Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2476
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 9-Aug-2006
metadata.dc.creator: ÁLVARO, Maria Ângela Gemaque
metadata.dc.contributor.advisor1: CAMPELO, Marilu Marcia
Title: Memória emblemática: o que os tradicionais nos contam sobre seu passado?
Other Titles: Emblematic memory: what traditional families tell us about their past?
Citation: ÁLVARO, Maria Ângela Gemaque. Memória emblemática: o que os tradicionais nos contam sobre seu passado? 2005. 156 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2006. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho discute a influência exercida pelo passado familiar na construção de representações sociais que são incorporadas a um sistema de classificação em uso num dado contexto. Para isso analisa a memória de dois grupos familiares considerados tradicionais na cidade de Belém do Pará, em virtude de uma trajetória histórica excepcional que é tornada pública. O fio condutor dessa discussão é, portanto, a memória social, com atenção especial à forma como ela é tratada nos estudos teóricos de Maurice Halbwachs. Utilizando depoimentos orais e a versão escrita da memória familiar, essa dissertação faz um percurso onde tradição, família e história são temas incorporados a uma análise descritiva que desenvolve dois aspectos: 1) Como o adjetivo tradicional foi forjado e associado a certas famílias? Utiliza-se para tanto o conceito de “tradição inventada”, e relaciona-se a construção mnemônica desses grupos familiares a processos de consagração de nomes de famílias e à legitimação de status 2) Como tem sido viabilizada a aceitação dessa imagem pela sociedade envolvente? Ressalta-se aí os aspectos ideológicos que recobrem a questão, com destaque para a ideologia do parentesco e para a ideologia histórica.
Abstract: This work discusses the importance of family tradition on constructing social representations that are incorporated into a classification system used in a given context. Memory of two family groups considered to be traditional in the city of Belém are analyzed, these groups being so considered in virtue of an exceptional historic trajectory. The central conducting element in such a discussion is social memory, with emphasis on the way it is considered in the studies by Maurice Halbwachs. Upon the exam of oral and written narratives, the study goes on incorporating the themes of tradition, family and history, and developing two main points: 1) How the adjective traditional is constructed and attributed to some families? This question is approached by using the concept of “invented tradition”, and by relating the mnemonic construction of such groups to processes of consecration of family names, and to status authentication. 2) How the involving society has been convinced to accept that image? Emphasis is given on the ideological aspects of kinship and history.
Keywords: Família (Sociologia)
Amazônia brasileira
Identidade social
Memória
Belém - PA
Pará - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Sociais (Mestrado) - PPGCS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MemoriaEmblematicaTradicionais.pdf914,3 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons