreos com DAP ≥ 10 cm e coletados dados disponíveis na literatura que foram utilizados como variáveis preditoras nas modelagens de diversidade em diferentes escalas. Os resultados demostraram que o regime de inundação é o principal fator que influencia a estrutura filogenética enquanto a densidade humana de quase três séculos atrás pode ser responsável por padrões de diversidade taxonômica encontrados atualmente. Assim, foram detectados padrões de diversidade em diferentes escalas espaciais e temporais, onde ficou evidenciado que a ação humana em tempos pregressos pode estar sendo refletida nos padrões de diversidade atuais muito tempo depois de terem ocorrido. Por ser um ecossistema de relativa facilidade de acesso na região e ter poucas áreas estritamente protegidas em unidades de conservação, aumenta-se a necessidade de entender como estas florestas são importantes para a manutenção de serviços ecossistêmicos essenciais e a sua dinâmica de regeneração diante da influência humana ao longo do tempo.
Abstract: The white-water floodplain forest in Amazon (locally várzea) is a highly heterogeneous floodplain ecosystem that encompasses a large number of adapted species. It is distributed along the entire length of the main channel of the Amazon River and of tributaries of Andean origin. In addition, due to periodic flooding by waters with high sediment load, it has high fertility when compared to other Amazonian systems. What on the one hand is important for high primary productivity also makes it the target of human colonization for its benefits to food production. In this sense, because it presents continental dimensions and crosses almost all the biome from East to West, it has been the main access route of present and previous human populations to the most distant points of the basin. All these factors contribute to these forests being an important model for testing diversity patterns along natural and anthropogenic gradients. This thesis is presented in two chapters that use distinct approaches, focusing on different aspects of forest diversity and structure. Chapter 1 examines the phylogenetic structure of the arboreal component of floodplain forests in the Central and Eastern macro-regions and investigates whether the current human presence has modified it, specifically reducing the number of tree lineages present and leading to the phylogenetic homogenization of these forests. Chapter 2 investigates whether the taxonomic diversity and the local and regional tree species found today in the macro-regions of the study are associated with historical patterns of human density since the arrival of Europeans in the region. To reach the objectives, seven areas were sampled along the 2,400 km stretch of the Brazilian portion of the Amazon River, which covers different flood regimes and human influences. Thus, tree individuals with DBH ≥ 10 cm were sampled and data were collected in situ and in databases available to be used as predictors variables in modeling tree diversity at different scales. With the results, it was detected that the flood regime is the main factor that influences the phylogenetic structure whereas the human density of almost three centuries ago is responsible for the patterns of taxonomic diversity that are currently found. The diversity patterns were detected in the evolutionary and ecological scale, where it was shown that human influences may have a long-delayed response after they have occurred. Because várzea is a system of relatively easy access in the region and has few protected areas, it is necessary to understand how these forests are important for the maintenance of essential ecosystem services, even though they have been affected by human influence for a long period.
Keywords: Estrutura filogenética
Diversidade taxonomica
Ecologia histórica
Influência humana
Phylogenetic structure
Taxonomic diversity
Historical ecology
Human influence
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ecologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Ecologia (Doutorado) - PPGECO/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EfeitosInudacaoAntropizacao.pdf3,57 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons