Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2881
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorDUARTE, Regina Célia Beltrão-
dc.date.accessioned2012-08-06T16:42:48Z-
dc.date.available2012-08-06T16:42:48Z-
dc.date.issued2011-12-02-
dc.identifier.citationDUARTE, Regina Célia Beltrão. Investigação do potencial cortical provocado visual para padrão reverso em pacientes diagnosticados com epilepsia parcial e generalizada. 2011. 102 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2881-
dc.description.abstractThe present work evaluated the visual evoked cortical potential of children with clinical history of epilepsy in order to identify electrophysiological marker indicating cortical changes in epilepsy. Thirty-four subjects with history of epilepsy along the lifetime (18 subjects diagnosed with partial epilepsy and 16 subjects diagnosed with generalized epilepsy). The control group was composed by 19 subjects age-matched with no history of epilepsy. Visual evoked cortical potential components for pattern-reversal presentation of chessboards were evaluated in amplitude, implicit time, and amplitude ratio of components. It was observed that generalized epilepsy patients had larger N75 than other two groups, whilst N75/P100 and P100/N135 ration were smaller in partial epilepsy patients than other groups. There was weak correlation between the electrophysiological parameters and the age of seizures onset or time of antiepileptic drugs intake. In conclusion, N75 amplitude and amplitude ratio can be good electrophysiological markers to cortical changes in epilepsy.pt_BR
dc.description.sponsorshipCNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico-
dc.description.sponsorshipFINEP - Financiadora de Estudos e Projetos-
dc.description.sponsorshipFAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectEpilepsiapt_BR
dc.subjectEletrofisiologia visualpt_BR
dc.titleInvestigação do potencial cortical provocado visual para padrão reverso em pacientes diagnosticados com epilepsia parcial e generalizadapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA::FISIOLOGIA GERAL::NEUROFISIOLOGIA-
dc.contributor.advisor1SILVEIRA, Luiz Carlos de Lima-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9383834641490219-
dc.contributor.advisor-co1SOUZA, Givago da Silva-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5705421011644718-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8560633787969180-
dc.description.resumoEste trabalho avaliou o potencial cortical provocado visual de crianças com história de epilepsia com o objetivo de identificar marcadores eletrofisiológicos que indicassem alterações corticais em epilepsia. Foram estudados 34 sujeitos com história de epilepsia (18 sujeitos com epilepsia parcial e 16 com epilepsia generalizada). O grupo controle foi composto por 19 sujeitos sem história de crises epilépticas com faixa etária semelhante aos pacientes. Os componentes do potencial cortical provocado visual transiente para apresentação por padrão reverso de tabuleiros de xadrez foram avaliados quanto à amplitude, tempo implícito e razões de amplitude entre os componentes. Foi observado que os pacientes com epilepsia generalizada apresentaram componente N75 com amplitude maior que os demais grupos, enquanto as razões de amplitude N75/P100 e P100/N135foram menores em pacientes com epilepsia parcial que em outros grupos. Houve fraca correlação linear entre os parâmetros do potencial cortical provocado visual e a idade de início das crises epilépticas ou tempo de utilização das medicações antiepilépticas. Conclui-se que o componente N75 e as razões de amplitude N75/P100 e P100/N135 podem ser bons indicadores eletrofisiológicos para alterações funcionais corticais em epilepsia.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular-
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InvestigacaoPotencialCortical.pdf1,27 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons