Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2634
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 20-Dec-2004
metadata.dc.creator: SANTOS, Fernanda Carla Tavares da Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: PONTE, Tereza Maria Ferreira Ximenes
Title: Uso múltiplo dos recursos naturais da várzea por camponeses no Baixo Amazonas
metadata.dc.description.sponsorship: PLEC - Projeto Population, Land Use and Environmental Change
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: SANTOS, Fernanda Carla Tavares da Costa. Uso múltiplo dos recursos naturais da várzea por camponeses no Baixo Amazonas. 2004. 171 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2004. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
metadata.dc.description.resumo: A estratégia do uso múltiplo dos recursos naturais da várzea no Baixo Amazonas tem sofrido constante ameaça principalmente nos últimos 70 anos, devido a pressões resultantes das mudanças no mercado regional, como os cultivos comerciais, da intensificação da pesca comercial e da expansão da criação extensiva de gado e búfalo. Frente a esta problemática, a tese objetivou analisar as respostas de adaptação dos camponeses ao ambiente de várzea de acordo ao acesso ao fator de produção terra, às influências do ambiente e da paisagem, e a sua inserção ao mercado, na várzea do Baixo Amazonas, Santarém, no período de 1941 a 2002. Conhecer as respostas de adaptação das comunidades camponesas nos momentos de tensão é de extrema importância para o ecossistema da várzea, detectar alterações na estratégia do uso múltiplo dos recursos naturais. Os dados foram coletados em duas comunidades camponesas na várzea pertencentes a sub-região do Urucurituba, mesoregião do Baixo Amazonas, microregião de Santarém na região oeste do estado do Pará. As comunidades de Piracãoera de Cima e Piracãoera de Baixo foram selecionadas por possuirem uma alta restinga; estarem relativamente próximas ao centro urbano de Santarém, e produzirem culturas anuais em sistema intensivo, evidenciado em pesquisa anterior. Foram constituídos dois grupos de famílias camponesas de acordo com o acesso a terra, as Não- Arrendatárias e os Arrendatárias. A amostra composta de 57 famílias, correspondeu a 36% do total da população das duas comunidades. De acordo com este processo, a amostra foi constituída por 31 famílias Não-Arrendatários, e 26 Arrendatárias. Para aprofundar a análise procedeu-se a estratificar das famílias por sistemas de produção. Foram denominados sistemas de produção A, B e C, as quais apresentavam as seguintes características: O Sistema de Produção A prioriza a criação animal, médios e grandes animais, dentre o uso múltiplo dos recursos; o Sistema de Produção B: prioriza a agricultura, dentre o uso múltiplo. Neste sistema considera as famílias que criam, ou não, o gado bovino, e o Sistema de Produção C que prioriza a pesca, e a agricultura em menor proporção.Embasado no método participativo, as entrevistas as famílias foram realizadas com o auxílio de um questionário previamente estruturado e testado pelo IPAM/Santarém, com adaptações propostas por Costa (1995) para reconstituir historicamente a agricultura, a pesca, a criação de grandes animais, e o pomar caseiro. Após analisar as informações obtidas procedeu-se a Análise da Intensificação Agrícola, da eficiência Agrícola e a da eficiência dos sistemas de produção A, B e C nos dois grupos de camponeses concluímos que: A restrição ao fator de produção terra não condicionou a que os camponeses usassem mais intensivamente a terra. As famílias que arrendam terra não possuem sistemas agrícolas mais intensivos. A intensificação agrícola não influenciou negativamente na produtividade agrícola ao longo do tempo, não influenciou na eficiência dos sistemas de produção, nem tão pouco no uso múltiplo dos recursos. A intensificação da agricultura não influenciou o uso múltiplo dos recursos, porém, houve um redirecionamento da força de trabalho, entre a pesca e agricultura, principais atividades produtivas, para manter a unidade produtiva em funcionamento. Uma atividade libera mão-de-obra como uma forma de investimento a outra atividade. Os recursos financeiros obtidos na pesca ajudam na aquisição dos elementos de capital necessários para a atividade agrícola, e a adquirir os produtos industrializados no mercado para a família. Por outro lado, a renda proveniente da agricultura financia a pesca no verão e no inverno com a aquisição de gelo, alimentos para as viagens na pesca. Até iniciar a produção agrícola, a pesca mantém a família com a aquisição de produtos para serem consumidos, e a adquirir os elementos de capital. Em síntese, concluímos que os campesinos da várzea do Baixo Amazonas seguem a lógica do lucro, ao mesmo tempo se resguardando de fracassos por meio do uso múltiplo dos recursos através da diversificação de atividades e produtos.
Abstract: The strategy of the multiple use of natural resources in the Lower Amazon floodplain has suffered constant threat mainly in the last 70 years due to pressures resulting from changes in the regional market, as commercial crops, intensification of commercial fisheries and the expansion of extensive husbandry of cattle and buffalo. Faced with this problem, the thesis aims to analyze the adaptation responses of farmers to lowland environment according to access to land production factor, the influences of environment and landscape, and inclusion into the market in the floodplain of the Lower Amazon, Santarém in the period 1941 to 2002. Meet the adaptation responses of peasant communities in times of stress is extremely important to the ecosystem of the floodplains, to detect changes in the strategy of multiple use of natural resources. Data were collected in two rural communities in the sub-region Urucurituba, Lower Amazon, Santarém micro-region in western Pará State Communities of Piracãoera de Cima and Piracãoera de Baixo were selected because they have a high restinga; are relatively close to the urban center of Santarem, and produce annual crops in intensive system, as evidenced in previous research. Two groups of peasant families in accordance with the access to land, non-tenants and tenants. The sample consisted of 57 families accounted for 36% of the total population of both communities. According to this process, the sample was composed of 31 families, Non-Tenant, and Tenant 26. For further analysis was conducted stratifying families by production systems. Production systems were designated A, B and C, which showed the following characteristics: A Production System prioritizes animal husbandry, medium and large animals, among the multiple use of resources; Production System B: prioritizes agriculture, among multiple uses. In this system considers the families they create, or not, cattle, and the Production System C that gives priority to fisheries, agriculture and to a lesser extent. Based upon the participatory method, interviews the families were performed with the aid of a structured questionnaire and tested previously by Projeto Várzea/IPAM in Santarém, with adaptations proposed by Costa (1995) to reconstruct historically agriculture, fisheries, the establishment of large animals, and home garden. After analyzing the information obtained was conducted analysis of agricultural intensification, agricultural efficiency and the efficiency of production systems A, B and C in two farmer groups concluded that: The restriction to the production factor land did not condition that farmers would use the land more intensively. Families who rent land have no more intensive farming systems. Agricultural intensification has not negatively influenced in agricultural productivity over time, did not influence the efficiency of production, nor in the multiple use of resources. The intensification of agriculture did not influence the multiple use of resources, however, there was a redirection, allocation, of the labor-time, between fisheries and agriculture, the main productive activities, to keep the family household in operation. An activity frees labor-time as a form of investment to another productive activity. The financial resources obtained in fisheries aid in the acquisition of capital items needed for agriculture, industrial goods and to acquire the market for the family. On the other hand, income from agriculture to finance fishing in summer and winter with the acquisition of ice, food for fishing trips. Until the start farming, fishing remains a family with the acquisition of products to be consumed, and to acquire capital items. In summary, the peasants of the Lower Amazon floodplain follow the logic of profit, while protecting it from failure by themultiple use of resources through diversification of activities and products.
Keywords: Recursos naturais
Várzea
População rural
Uso do solo
Produção agrícola
Santarém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_UsoMultiploRecursos.pdf2,85 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons