Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4153
Compartilhar:
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorPIRKER, Lilianne Esther Mergulhão-
dc.date.accessioned2013-08-20T15:35:07Z-
dc.date.available2013-08-20T15:35:07Z-
dc.date.issued2001-05-31-
dc.identifier.citationPIRKER, Lilianne Esther Mergulhão. Determinação da idade e crescimento da piramutaba Brachyplatystoma vaillantii (Valenciennes, 1840) (Siluriformes : Pimelodidae) capturada no Estuário amazônico. 2001. 85 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2001. Curso de Pós-Graduação em Zoologia.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4153-
dc.description.abstractThe specimens of piramutaba (Brachyplatystoma vaillantii) analyzed in this research were obtained from experimental fisheries in the amazon estuary. For the study of age determination pectorals and dorsal spines, opercules, otoliths (lapillus) and vertebrae were analyzed. From the analysis of these structures it was concluded that the vertebrae is the most appropriate bony structure for the age determination of piramutaba. This is so because the vertebrae showed good resolution in annulus (59%), and it also has a significant exponential relationship (r² = 0,9889 and P<0,05) between the radius of the vertebrae and the fork length of fish. The seasonal rings were validated using length frequency analysis. Two annual rings are formed on the vertebrae of piramutaba. The weight-length relationship seen in piramutaba describes its growth as allometric and the equation that describes its growth is: Wt = 6,1 * 10-6 * Lf3,1129. The sexual proportion of piramutaba observed was not 1:1, as the number of females was superior to the males. On vertebraes of piramutaba a maximum of ten rings were observed. The von Bertalanffy growth model was utilized in this research to estimate the length and weight equations. The growth parameters (k, t0 e L∞) were estimated through four different methods: rings reading, backcalculation, rings modal progression and length frequency analysis. The growth parameters were k = 0,138 ano-1, t0 = -0,239 e L∞ = 110,5 cm (tings xeaffing); k = 0,119 ano-1, t0 = -0,202 e L∞ = 110,5 cm (backcakulation); k = 0,096 ano-1, t0 = -0,146 e L∞ = 110,5 cm (rings modal progression) and k = 0,127 ano-1, t0 = -0,236 e L∞ = 110,5 cm (length frequency analys is).pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Edisangela Bastos (edisangela@ufpa.br) on 2013-08-02T20:54:29Z No. of bitstreams: 2 Dissertacao_DeterminacaoIdadeCrescimento.pdf: 32143101 bytes, checksum: ee77186345b40724c56e6dd05f557841 (MD5) license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Ana Rosa Silva(arosa@ufpa.br) on 2013-08-20T15:35:07Z (GMT) No. of bitstreams: 2 Dissertacao_DeterminacaoIdadeCrescimento.pdf: 32143101 bytes, checksum: ee77186345b40724c56e6dd05f557841 (MD5) license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2013-08-20T15:35:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertacao_DeterminacaoIdadeCrescimento.pdf: 32143101 bytes, checksum: ee77186345b40724c56e6dd05f557841 (MD5) license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5) Previous issue date: 2001en
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.publisherMuseu Paraense Emílio Goeldi-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectPeixept_BR
dc.subjectPiramutabapt_BR
dc.subjectBrachyplalystoma vaillantiipt_BR
dc.subjectCrescimento (Biologia)pt_BR
dc.subjectPescapt_BR
dc.subjectEstuáriospt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleDeterminação da idade e crescimento da piramutaba Brachyplatystoma vaillantii (Valenciennes, 1840) (Siluriformes : Pimelodidae) capturada no Estuário amazônicopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.publisher.initialsMPEG-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA::RECURSOS PESQUEIROS DE AGUAS INTERIORES::AVALIACAO DE ESTOQUES PESQUEIROS DE AGUAS INTERIORES-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA::RECURSOS PESQUEIROS DE AGUAS INTERIORES::MANEJO E CONSERVACAO DE RECURSOS PESQUEIROS DE AGUAS INTERIORES-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS-
dc.contributor.advisor1BARTHEM, Ronaldo Borges-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4192105831997326-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5689489636674544-
dc.description.resumoNeste trabalho foram analisados exemplares de piramutaba (Brachyplalystoma vaillantii) provenientes de pescarias experimentais no estuário amazônico. Para o estudo de determinação da idade foram analisados acúleos das nadadeiras peitorais e dorsal, opérculos, otólitos (lapillus) e vértebras. Da análise destas estruturas rígidas foi concluído que a vértebra é a estrutura mais adequada para determinar a idade da piramutaba, pois esta estrutura apresentou 59% de anéis nítidos e uma boa correlação entre o seu raio e o comprimento furcal do peixe (r² = 0,9889 e p<0,05). Os anéis etários das vértebras foram validados pelo método da distribuição de freqüências por classes de comprimento. A piramutaba forma dois anéis etários por ano em suas vértebras. A relação entre o peso total e o comprimento furcal da piramutaba descreve seu crescimento como alométrico e a equação que descreve este crescimento é Wt = 6,1 * 10-6 * Lf3,1129. A proporção sexual de piramutaba verificada não foi de 1:1, onde o número de fêmeas foi superior ao de machos. Foi observado um número máximo de dez anéis nítidos nas vértebras de piramutaba. O modelo de crescimento utilizado neste trabalho foi o de von Bertalanffy para as estimativas das equações de crescimento em comprimento e em peso. Os parâmetros de crescimento (k, t0 e L∞) foram estimados através de quatro diferentes métodos: contagem de anéis nas vértebras, retrocálculo, decomposição dos raios e distribuição de freqüências por classes de comprimento. Os parâmetros de crescimento foram: k = 0,138 ano-1, t0 = -0,239 e L∞ = 110,5 cm (contagem de anéis); k = 0,119 ano-1, t0 = -0,202 e L∞ = 110,5 cm (retrocálculo); k = 0,096 ano-1, t0 = -0,146 e L∞ = 110,5 cm (decomposição dos raios) e k = 0,127 ano-1, t0 = -0,236 e L∞ = 110,5 cm (distribuição de freqüências).pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Zoologia-
Appears in Collections:Dissertações em Zoologia (Mestrado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DeterminacaoIdadeCrescimento.pdf31.39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons