Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3626
Tipo: Dissertação
Data do documento: 2002
Autor(es): PARDAL, Pedro Pereira de Oliveira
Primeiro(a) Orientador(a): FRANÇA, Francisco Oscar de Siqueira
Segundo(a) Orientador(a): REZENDE, Manoel Barbosa de
Título: Aspectos clínicos e epidemiológicos dos acidentes por arraias nos distritos de Mosqueiro e Outeiro, Belém-Pará-Brasil
Citar como: PARDAL, Pedro Pereira de Oliveira. Aspectos clínicos e epidemiológicos dos acidentes por arraias nos distritos de Mosqueiro e Outeiro, Belém-Pará-Brasil. 2002. 74 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2002. Curso de Pós-Graduação em Medicina Tropical.
Resumo: As águas da Baía de Marajó tornam-se doce nos meses de maior precipitação pluviométrica e saloba no outro período, o que torna possível o encontro de arraias da família Potamotrygonidae e exemplares de águas marítimas, as que são providas de ferrões pontiagudos e retrosserrilhados que, ao penetrarem nas vítimas, danificam o tegumento que as células glandulares de veneno, expondo os tecidos a toxina, levando ao aparecimento de manifestações clínicas. Empregou-se um modelo observacional e descritivo da prevalência, para avaliar os aspectos clínicos e epidemiológicos de 116 acidentes por arraias, ocorridos nos Distritos de Mosqueiro e Outeiro, Belém-Pará, no período de julho de 1999 a agosto de 2001. Estes ocorreram, principalmente, em Mosqueiro (80,2%) com maior freqüência no sexo masculino (63,8%), no grupo etário dos adolescentes e adultos (38,8% e 50,0%), respectivamente, no mês de julho (37,9%). Em todas as marés houve vítimas, porém, com menor freqüência na preamar (4,3%). A maioria dos acidentes ocorreu no fundo do rio com areia (49,1%) e no período vespertino (62,1%). As arraias mais capturadas nas praias de Mosqueiro foram da família Potamotrygonidae. As vítimas socorridas na primeira hora em 79,3% dos casos, sendo o membro inferior a região mais atingida em 84,5%, particularmente o pé (75,0%). Todos os pacientes apresentaram manifestações clínicas locais, com dor em 99,1% e cianose em 42,2% dos casos. Os sintomas sistêmicos estiveram presentes em 14,6%, sendo a tontura (6,0%) e a sudorese (5,2%) os mais encontrados. A pressão arterial acima do normal presente em 6,0%, e a taquicardia em 9,5%. O debridamento foi o manejo cirúrgico mais utilizado (94,5%). Retornaram para reavaliação somente 18,1% dos pacientes, dos quais, 33,4% evoluíram com necrose e 28,6% com infecção local. Não houve significância estatística na correlação entre evolução clínica, os tratamentos instituídos e o tempo entre o acidente e o início do atendimento médico. Conclui-se que acidentes por arraias são um importante agravo de saúde para a população que apesar das complicações locais, as vítimas não apresentam quadro grave. O período das águas salobras parece que influencia no aumento dos casos.
Abstract: The Marajó Bay waters become fresh waters during the months when the pluviometric precipitation is high. They also become brackish waters in the other period what makes possible to find stingrays of the Potamotrygonidae family and other seawater species. These stingrays have retrossered and sharp stings that once got into the victims they injure the skin which recovers the glandurar cells with venon, exposing the tissues to the toxin, leading them to clinical manifestations. It has been used an observational and descriptive model of prevalence in order to estimate the clinical and epidemiological aspects of 116 stingrays accidents occurend in the Mosqueiro and Outeiro beaches, around Belem, Para, from July 1999 to August 2001. These accidents happened specially in the Mosqueiro beaches (80,2%) with more frequency in the male sex (63,8%) while in the teenager and adult groups it occurs (38,8% and 50,0%) respectively, and during the month of July (37,9%). In all tides there were victims but with less frequency in the high tide (4,3%). The most accidents ocurred in the bottom of a river with sand (49,1 %) and during the afternoon period (62,1 %). The major part of the stingrays caught in the Mosqueiro beaches belongs to the Potamotrygonidae family. The victims helped in the first hour were 79,3% of the cases being the lowest members the part the most affected in 84,5%specially the feet in 75,0%. All the patients appeared with local clinical manifestations, the pain with 99,1% and the cianosis with 42,2% of the cases. The systemic symptoms were present in 14,6% being the dizziness (6,0%) and the sudoresis (5,2%) the most ones found. The blood pressure above the normal was present in 6,0% and the taquicardiac was in 9,5%. The debridment has been the cirurgic behaviour the most used (94,5). Only 18,1% came back to a revaluation whose 33,4% of them evolved to necrosis 28,6% with local infection. There has been no statistic signifecance in the correlationamong the clinical evolution, the treatments used and the time between the accidents and the beginning of the medical service. We concluded that the stingray accidents are an important health injury for the population who despite the local complications and difficulties, the victims don't display a serious healthy state. The brackish waters period seems to have a great influence to increase the number of these accidents.
Palavras-chave: Ictismo
Arraia
Mordeduras e picadas
Ilha de Mosqueiro - PA
Ilha de Outeiro - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Medicina Tropical
Programa: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_AspectosClinicosEpidemiologicos.pdf40,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons