Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2912
Tipo: Dissertação
Data do documento: 7-Mai-2012
Autor(es): SOUSA, Marlene Feitosa de
Afiliação do(s) Autor(es): Tribunal de Justiça do Estado do Pará
Primeiro(a) Orientador(a): NASCIMENTO, Ivany Pinto
Título: Representações sociais de adolescentes: ato infracional e projeto de vida
Título(s) alternativo(s): Social representations of teenage: offenders and life project
Citar como: SOUSA, Marlene Feitosa de. Representações sociais de adolescentes: ato infracional e projeto de vida. 2012. 214 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Resumo: Este estudo tem por objeto as representações sociais das adolescentes autoras de atos infracionais sobre a socioeducação e as implicações nos seus projetos de vida. A problemática se orientou com o foco nas representações sociais anunciadas pelas adolescentes autoras de atos infracionais sobre as medidas socioeducativas de internação e semiliberdade e as implicações nos seus projetos de vida. O lócus da pesquisa foi o Centro Socioeducativo Feminino - CESEF que pertence a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Estado do Pará. Os objetivos do estudo foram: a) identificar o perfil das adolescentes custodiadas no CESEF, na faixa etária de 13 a 18 anos incompletos em cumprimento de medida socioeducativa de internação e semiliberdade; b) caracterizar as imagens e sentidos que atribuem às medidas socioeducativas que cumprem; c) destacar as objetivações e as ancoragens que organizam as representações sociais que as adolescentes possuem sobre as medidas que cumprem; d) compreender o projeto de vida das adolescentes; e) correlacionar as representações sociais das adolescentes sobre as medidas com os seus projetos de vida. A metodologia seguiu a abordagem qualitativa e o referencial teórico centrou-se na Teoria das Representações Sociais de Moscovici (1978) e Jodelet (2001). Os aportes teóricos de Nascimento, 2002; 2006 e 2011; e Melucci, 1996 nos auxiliaram nas incursões e articulações sobre a adolescência. Os referenciais de Volpi, 2001; Louro, 1998; Saffioti, 1987; Assis e Constantino, 2001; Zaluar, 1994; Voegeli, 2003 no entendimento de gênero e no envolvimento de mulheres em práticas delitivas. Rizzini e Pilotti, 2011; Marcílio, 1996; 2002; Oliveira e Assis, 1999; sobre o histórico das políticas de atendimento à adolescência autora de ato Infracional no Brasil e no Pará. Os sujeitos de estudo foram seis adolescentes do Centro Socioeducativo Feminino em cumprimento das medidas socioeducativas de internação e semiliberdade. O levantamento de dados constou de: entrevistas com roteiro semi estruturado; observação in loco e diário de campo. Os instrumentos para a análise dos dados utilizamos a análise de conteúdo de acordo com a abordagem proposta por Franco (2003). Os resultados revelam que as representações sociais das adolescentes infratoras sobre a socioeducação e as implicações nos seus projetos de vida se constituem em torno da medida disciplinar. Que por sua vez se consolidou ao longo do processo histórico das medidas socioeducativas. O sentido que as adolescentes produzem sobre estas medidas ancoram na dúvida quanto a sua eficiência. A imagem consensual que elaboram sobre as suas vidas após o cumprimento dessas medias assinalam que pode haver retorno a instituição socioeducativa por infringirem as leis. Assim estas representações sociais comprometem os projetos de vida das adolescentes autoras de atos infracionais.
Abstract: The object of this study is the social representations of adolescent perpetrators of illegal acts on the socio educational and implications for their life projects. The issue was guided with a focus on social representations announced by adolescent who have committed illegal acts on the educational measures of boarding school and free range and implications for their life projects. The locus of the research was the Socio-Educational Center for Women - CESEF that belongs to the Foundation for Socio-Educational Services of the State of Pará. The study objectives were: a) identify the profile of adolescents in custody CESEF, in the age group from 13 to 18 in under, who complay the detention socio educational and semi liberty b) to characterize the images and meanings they attach to the educational measures that meet c) highlight the objectivities and the anchors that organize the social representation that adolescents have on the measures that meet d) understand the design life of adolescents; e)correlating the social representations of adolescents on measures with its projects life. The methodology followed a qualitative approach, and the theoretical framework focused on the Theory of Representations of Moscovici (1978) and Jodelet (2001). The theoretical contributions of Birth 2002, 2006 and 2011, and Melucci, 1996, helped us in raids on the joints and adolescence. The benchmarks Volpi, 2001; Blon 1998; Saffioti, 1987; Assisi and Constantine, 20011, Zaluar, 1994, Voegeli, 2003, in the the understand of gender and women involvement in criminal practices. Piloti and Rizzini, 2001; Marcilio, 1996, 2002, Oliveira and Assis, 1999, on the political history of service to the teenage who practice an infraction in Brazil and in Pará. The study subjects were six teenagers Center Socio Male, who fulfilled the educational measures inmate and semi liberty. The survey consisted of: a semi-structured interviews, observation and field diary. The tools for data analysis used content analysis according to the approach proposed by Franco (2003). The result shows that representations of adolescent offenders, on the socio education and implications for their life projects constitute about a disciplinary measure. That in turn was consolidated during the historical process of social and educational measures. The meaning that adolescents have on these measures is in doubt as to its efficiency. The image that produce consensus about their lives after the fulfillment of these measures indicate that there can be return the institution for violating the law. So, these representations jeopardize the life projects of adolescent perpetrators of illegal acts.
Palavras-chave: Pará - Estado
Amazônia brasileira
Representação social
Adolescentes
Ato infracional
Centro Socioeducativo Feminino - PA
Projeto de vida
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::SOCIOLOGIA DA EDUCACAO
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Ciências da Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_RepresentacoesSociaisAdolescentes.pdf2,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons