Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/3962
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Mar-2007
metadata.dc.creator: RIBEIRO, Mylena Pinto Lima
ASSIS, Grauben José Alves de
ENUMO, Sônia Regina Fiorim
Title: Comportamento matemático: relações ordinais e inferência transitiva em pré-escolares
Other Titles: Mathematical behavior: ordinal relations and transitive inference in pre-scholars
Citation: RIBEIRO, Mylena Pinto Lima, ASSIS, Grauben de; ENUMO, Sônia Regina Fiorim. Comportamento matemático: relações ordinais e inferência transitiva em pré-escolares. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, DF, v. 23, n. 1, p. 25-32, jan./mar. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ptp/v23n1/a04v23n1.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2013. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722007000100004>.
metadata.dc.description.resumo: Um repertório matemático elementar pode ser diretamente ensinado a pré-escolares em risco de dificuldades de aprendizagem. Nesta pesquisa, examinou-se o controle do comportamento por relações ordinais em 14 crianças (idade média: 5 anos e 1 mês) com baixo rendimento escolar numa escola municipal de Vitória. Inicialmente, os estudantes foram avaliados de modo individualizado, em seguida aplicou-se um procedimento de ensino informatizado para ensinar desempenhos ordinais e avaliou-se a ocorrência de desempenhos gerativos. Todas as crianças alcançaram o critério de ensino, estabelecendo-se o controle do comportamento por relações ordinais. Na avaliação da transferência de funções de estímulo 14 crianças ordenaram novas seqüências de estímulos com o procedimento informatizado e oito crianças com o procedimento não informatizado. Conclui-se que habilidades básicas para o aprendizado da matemática podem ser diretamente ensinadas, apesar das falhas no repertório inicial da criança.
Abstract: Basic skills on mathematics can be taught directly to pre-scholars in risk of learning difficulties. This research examined the behavior control by ordinal relations in 14 children (mean age: 5 years and 1 mosnth old) with low school performance from a municipal school in Vitoria. Initially, the students were individually assessed; after that a computerized teaching procedure was applied to teach ordinal performances and then the occurrence of generative performance was assessed. All the children met the teaching criterion, thereby establishing the behavior control by ordinal relations. In the transference of stimuli function assessment, 14 children ordered new sequences of stimuli with the computerized procedure and eight children with the non-computerized procedure. We may conclude that basic skills for learning mathematics can be taught directly in spite of the failures in the initial repertoire of the child.
Keywords: Aprendizagem
Crianças
Matemática
Sequência (Matemática)
Ensino pré-escolar
Rendimento escolar
Vitória - ES
Espírito Santo - Estado
ISSN: 1806-3446
0102-3772
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_ComportamentoMatematico.pdf479,41 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons