Please use this identifier to cite or link to this item: http://10.7.2.42:8080/jspui/handle/2011/1662
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorDOMINGUES-LOPES, Rita de Cássia-
dc.date.accessioned2011-03-23T21:19:14Z-
dc.date.available2011-03-23T21:19:14Z-
dc.date.issued2002-02-15-
dc.identifier.citationDOMINGUES-LOPES, Rita de Cássia. Desvendando significados: contextualizando a Coleção Etnográfica Xikrín do Cateté. 2002. 99 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2002. Curso de Mestrado em Antropologia.-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/1662-
dc.description.abstractThe object of study is the Ethnographic Collection Xikrín do Cateté under the responsability of the Anthropology Laboratory “Arthur Napoleão Figueiredo” Technical Reserve at the Anthropology Department of the Federal University of Pará. The Collection Xikrín do Cateté is constituted by 144 artifacts, gathered by anthropologist Protásio Frikel (1912-1974) in the beginning of the 60s while carrying out field work among the Xikrín. The group is classified in the anthropological literature as sub-group Kayapó speaking a dialect of the Kayapó language from the Jê family which belongs to the linguistic line macro-Jê. They live on the river Cateté margin in the Parauapebas municipality, in Southern Pará. They currently live in two villages: the Cateté village that holds 600 people and the Djudjê-kô village with 240 people. They are separate from one another by 18 km. The collection is studied to allow the contextualization of the artifacts aiming at identifying their meanings and to acknowledge their potential contemporary use. In the trail of contextualization, I associate the Interpretative Anthropology and the Discourse Analysis tools with the data collected during field work carried out throughout the month of July 2000 and between february and april 2001 when visiting the Collection itself. The Collection has been classified based on Berta Ribeiro (1988) including plumary adornments and adornments made from several materials used by the Xikrín in their day-to-day life such as the Merêrêméi; there are also the weapons; the musical instruments; the ritual, magic and ludic objects; the straw wooven objects and other artifacts used for cooking, for domestic living and manual work tools as observed in the Reserve and the villages. The artifacts in the Collection are a reflection of some of the aspects of the Xikrín reality and identity aprehended generation after generation whom have considered values and concepts which constitue distinctive marks but also bring them close to other indigenous groups.-
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-
dc.language.isopor-
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectArtefato-
dc.subjectXikrín do Cateté-
dc.subjectCultura material indígena-
dc.subjectArte indígena-
dc.subjectParauapebas - PA-
dc.subjectPará - Estado-
dc.subjectAmazônia brasileira-
dc.subjectÍndio-
dc.titleDesvendando significados: contextualizando a Coleção Etnográfica Xikrín do Cateté-
dc.title.alternativeUnveiling Meaning: contextualization of the Ethnographic Collection Xikrín do Cateté-
dc.typeDissertação-
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA::ETNOLOGIA INDIGENA-
dc.contributor.advisor1BELTRÃO, Jane Felipe-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6647582671406048-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4052961510341780-
dc.description.resumoA dissertação tem como objeto estudar a Coleção Etnográfica Xikrín do Cateté que está sob a guarda da Reserva Técnica do Laboratório de Antropologia Arthur Napoleão Figueiredo do Departamento de Antropologia da Universidade Federal do Pará. A Coleção Xikrín do Cateté é formada por 144 artefatos, coletados pelo antropólogo Protásio Frikel (1912-1974) no início da década de 60, ao realizar trabalho de campo entre os Xikrín. O grupo indígena é considerado na literatura antropológica como um sub-grupo Kayapó, falante de dialeto da língua Kayapó, da família Jê, pertencente ao tronco lingüístico macro-Jê. Vivem às margens do rio Cateté, no município de Parauapebas, na região sudeste do estado do Pará. Atualmente, habitam duas aldeias: a aldeia Cateté, com 600 pessoas e a aldeia Djudjê-kô, com 240 pessoas, distante uma da outra cerca de 18 km. A Coleção é estudada com o propósito de contextualizar os artefatos que a constituem na busca de desvendar significados e sentidos e de reconhecer potencialidades atuais de uso dos objetos. Na trilha da contextualização, utilizo a Antropologia Interpretativa e a Análise de Discurso associadas aos dados obtidos durante o trabalho de campo realizado junto ao grupo, em julho de 2000 e no período de fevereiro a abril de 2001, indo da Coleção Etnográfica às aldeias Xikrín. A Coleção foi classificada a partir de Berta Ribeiro (1988), compreendendo adornos plumários e adornos de materiais ecléticos que ornamentam o corpo Xikrín no dia-a-dia e em momentos rituais, como o Merêrêméi; há também, armas; instrumentos musicais; objetos rituais, mágicos e lúdicos; trançados e objetos utilizados na preparação de alimentos, para o conforto doméstico e o trabalho manual, observado na Reserva e nas aldeias. A produção e o uso de 60% dos artefatos observados na Coleção Etnográfica Xikrín do Cateté refletem aspectos da realidade e da identidade Xikrín apreendidas de geração a geração considerando valores e concepções que os aproximam e os distinguem dos demais grupos indígenas.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Sociais-
Appears in Collections:Dissertações em Antropologia (Mestrado) - PPGCS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DesvendandoSignificadoContextualizando.pdf10,39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons