Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3348
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Dec-2011
Authors: SALLES, Caroline Mota Branco
FERREIRA, Eleonora Arnaud Pereira
SEIDL, Eliane Maria Fleury
Title: Adesão ao tratamento por cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos para o HIV
Other Titles: Adherence to treatment by caretakers of seropositive children and adolescents
Citation: SALLES, Caroline Mota Branco; FERREIRA, Eleonora Arnaud Pereira; SEIDL, Eliane Maria Fleury. Adesão ao tratamento por cuidadores de crianças e adolescentes soropositivos para o HIV. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 27, n. 4, p. 499-506, dez. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ptp/v27n4/14.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722011000400014>.
Resumo: Objetivou-se investigar o padrão de adesão ao tratamento por cuidadores de crianças e adolescentes HIV positivos e identificar as estratégias de enfrentamento adotadas diante de estressores da soropositividade. Participaram 30 cuidadores e utilizou-se entrevista semiestruturada, Escala Modos de Enfrentamento de Problemas e prontuário clínico, este como fonte de dados secundários. Os cuidadores foram classificados em Grupo Adesão e Grupo Não-Adesão com base em seus relatos sobre condutas de uso dos medicamentos antirretrovirais e outros critérios. Vinte e cinco cuidadores foram incluídos no Grupo Adesão. Não se observaram diferenças significativas quanto ao enfrentamento entre os grupos, excetuando a busca de práticas religiosas/pensamento fantasioso. Os resultados dão subsídios para intervenções visando reduzir impactos psicossociais da soropositividade a cuidadores, crianças e adolescentes.
Abstract: This study aimed to investigate the pattern of adherence of caregivers of HIV seropositive children and adolescents and to identify the coping strategies against the stressors of seropositivity. The 30 caregivers that participated in the study responded to a semi-structured interview and a scale of how to cope with problems. A clinical record was used as a secondary data source. The caregivers were classified in an adhesion group (n=25) and non-adhesion group (n=5), based on their behavior related to the use of antiretroviral medicaments and other criteria. No significant differences were found in coping strategies between the groups, except in the strategy based on religiosity/fantasy thinking. The results provide a basis for interventions aimed at reducing psychosocial impacts of HIV.
Keywords: Amazônia brasileira
Adesão ao tratamento
Cuidadores
Crianças
Adolescentes
Escala modos de enfrentamento de problemas
HIV (Vírus)
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Pará - Estado
ISSN: 0102-3772
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAPSI/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_AdesaoTratamentoCuidadores.pdf329.95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons