Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2504
Compartilhar:
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Set-2011
Autor(es): REIS, Alessandra dos Santos Belo
DUARTE, Marcos Dutra
SOUSA, Melina Garcia Saraiva de
FREITAS, Nayra Fernanda de Queiroz Ramos
YAMASAKI, Elise Miyuki
SILVA, André Guimarães Maciel e
OLIVEIRA, Carlos Magno Chaves
BARBOSA NETO, José Diomedes
Título: Lesões traumáticas de pele causadas pelos espinhos de Mimosa pudica e Mimosa debilis em equídeos
Título(s) alternativo(s): Traumatic skin injuries caused by the thorns of Mimosa pudica and Mimosa debilis in Equidae
Citação: REIS, Alessandra S. Belo et al. Lesões traumáticas de pele causadas pelos espinhos de Mimosa pudica e Mimosa debilis em equídeos. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 31, n. 9, p. 768-772, set. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pvb/v31n9/a08v31n9.pdf>. Acesso em: 02 mar. 2012. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2011000900008>.
Resumo: Foram realizadas pesquisas sobre a natureza e causa de lesões de pele em equídeos em uma propriedade no município de Castanhal, região Nordeste do Estado do Pará. Foram realizadas visitas técnicas, estudos epidemiológicos, coletas de sangue, biópsias de pele afetada e a inspeção da pastagem. O estudo incluiu 25 equídeos, dos quais 14 machos e 11 fêmeas, de seis meses e oito anos de idade. Os animais apresentaram lesões ulcerativas, de bordos irregulares, na cabeça (narinas, focinho, lábios superiores e inferiores e chanfro), na cavidade oral (vestíbulo bucal e gengiva) e nos membros (boletos, metacarpos e metatarsos e articulação escápulo-umeral). No exame histopatológico foram observados focos de erosões cutâneas, caracterizados por perda e necrose da epiderme, com espongiose, degeneração vesicular da epiderme remanescente e leve infiltrado inflamatório na derme subjacente, constituído predominantemente por macrófagos e, em menor grau, eosinófilos. Na inspeção da pastagem, constituída de Brachiaria humidicola, foi constatada grande invasão de duas plantas providas de espinhos, Mimosa pudica e Mimosa debilis, ambas da família Leg. Mimosoideae. Concluiu-se, que as lesões de pele foram causadas pela ação traumática dos espinhos de Mimosa pudica e Mimosa debilis.
Abstract: Studies on the nature and cause of skin lesions in horses on a farm in the county of Castanhal, northeastern Para, Brazil were conducted. These were visits to the farm, epidemiological studies, blood sample collections, skin biopsies, and inspection of the pasture. The study included 25 Equidae, 14 males and 11 females, six months to eight years old. The animals showed ulcerative lesions of irregular borders on the head (nose, muzzle, upper and lower lips), in the oral cavity (buccal vestibule and gum) and on the limbs (billets, metacarpals and metatarsals and scapular-humeral joint). The histopathological examination revealed foci of cutaneous erosions with epidermal necrosis, spongiosis and vesicular degeneration of the remaining epidermis, and mild inflammatory infiltrate in the underlying dermis, consisting predominantly of macrophages and, to a lesser degree, eosinophils. The inspection of the pasture, which consisted of Brachiaria humidicola, revealed a heavy invasion by two plants provided with spines, Mimosa pudica and Mimosa debilis, of the Leguminosae Mimosoideae family. It was concluded that the skin lesions were caused by traumatic action of the spines of Mimosa pudica and Mimosa debilis.
Palavras-chave: Equino
Pele
Ferimentos e lesões
Mimosa pudica
Mimosa debilis
Castanhal - PA
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
ISSN: 0100-736X
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - FAMEVE/CCAST

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_LesoesTraumaticasPele.pdf6,16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons