Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2084
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Jul-2010
Authors: LOUREIRO, Violeta Refkalefsky
BARBOSA, Estêvão José da Silva
metadata.dc.description.affiliation: LOUREIRO, V.R. Professora da Universidade Federal do Pará (PPGCS e PPGD). Doutora em Sociologia do Desenvolvimento pela Universidade de Paris III – França, Pós-doutorado no Centro de Estudos Sociais, da Univ. de Coimbra-Portugal
BARBOSA, E.J.S. Geógrafo, Mestre em Geografia, Especialista em geografia urbana, ex-diretor do NURI/SEDECT-PA
Title: Cidade de Belém e natureza: uma relação problemática?
Citation: LOUREIRO, Violeta Refkalefsky; BARBOSA, Estêvão José da Silva. Cidade de Belém e natureza: uma relação problemática? Novos Cadernos NAEA, Belém, v. 13, n. 1, p. 105-134, jul. 2010. Disponível em: <http://www.repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2084>. Acesso em:.
Resumo: Belém vem perdendo, de forma incessante e rápida, o seu verde urbano. Essa perda apresenta características singulares, quando comparada a que outras cidades brasileiras igualmente sofrem face ao processo de especulação urbana e à ocupação desordenada do solo. Na cidade das mangueiras, são justamente elas, as mangueiras – tombadas pelo Patrimônio como bem de uso comum e preservação permanente – as espécies que padecem maiores danos, descaracterizando a cidade como tal. Além disso, diferentemente de outras capitais, onde a iniciativa privada tem sido responsável pela maior parte dos danos ambientais, em Belém, as ações e omissões do poder público em relação à cidade, respondem mais gravemente que o setor privado, pela deterioração da paisagem urbana, seja no que concerne ao verde, seja no que diz respeito às águas internas da cidade.
Abstract: In an unstoppable and rapid manner, Belém is losing it’s urban green. This loss presents itself with unique characteristics when compared to other Brazilian cities, that equally suffer from the urban speculation and the chaotic occupancy of the land. The mango trees – witch are listed as part of the State’s patrimony as common goods and must be permanently preserved – are actually the most endangered species, no longer characterizing Belém as the mango tree’s city. Besides, differently from the other capitals, where the private sector has been the most res ponsible for the environment damage, in Belém, actions and omissions of the government to the city are more important to the deterioration of the urban landscape, it’s green areas and waters than the private sector.
Keywords: Arborização
Belém - PA
Amazônia Brasileira
Risco ambiental
Pará - Estado
Forma urbana
metadata.dc.relation.ispartof: Novos Cadernos NAEA
ISSN: 2179-7536
metadata.dc.source.uri: http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/ncn/article/view/449/696
metadata.dc.identifier.doi: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v13i1.449
Appears in Collections:Artigos Científicos - NAEA
Artigos Científicos - FACS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_CidadeBelemNatureza.pdf434,1 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons