Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/12460
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Glayce de Fátima Fernandes da-
dc.date.accessioned2020-08-03T23:59:57Z-
dc.date.available2020-08-03T23:59:57Z-
dc.date.issued2018-04-
dc.identifier.citationSILVA, Glayce de Fátima Fernandes da. Os quilombolas vem da parte dos morenos, né? daí da África: identidades quilombolas entre os moradores da comunidade de Jurussaca. Nova Revista Amazônica, Bragança, v. 6, n. 1, p. 141-158, abr. 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.18542/nra.v6i1.6225. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/12460. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.issn2318-1346pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/12460-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.relation.ispartofNova Revista Amazônicapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.source.urihttps://periodicos.ufpa.br/index.php/nra/article/view/6225pt_BR
dc.subjectComunidade quilombolapt_BR
dc.subjectJurussacapt_BR
dc.subjectIndentidadespt_BR
dc.titleOs quilombolas vem da parte dos morenos, né? daí da Àfrica: identidades quilombolas entre os moradores da comunidade de Jurussacapt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0584382139015511pt_BR
dc.citation.volume6pt_BR
dc.citation.issue1pt_BR
dc.citation.spage141pt_BR
dc.citation.epage158pt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.18542/nra.v6i1.6225pt_BR
dc.description.resumoA partir de trabalho de campo na comunidade de Jurussaca, Tracuateua/PA (localizada na Amazônia Oriental) este artigo aborda a temática das identidades quilombola. Interpreta e reflete sobre a construção das identidades dos moradores da comunidade de Jurussaca como quilombolas. A identidade social dos moradores de Jurussaca (como quilombolas) foi elaborada (em um primeiro plano) a partir de quatro elementos: a origem comum, a luta pela posse da terra e titulação coletiva, a cor da pele (ser preto) e no sobrenome comum (Araújo), somados a outros elementos dessa identidade (em um segundo plano): as relações de parentesco, o pertencimento e as redes de parentesco, além das práticas religiosas e crenças presentes na comunidade. Todos esses elementos (do primeiro e do segundo plano) representam as identidades quilombolas circulantes na comunidade de Jurussaca, mas, além disso, representam um grupo cuja formação recebeu forte influência afro-indígena (SILVA, 2014) e que muito representa a população amazônica, em especial as comunidades da Região do Salgado Paraense. Este trabalho destaca apenas algumas dessas identidades.pt_BR
dc.description.affiliationUFPA - Universidade Federal do Parápt_BR
Appears in Collections:Artigos - NRA/UFPA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_QuilombolaPartesMoreno.pdf5,23 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons