Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2930
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 2008
Authors: ALMEIDA, Mayk Ferreira de
First Advisor: ALBERNAZ, Ana Luisa Kerti Mangabeira
First Co-Advisor: ROSA FILHO, José Souto
Title: Comunidades macrobentônicas da Reserva Biológica do Lago Piratuba (Amapá – Brasil)
Sponsor: Rede GEOMA
Citation: ALMEIDA, Mayk Ferreira de. Comunidades macrobentônicas da Reserva Biológica do Lago Piratuba (Amapá – Brasil). 2008. 71 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2008. Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais.
Resumo: Caracterizou-se a estrutura das comunidades macrobentônicas em diferentes áreas e períodos climáticos da Reserva Biológica do Lago Piratuba (Amapá - Brasil). As amostragens ocorreram nos meses de junho e novembro de 2005 (cinturão lacustre meridional- lagos Comprido de cima, Bacia, Lodão, Grande, Canal Tabaco e Comprido de. baixo e foz do rio Araguari) e 2006 (cinturão lacustre oriental - lagos Piratuba, Jussara, Escara, Trindade, Maresia e Boiado e Rego do Duarte e sete locais da costa (áreas vegetada e não vegetada). Em cada local foram coletadas quatro amostras, com tubo de PVC de 0,0079 m2 , enterrado 20 cm no sedimento. Após coletadas as amostras foram passadas em malha de nylon de 0,3 mm de abertura e os organismos retidos fixados em formalina a 5%. A estrutura das comunidades variou sazonalmente, com marcantes modificações na densidade, composição específica, número de espécies, equitabilidade e diversidade entre ocasiões de amostragem e entre lagos e costa. Foram identificados 54 táxons pertencentes aos filos: Annelida , Arthropoda , Mollusca e Nemertea . No período chuvoso foram registrados 36 táxons e o seco 42. Annelida foi o táxon mais abundante, representando sempre mais que 48% do total de organismos. Os lagos foram dominados por larvas de Insecta , Mollusca e Oligochaeta . Na costa Polychaeta e Crustácea dominaram. Registrou-se nos lagos 32 táxons e densidade média de 667 ind.m -2 . Na costa foram identificados 34 táxons e 1353 ind.m -2 .A área não vegetada da costa foi mais rica, densa e equitativa. O cinturão lacustre meridional e o cinturão lacustre oriental responderam de forma distinta as mudanças sazonais nos seus descritores. Foram identificados três sub-ambientes para a comunidade bentônica: ambiente dulcícola - maioria dos lagos do cinturão meridional, com a fauna predominante de insetos; ambiente de transição entre a região de água doce e a região costeira com fauna mista ( Polychaeta e Insecta ); e, costa, com espécimes de Polychaeta e Crustacea . Os fatores ambientais que melhor se correlacionaram com as variações espaço-temporais na estrutura das comunidades bentônicas foram pH, condutividade elétrica e turbidez da água.
Abstract: The structure of the macrobenthic communities was characterized in different climatic periods and areas of the Reserva Biológica do Lago Piratuba (Amapá-Brazil). The samplings occurred on June and November of 2005 (Meridional belt lake - lakes Comprido de cima, Bacia, Lodão, Grande, Comprido de Baixo, Canal Tobaco and estuary of the river Araguari) and of 2006 (eastern belt lake - lakes Piratuba, Jussara, Escara, Trindade, Maresia, Boiado and the Duarte stream and seven places in the coast (areas vegetated and not vegetated). At each site four samples had been collected, with a corer (0.0079 m2) buried 20 cm in the sediment. After collection samples were passed in a 0.3 mm mesh and the retained organisms were fixed in formalin 5%. The structure of the communities varied seasonally, with severe modifications in density, specific composition, richness, eveness and diversity among sampling occasions and environments (lakes/coast). A total of 54 taxa had been identified belonging to phyla: Annelida, Arthropoda, Mollusca and Nemertea. In the rainy seasonal it was recorded 36 taxa, and in the dry seasonal 42 taxa were recorded. Annelida was the most abundant taxon, representing always more than 48% of total organisms. In the lakes Insecta larvae, Mollusca and Oligochaeta were the dominant taxa. In the coast, Polychaeta and Crustacea were dominant. It was recorded 32 taxa in the lakes and mean density of 667 ind.m-2. In the coast 34 taxa were recorded and 1353 ind.m-2. The coastal non-vegetated area was richer and denser and showed the higher eveness. Benthic fauna from the Meridional belt lake and the Eastern belt lake behavioured distinctively among seasons. Three sub-environments had been identified based on the benthic fauna: freshwater environment - majority of the lakes of the Eastern belt, dominated by insects; transition environment (freshwater/coast) with mixed fauna (Polychaeta and Insecta); and coastal environment, with Polychaeta and Crustacea. The environmental characteristics best correlated with spatialtemporal changes in the benthic communities structure were water pH, electric conductivity and turbidity.
Keywords: Amapá - Estado
Amazônia brasileira
Geomorfologia
Ecossistema
Bentos
Mangue
Reserva Biológica do Lago Piratuba - AP
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA::OCEANOGRAFIA BIOLOGICA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Institution Acronym: UFPA
MPEG
EMBRAPA
Department: Instituto de Geociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComunidadesMacrobentonicasReserva.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons