Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/1905
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: Feb-2007
Authors: BRANCO, Caroline Mota
First Advisor: FERREIRA, Eleonora Arnaud Pereira
Title: Adesão ao tratamento anti-retroviral por cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos de uma Unidade de Saúde do Estado do Pará
Other Titles: Adhesion to anti-retroviral`s treatment by cartakers of soropositives children and adolescent of an Unit of Health of the State of Pará
Sponsor: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: BRANCO, Caroline Mota. Adesão ao tratamento anti-retroviral por cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos de uma Unidade de Saúde do Estado do Pará. 2007. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
Resumo: O tema da adesão ao tratamento tem recebido muita atenção dentro da Psicologia da Saúde nos últimos anos. Estudos nessa área revelam que os pacientes que não aderem ao tratamento podem não se beneficiar dos ganhos trazidos pela intervenção terapêutica. A literatura sobre adesão ao tratamento anti-retroviral revela que é o cuidador que geralmente assume a responsabilidade pelo gerenciamento do tratamento de crianças e adolescentes soropositivos. O objetivo principal do presente estudo foi descrever o padrão de adesão ao tratamento de cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos que vivem no Estado do Pará, identificando as variáveis que interferem na adesão. Buscou-se, ainda, revelar os tipos de estratégias de enfrentamento utilizadas para lidar com as condições adversas trazidas pela soropositividade. Para tanto, realizou-se um estudo descritivo, de corte transversal, com 30 cuidadores, matriculados na Unidade de Referência Materno-Infantil e Adolescente do Estado do Pará (UREMIA), utilizando como instrumentos de coleta de dados, junto aos cuidadores, um roteiro de entrevista que investigava aspectos sociodemográficos, clínicos e psicossociais das crianças e adolescentes e a Escala Modos de Enfrentamento de Problemas (EMEP). Em relação à adesão pelos cuidadores, observou-se que algumas condições facilitaram o seguimento do tratamento. Essas condições estiveram relacionadas a variáveis de organização familiar (como o número de pessoas que moravam na residência), à história de interrupção do tratamento e ao auto-relato dos cuidadores sobre o padrão de desempenho a ser emitido mediante o sucesso (ou insucesso) da adesão. A influência dessas variáveis demonstrou a influência do controle do comportamento mediante regras, pois os cuidadores emitiram o desempenho classificado como adesão para evitar entrar em contato com as conseqüências aversivas do não seguimento do tratamento. Em relação às estratégias de enfrentamento, foi demonstrada maior média para o Fator 3, demonstrando a ênfase no uso de estratégias focalizadas em práticas religiosas e/ou pensamentos fantasiosos. Este trabalho propôs que os cuidadores da amostra lidaram com o problema da soropositividade de maneira a esquivar-se de pensar no problema do modo como ele realmente se constituiu diante dos mesmos, utilizando pensamentos religiosos ou mágicos para continuar lidando com a rotina diária de enfrentamento das questões que envolviam a condição de soropositividade da criança e/ou do adolescente. A partir dos dados encontrados, indica-se a realização de estudos que investiguem questões relacionadas ao papel exercido por contingências sociais sobre o comportamento dos cuidadores de crianças e adolescentes que vivem no Pará, bem como a investigação sobre aspectos relacionados à revelação do diagnóstico.
Abstract: The adhesion to treatment has been receiving a lot of attention in Health´s Psychology these years. Studies in this area reveal that the patients who don't take part in the treatment cannot receive benefits of therapeutical intervention. The literature about adhesion in the anti-retroviral´s treatment reveals that is the caretaker who usually has the responsibility for managing soropositive children and teenager´s treatment. This study aims to describe the standard adhesion of caretakers treatment who live in the State of Pará, identifying the variables that interfere in their participation. It still reveals the types of cope strategies used to deal with the adverse conditions of soropositivity. For that, it was carried out a descriptive study, of transverse cut, with 30 caretakers, enrolled in the “Unidade de Referência Materno-infantil e Adolescente do Estado do Pará” (UREMIA), using, as instruments of data collection, an interview with caretakers - which investigated socialdemografic, clinical and psicosocial children and teenager's aspects - and the “Escala Modos of Enfrentamento de Problemas” (EMEP). Concerning to caretakers participation, it was observed that some conditions facilitated the treatment´s adhesion. Those conditions were related to varied of family organization (such as the number of people that lived in a house), to the history of treatment interruption and the self-report of caretakers about the fulfilment standard which should be emitted about the success (or failure) of the adhesion. The influence of those varied demonstrated the influence of behavior control made by rules, because the caretakers emitted the fulfillment standard classified as "adhesion" in order to avoid being in contact with the aversive consequences of the non-continuation of the treatment. Concerning to the cope strategies, it was showed a major grade for Factor 3, emphasizing the use of strategies focused on religious practices and/or imaginative thoughts. This research verified that the caretakers of the sample avoided thinking about the soropositivity problem as it is really constituted, using religious thoughts or "magic" to continue working with the daily routine of the subject coping, which involved the condition of children and teenager’s soropositivity. Based on all this data, this research suggests that more studies should be carried out in order to investigate themes related to the function of social contigences about the behavior of children and teenager’s caretakers from Pará, and also investigate aspects concerned to the diagnosis revealing.
Keywords: Cuidadores
Crianças
Adolescentes
HIV (Vírus)
Agente antiviral
Pará - Estado
Amazônia brasileira
Tratamento
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AdesaoTratamentoAntiretroviral.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons