Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2132
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSANTOS, Raquel Amorim dos-
dc.date.accessioned2011-04-07T14:42:28Z-
dc.date.available2011-04-07T14:42:28Z-
dc.date.issued2009-03-20-
dc.identifier.citationSANTOS, Raquel Amorim dos. (In) visibilidade negra: representação social de professores acerca das relações raciais no currículo escolar do Ensino Fundamental em Ananindeua (PA). 2009. 182 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Educação.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2132-
dc.description.abstractThe Social and Racial Relations Representation is the thematic of this study. It analyzes the social representation of teachers about the racial relations in the school résumé of the basic education. This research based on the theoretical and methodological reference in <oscovici (1978) and Jodelet (2001), Gomes (1995, 2006), Coelho (2006) and Silva (2006), to analyze the social representation, with the first and the others about racial relation and formation. The research is descriptive and it was used as data collect instrument: official documents, questionnaire and focal groups and among them six teachers taught in basic education in 2008. The results of the study show that teachers have knowledge of racial relations, believe the racial relation in Brazil and everybody are equal: white, black and Indian. Infer that racial prejudice appears to be of tacit form, in Brazilian society, which contributes to the dissemination and ratification of the prejudice and discrimination in various social sectors even in school. We bounce as conclusive approaches that the initial and continued formation of teachers represents a crucial moment to the formulation of a Pedagogy that works with the culture diversity. The absent of this formation can disable the subversion of discriminatory and stereotypies crystallized practice, in relation to black people in school and in theirs didactic-pedagogic instruments.-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCurrículo-
dc.subjectAnanindeua - PA-
dc.subjectFormação de professores-
dc.subjectPará - Estado-
dc.subjectEnsino fundamentalpt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.subjectRelações interétnicaspt_BR
dc.title(In) visibilidade negra: representação social de professores acerca das relações raciais no currículo escolar do Ensino Fundamental em Ananindeua (PA)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências da Educação-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO-
dc.contributor.advisor1COELHO, Wilma de Nazaré Baía-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1035616337472088-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3387666784015912-
dc.description.resumoEste estudo tem como temática as Representações Sociais e Relações Raciais. Analisa as representações sociais de professores acerca das relações raciais no currículo escolar do Ensino Fundamental. Esta pesquisa fundamentou-se no referencial teórico-metodológico em Moscovici (1978) e Jodelet (2001), Gomes (1995, 2006), Coelho (2006) e Silva (2006), para a análise das representações sociais, com os primeiros e, com os demais, sobre formação e relações raciais. O estudo é uma pesquisa do tipo descritiva. Utilizamos como instrumento de coleta de dados: documentos oficiais, questionário e grupo focal, dos quais participaram seis professores, que lecionavam no Ensino Fundamental no ano letivo de 2008. Os resultados do estudo revelam que os professores possuem um conhecimento acerca das relações raciais, crêem que as relações raciais no Brasil são igualitárias, acreditam que todos nós somos iguais: branco, negro e índio. Inferimos que o preconceito racial apresenta-se de forma tácita, na sociedade brasileira, o que contribui para a disseminação e ratificação do racismo e discriminação em vários setores sociais, entre os quais a escola. Ressaltamos como aproximações conclusivas que a formação de professores inicial e continuada representa um momento crucial para a formulação de uma Pedagogia que trabalhe com a diversidade cultural. A ausência dessa formação pode inviabilizar a subversão de práticas discriminatórias e estereotipias cristalizadas, em relação ao negro na escola e em seus instrumentos didático pedagógicos.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação-
dc.description.affiliationSEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educaçãopt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InVisibilidadeNegraAnanindeua.pdf1,66 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons