Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3904
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFECURY, Amanda Alves-
dc.date.accessioned2013-05-27T14:17:55Z-
dc.date.available2013-05-27T14:17:55Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationFECURY, Amanda Alves. Vírus da Hepatite C: prevalência dos genótipos, fatores de risco, alterações bioquímicas e histopatológicas de pacientes atendidos no Núcleo de Medicina Tropical. 2011. 80 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/3904-
dc.description.abstractThe hepatitis caused by HCV is a silent disease that tends to develop into the chronic form. The viral persistence depends on genetic factors of the individual and the virus (genotypes), lifestyle and exposure to risk factors increase the chances of the carrier to develop hepatocellular carcinoma. This study objective to check the liver function of patients with hepatitis C and evaluate the risk factors for acquiring the virus and determine the most prevalent HCV genotypes and the genotypes correlate with histopathologic findings of liver biopsies.. The sample consisted of 152 adult patients with reagent serology (ELISA) for anti-HCV, who agreed to participate, collected blood samples for analysis and answered an epidemiological questionnaire. Epidemiological analysis showed most male, age 45 years and a predominance of married or stable individuals. Regarding risk factors for acquiring the infection, there was a multiplicity of partners, not condom use, hospitalizations, and manicure kits share. In the detection of viral RNA, 107 (70,4%) were positive, with 97 (90,6%) genotype 1 and 10 (9,4%) genotype 3. There was no variation in the biochemical assays, the genotypes and histophatological changes. Of the 65 patients who underwent liver biopsy and histopathological examination, all patients had chronic hepatitis. Analyzing the histopatological changes and viral genotypes found association of these variables, with the genotype 1 related histological changes more intense. The results are in agreement with other previously reported.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectHepatite Cpt_BR
dc.subjectHepaciviruspt_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.subjectGenótipopt_BR
dc.subjectDoenças transmissíveispt_BR
dc.titleVírus da Hepatite C: prevalência dos genótipos, fatores de risco, alterações bioquímicas e histopatológicas de pacientes atendidos no Núcleo de Medicina Tropicalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentNúcleo de Medicina Tropical-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS-
dc.contributor.advisor1MARTINS, Luisa Caricio-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1799493244439769-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9314252766209613-
dc.description.resumoA hepatite causada pelo HCV constitui-se de uma doença silenciosa que tende a evoluir para a forma crônica. A persistência viral, fatores genéticos do indivíduo e do vírus (genótipos), estilo de vida e exposição a fatores de risco aumentam as chances de o portador desenvolver carcinoma hepatocelular. Este estudo teve como objetivo verificar a função hepática dos pacientes com hepatite C; avaliar os fatores de riscos para aquisição do vírus; determinar os genótipos de HCV mais prevalentes e correlacionar os genótipos com os achados histopatológicos das biópsias hepáticas. A amostra constituiu-se de 152 pacientes adultos com sorologia (ELISA) reagente para anticorpos anti-HCV, que aceitaram participar da pesquisa, colheram amostra sanguínea para as análises e responderam a um questionário epidemiológico. A análise epidemiológica demonstrou maioria do sexo masculino, faixa etária de 45 anos e predomínio de indivíduos casados ou com união estável. Quanto aos fatores de risco para aquisição da infecção, observou-se a multiplicidade de parceiros, o não uso de preservativos, internações hospitalares e o compartilhamento de kits de manicure. Na detecção do RNA viral, 107 (70,4%) apresentaram positividade, sendo 97 (90,6%) do genótipo 1 e 10 (9,4%) do genótipo 3. Não houve variação entre as dosagens bioquímicas, os genótipos e as alterações histopatológicas. Dos 65 pacientes que realizaram biópsia hepática e exame histopatológico, todos os pacientes tinham hepatite crônica. Analisando as alterações histopatológicas e os genótipos virais encontramos associação destas variáveis, sendo o genótipo 1 relacionado a modificações histológicas mais intensas. Os resultados encontrados estão em concordância com outros descritos na literatura.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Doenças Tropicais-
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_VirusHepatiteC.pdf1,11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons