Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3761
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCHAVES, Ernani Pinheiro-
dc.date.accessioned2013-04-29T17:09:15Z-
dc.date.available2013-04-29T17:09:15Z-
dc.date.issued1994-01-
dc.identifier.citationCHAVES, Ernani. Mito e política: notas sobre o conceito de destino no "jovem" Benjamin. Trans/Form/Ação, Marília, v. 17, p. 15-30, jan. 1994. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/trans/v17/v17a02.pdf>. Acesso em: 26 abr. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31731994000100002>.pt_BR
dc.identifier.issn0101-3173-
dc.identifier.issn1980-539X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3761-
dc.description.abstractThe concept of myth is one of the keys to understand the thought of Walter Benjamin. The aim of this paper is to follow its genesis from the first formulations of the concept of "destiny", as presented in Destiny and character, written in 1919. The present paper is divided in two parts. The first reconstructs Benjamin's arguments, showing them tobe within the domain of the theory of rights and their necessary insertion in a "temporality" mode, defined by "repetition"; the second part attempts to demonstrate that Benjamin's positions were closely linked to a political stand: their aim was, in name of an avowed anarchism, to fight against all nationalist "myths" (that brought Germany to war) and the need of "leaders" (Führer) for the people. Examples of this political bias, based on Benjamin's confrontation with Zionism, are presented.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectMitopt_BR
dc.subjectDestinopt_BR
dc.subjectPolíticapt_BR
dc.subjectCaráterpt_BR
dc.subjectSionismopt_BR
dc.titleMito e política: notas sobre o conceito de destino no "jovem" Benjaminpt_BR
dc.title.alternativeMyth and politics: notes on the concept of destiny in the "young " Benjaminpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.resumoO conceito de mito é uma das chaves para a compreensão do pensamento de Walter Benjamin. O objetivo deste texto é reconstituir a gênese deste conceito com base em suas primeiras formulações, tal como apresentadas em Destino e caráter, texto escrito em 1919. O presente artigo se divide em duas partes: na primeira, reconstituímos os argumentos de Benjamin, a partir da filiação do conceito de destino ao domínio de uma Teoria do Direito e sua necessária inserção em um modo de "temporalidade" definido pela "repetição"; a segunda parte pretende demonstrar que as posições de Benjamin estão estreitamente ligadas a uma posição também política: seu objetivo era, em nome de um anarquismo confesso, se contrapor a todos os "mitos" nacionalistas (que levaram a Alemanha à guerra) e à necessidade de "líderes", "condutores" (Führer) para o povo. Como exemplo dessa perspectiva política, nos baseamos na confrontação, sempre presente, de Benjamin com o Sionismo.pt_BR
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAFIL/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_MitoPoliticaNotas.pdf1,88 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons