Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3333
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: 2008
Authors: SANTOS, Lourivaldo da Silva
OLIVEIRA, Marilene Nunes
GUILHON, Giselle Maria Skelding Pinheiro
SANTOS, Alberdan Silva
FERREIRA, Isabel Cristina Serrão
LOPES JÚNIOR, Manoel Leão
ARRUDA, Mara Silvia Pinheiro
SILVA, Milton Nascimento da
SOUZA FILHO, Antonio Pedro da Silva
RODRIGUES FILHO, Edson
OLIVEIRA, Maria da Conceição Ferreira de
Title: Potencial herbicida da biomassa e de substâncias químicas produzidas pelo fungo endofítico Pestalotiopsis guepinii
Other Titles: Herbicide potential of the biomass and chemical compounds produced by the fungus Pestalotiopsis guepinii
Citation: SANTOS, L. S., et al. Potencial herbicida da biomassa e de substâncias químicas produzidas pelo fungo endofítico Pestalotiopsis guepinii. Planta Daninha, Viçosa, v. 26, n. 3, p. 539-548, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pd/v26n3/a09v26n3.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582008000300009>.
Resumo: Muitas substâncias químicas disponíveis na natureza, produzidas por plantas ou por microrganismos, podem oferecer novas e excelentes oportunidades para diversificar o controle de pragas na agricultura e na prática agrícola, e, nesse sentido, os fungos podem contribuir de forma positiva. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o potencial inibitório na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de duas espécies de plantas daninhas em relação aos extratos e substâncias químicas obtidas da biomassa produzida por Pestalotiopsis guepinii – um fungo endofítico da espécie Virola michelii. Foram desenvolvidos bioensaios em condições controladas de 25 ºC e fotoperíodo de 12 horas, para germinação, e de 25 ºC e fotoperíodo de 24 horas, para desenvolvimento da radícula e do hipocótilo. Os extratos brutos foram analisados em concentração de 1,0% (m/v). Os resultados indicaram os extratos mais polares (MeOH-1 e MeOH-2) como de maior potencial inibitório, porém os efeitos promovidos pelos extratos hexânicos e acetato de etila foram expressivos, especialmente em relação à germinação das sementes. Comparativamente, a germinação das sementes das espécies de plantas daninhas se mostrou mais sensível aos efeitos do que o desenvolvimento das plântulas. Das espécies receptoras, Mimosa pudica (malícia) apresentou maior sensibilidade aos efeitos inibitórios dos extratos. Entretanto, na germinação de sementes da espécie Senna obtusifolia (mata-pasto), o extrato MeOH-1 apresentou 100% de inibição. As substâncias ergosterol e peróxido de ergosterol, isoladas do extrato hexânico, quando testadas isoladamente, apresentaram potencial inibitório sempre abaixo dos 35%, não repetindo o potencial inibitório do extrato hexânico, de onde foram isoladas. Quando testadas juntas, não se verificaram aumentos expressivos na atividade herbicida, embora acréscimos na atividade inibitória tenham sido observados.
Abstract: Many of the chemical compounds found in nature that are produced by plants or microorganisms can offer new and efficient ways of controlling pests in agriculture and agricultural practice, with the help of fungi. The objective of this work is to characterize the inhibitory potential for seed germination and the plantlet development of two weed species using extracts and compounds obtained from biomass produced by Pestalotiopsis guepinii, an endophytic fungus of the species Virola michelii. The bioassays were developed under controlled conditions at 25 ºC and 12-hour photoperiod for germination, and at 25 ºC and 12-hour photoperiod for root and hypocotyl development. The crude extracts were analyzed at a concentration of 1.0% (m/v). The results showed that the more polar extracts (MeOH-1 and MeOH-2) have the highest inhibitory potential, although the hexane and ethyl acetate extract effects were important, especially for seed germination. Comparatively, weed seed germination was more sensitive to the effects than plantlet development. Mimosa pudica was more affected by the inhibitory effects of the extracts. However, for seed germination of Senna obtusifolia, the extract MeOH-1 showed 100% inhibition. The compounds ergosterol and ergosterol peroxide showed an inhibitory potential always below 35%, not showing the inhibitory potential of the hexane extract from which they were isolated. When these compounds were tested together, little increase was observed in the inhibitory activity.
Keywords: Fungo endofítico
Virola michelii
Senna obtusifolia
Germinação vegetal
Hipocótilo
Sementes
ISSN: 0100-8358
Appears in Collections:Artigos Científicos - ICEN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_PotencialHerbicidaBiomassa.pdf727,94 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons