Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4587
Tipo: Dissertação
Data do documento: 27-Nov-2012
Autor(es): LOPES, Patrícia Raiol Castro de Melo
Primeiro(a) Orientador(a): COELHO, Mauro Cezar
Título: Os corpos de trabalhadores na província do Grão-Pará: outros significados para uma política de arregimentação da mão de obra (1835-1840)
Agência de fomento: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citar como: LOPES, Patrícia Raiol Castro de Melo. Os corpos de trabalhadores na província do Grão-Pará: outros significados para uma política de arregimentação da mão de obra (1835-1840). 2012. 110 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia.
Resumo: Os anos da primeira metade do século XIX são marcados pelo objetivo principal da Corte em adequar as províncias a seu modelo de civilização e inseri-las ao Estado imperial. No Grão-Pará, a unificação do território e consolidação do Império esbarrou em conflitos causados pelas revoltas Cabanas. A serviço do Império, para combater os cabanos, chega ao Pará o Marechal Francisco José de Souza Soares d’Andréa. Dentre suas preocupações estão questões como as disputas políticas entre autoridades locais, restauração militar, controle da população e soerguimento econômico da região, todas relacionadas à problemática da mão de obra e sua insuficiência para realização de serviços necessários a província. É assim que seus discursos prezarão medidas de controle e civilização da população, defendendo a renovação de hábitos e estímulo ao trabalho. Em 25 de abril de 1838, o presidente Soares d’Andréa, regulamentará no Grão-Pará, a política de arregimentação do trabalhador livre estabelecendo a instituição provincial denominada “Corpos de Trabalhadores”. Durante algum tempo os “Corpos de Trabalhadores” apareceram na historiografia como uma instituição voltada exclusivamente para controle da população revoltosa do Pará, isto é, como uma tática para suprimir cabanos. Mencionada inicialmente por estudiosos da Cabanagem a importância econômica da corporação apesar de reconhecida ainda é um objeto de pesquisa recente. Nesse sentido, os “Corpos de Trabalhadores” possuem outros significados. Além de instrumento de controle da população, a corporação foi a tentativa de paz que por meio da concentração de mão de obra visava alistar homens para os serviços necessários a restauração econômica da província. No projeto político do Marechal Andréa a instituição era a peça-chave no desenvolvimento e reorganização da indústria e do Comércio do Grão-Pará. Além disso, a instituição foi o arranjo político realizado entre o Estado imperial, na pessoa do presidente e o grupo de militares, que por àquela época representavam uma comunidade política de forte influência na região.
Abstract: The years of the first half of 19th century are marked by the court attempt to fit the provinces in their pattern of civilization and introduce it in the Imperial State. In Grão-Pará, territory unification and empire consolidation had some conflicts caused by Cabana rebellions. Portuguese Empire called marshal Francisco José de Souza Soares d’Andréa to combat cabanos. Among his worries there were issues such as political disputes between local authorities, military restoration, population control and regional economy development, all related to manpower problems and its insufficiency to perform required services in the province. This is how his speeches take measures to control and civilize the population, defending the renewal of habits and encouraging work. On april 25, 1838, president Soares d’Andréa regulate in Grão-Pará the politics of free worker regimentation establishing a provincial constitution called “Corpos de Trabalhadores”. During some time “Corpos de Trabalhadores” came up in the history as an institution which only aimed the rebel population control in Pará, as an entity to stop Cabanos. Mentioned in the beginning by Cabangem students the economic importance of the corporation is still an object of research. Accordingly, the “Corpos de Trabalhadores” has other meanings. Besides a tool with the objective of population control, the corporation was an attempt to bring peace through manpower concentration. It intended men enlist for necessary services to province economic restoration. In marshal Andréa politic project the key was development, reorganization of industry and Grão-Pará market. Besides, the institution was a politic arrangement between Imperial State and the ones who represented important people in the region.
Palavras-chave: História social
História - Séc. XIX
Cabanagem, 1835 -1840
Mão-de-obra
Trabalho
Pará - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA REGIONAL DO BRASIL
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Programa: Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em História (Mestrado) - PPHIST/IFCH

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_CorposTrabalhadoresProvincia.pdf930,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons