Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/1925
Compartilhar:
Tipo: Dissertação
Data do documento: Mar-2004
Autor(es): CARMO, Ruth Daisy Capistrano de Souza
Primeiro(a) Orientador(a): ASSIS, Grauben José Alves de
Título: Emergência de relações numéricas em crianças surdas
Título(s) alternativo(s): Numeric relations emergency under conditional control in deaf children
Citar como: CARMO, Ruth Daisy Capistrano de Souza. Emergência de relações numéricas em crianças surdas. 2004. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2004. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
Resumo: Os estudos sobre a formação de classes ordinais têm apresentado diversos achados experimentais relevantes para a compreensão das relações entre estímulos em seqüências. O objetivo deste trabalho foi o de replicar sistematicamente os resultados obtidos com crianças e adultos normais (Estudo 1) usando um procedimento de ensino por encadeamento e verificar se esses resultados se manteriam sob controle condicional (Estudo 2) com crianças surdas, usando apenas estímulos visuais, através de um ensino de encadeamento de respostas motoras. Participaram do Estudo 1 sete crianças com grau profundo de surdez, na fase de alfabetização em língua de sinais. Foi programado um procedimento de encadeamento de respostas com três conjuntos de estímulos: A nomes impressos dos números, B numerais em língua brasileira de sinais (LIBRAS), C formas abstratas em quantidades diferentes. Para os três tipos de estímulos os valores eram de 1 a 6. No Estudo 2 cinco outras crianças surdas foram submetidas ao mesmo procedimento de ensino, porém, o participante deveria responder na presença da cor vermelha na seqüência A1A2A3 A4A5A6 e na presença da cor verde na seqüência 6A5A4A3A2A1. Nos dois estudos, após responder corretamente a cada seqüência, uma animação gráfica era apresentada na tela, a experimentadora elogiava com as palavras muito bem, certo, legal em linguagem de sinais. Caso o participante emitisse qualquer outra resposta, a tela se embranquecia por um segundo e uma nova configuração dos estímulos era apresentada aleatoriamente. As sessões experimentais eram realizadas na sala de aula de uma instituição pública especializada. Foi utilizado um Laptop e um software especialmente desenvolvido para coleta de dados comportamentais. Após treino e revisão da linha de base com as três seqüências de respostas, testes eram aplicados para avaliar transitividade e conectividade na emergência de classes ordinais através da disposição de pares de estímulos não 14 adjacentes e de substitutabilidade de estímulos. Os resultados mostraram que os participantes responderam prontamente em ambos os estudos. Conclui-se que o procedimento é eficiente na aquisição de comportamentos conceituais numéricos e que a emergência de classes de estímulos equivalentes também ocorre fora do formato de emparelhamento de acordo com o modelo, mesmo em crianças surdas.
Abstract: Studies focusing on the formation of ordinal classes have reported a number of experimental findings relevant to the comprehension of sequential stimulus relations. The aim of this investigation was to replicate previous findings obtained with normal children and adults (Study 1) using a training by chaining procedure in order to ascertain whether learning in deaf children could also be maintained under conditional control, using visual stimuli and chained motor responses (Study 2). In study 1, seven children with profound hearing impared degree, sign language naives, served as subjects. A programmed procedure was used to chain responses to three sets of stimuli: A = printed number names, B = numbers presented in Brazilian Sign Language and C = abstract forms in different quantities. The values assigned to the three stimulus categories varied from 1 to 6. In Study 2, five deaf children were subjected to the same teaching procedure, although with sequential variation. Each participant was to respond, in the presence of a green-colored stimuli, presented in a A1A2A3A4A5A6 sequence; and in the presence of a red-color stimuli in the 6A5A4A3A2A1 sequence. In both studies, after having responded correctly to each sequence, an animated figure appeared on the screen, and the experimenter praised each child with signed words signifying very good, correct, or great. When an incorrect response was emitted, the screen whitened for a second, and a new configuration of stimuli was presented randomly. The sessions were carried out in a classroom in a public school for hearing-impaired students. It was used a laptop computer with software designed to present the stimuli and record behavioral data. After each trial and a revised baseline for each response sequence, tests of transitivity and connectivity were administered in order to 16 evaluate the emergence of ordinal classes, in a non-adjacent paired stimulus array with substitutability. The results showed that the participants responded quickly in both studies. In conclusion, the procedure was efficient in facilitating the acquisition of numerical concepts, and showed that emergence of equivalent stimulus classes occurred outside the matching-tosample format in hearing-as well as deaf children.
Palavras-chave: Surdez
Adultos
Relação numérica
Criança com deficiência
Psicologia da aprendizagem
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Programa: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
Aparece nas coleções:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_EmergenciaRelacoesNumericas.pdf452,3 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons