Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/4754
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorGUERRA, Aubaneide Batista-
dc.date.accessioned2014-02-11T15:40:47Z-
dc.date.available2014-02-11T15:40:47Z-
dc.date.issued2010-11-05-
dc.identifier.citationGUERRA, Aubaneide Batista. Estudo epidemiológico de agentes virais (HIV, HTLV, VHB e CMV) identificados em adolescentes grávidas atendidas em um centro de referência do Sistema Único de Saúde de Belém, Pará. 2010. 132 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4754-
dc.description.abstractThe prevalence of infection by viral agents such as HIV-1, HTLV1/2, VHB and CMV is not so much known in pregnant teenage population from the North region of Brazil. One of the objectives of this study was to describe the prevalence of infections HIV-1, HTLV1/2, VHB and CMV in pregnant adolescents, attended in a Reference Center in the State of Pará. To achieve the objectives, it was collected blood samples from 324 pregnant adolescents, who came from several cities of the State, from November of 2009 to February of 2010. The samples were submitted to an immuno-enzymatic test (ELISA), in order to detect antibodies Anti- HIV, Anti- HTL V1/2, Anti- VHB and Anti- CMV IgM/ IgG. The serological analysis revealed one serum positive sample for HIV-1, two positives samples for HTLV1/2, while the majority of samples showed antibodies Anti-CMV-IgG, although the occurrence of high infection was low (2.2%). The prevalence of infection for VHB in pregnant adolescents was 0.62%, however a great number (83.3%) of adolescents are susceptible to the infection by VHB, what means they probably were not immunized. The majority of adolescents (63.4%) continued their studies, even though they know about their pregnancy and 34.6% started prenatal later, so they only had a minimum number of four consultations of prenatal. The result reinforces the hypothesis that pregnant adolescents have prevalence for those viral type infections, what is similar to the national pregnant women rates. The prevalence of viral subtypes (HTLV-2 and HIV-1 subtype B) obtained by the molecular characterization of serum positive samples from pregnant adolescents agreed with the prevalence of subtypes from the North region.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectDoenças transmissíveispt_BR
dc.subjectEpidemiologiapt_BR
dc.subjectHIV-1pt_BR
dc.subjectHIV-2pt_BR
dc.subjectVHBpt_BR
dc.subjectCMVpt_BR
dc.subjectGravidez na adolescênciapt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectBelém - PApt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleEstudo epidemiológico de agentes virais (HIV, HTLV, VHB e CMV) identificados em adolescentes grávidas atendidas em um centro de referência do Sistema Único de Saúde de Belém, Parápt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicas-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::VIROLOGIA-
dc.contributor.advisor1MACHADO, Luiz Fernando Almeida-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8099461017092882-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9291238792168803-
dc.description.resumoA prevalência da infecção por agentes virais como o HIV-1, HTLV1/2, VHB e CMV, ainda é pouco conhecida na população de adolescentes grávidas na região norte do Brasil. Este trabalho teve como um dos objetivos descrever esta prevalência das infecções HIV-1, HTLV1/2, VHB e CMV em adolescentes grávidas atendidas em um centro de referência do estado do Pará. Foram coletadas amostras de sangue de 324 gestantes procedentes de vários municípios do estado no período de novembro de 2009 a fevereiro de 2010. As amostras foram submetidas a um ensaio imunoenzimático do tipo ELISA, para a detecção de anticorpos anti-HIV, anti HTLV-1/2, anti-VHB e anti-CMV IgM/IgG. A análise sorológica revelou uma amostra soropositiva para o HIV-1, duas amostras positivas para HTLV1/2, enquanto a maioria das amostras apresentaram anticorpos anti-CMV IgG, embora a ocorrência da infecção aguda tenha sido baixa (2,2%). A prevalência da infecção para VHB em adolescentes gestantes foi de 0,62%, porém numero expressivo (83,3%) de adolescentes estão suscetíveis a infecção pelo VHB, o que sugere que não foram imunizadas. A maioria (63,4%) das adolescentes continuaram estudando mesmo sabendo da gravidez e 34,6% buscaram o pré-natal tardiamente possibilitando um numero mínimo de quatro consultas de pre natal O resultado reforça a hipótese que estas adolescentes grávidas possuem uma prevalência de infecções desses tipos virais, semelhante a taxas nacionais das gestantes de modo geral. A prevalência dos subtipos virais (HTLV-2 e HIV-1 subtipo B) obtidas através da caracterização molecular das amostras soropositivas das gestantes foi concordante com a prevalência dos subtipos da região norte.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários-
Appears in Collections:Teses em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Doutorado) - PPGBAIP/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EstudoEpidemiologicoAgentes.pdf1,9 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons