Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4873
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 7-Oct-2009
Authors: COSTA, Iran Barros
First Advisor: MACHADO, Luiz Fernando Almeida
Title: Epidemiologia molecular do Vírus da imunodeficiência humana 1 (HIV-1) em mulheres (mães e grávidas) dos Estados do Acre e Tocantins, Brasil
Citation: COSTA, Iran Barros. Epidemiologia molecular do Vírus da imunodeficiência humana 1 (HIV-1) em mulheres (mães e grávidas) dos Estados do Acre e Tocantins, Brasil. 2009. 117 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários.
Resumo: A transmissão vertical é a principal fonte de infecção pelo HIV em crianças, e pode ocorrer antes, durante e depois do nascimento, dessa forma sendo um grande problema de saúde pública mundial. O presente trabalho teve como objetivo descrever a epidemiologia molecular e o perfil de susceptibilidade/resistência das cepas de HIV-1 identificadas em mulheres nos estados do Acre e do Tocantins. Coletou-se amostra de sangue de 36 mulheres, sendo 9 grávidas e 16 mães de Palmas (Tocantins) e 1 grávida e 10 mães do Rio Branco (Acre) entre abril de 2007 a outubro de 2008. Realizou-se a técnica molecular Reação em Cadeia mediada pela Polimerase (PCR) Nested, para a amplificação de duas regiões genômicas (pro e tr) do DNA proviral, seguido de sequenciamento nucleotídico e análise filogenética. No Acre, tanto em relação ao segmento da protease quanto da transcriptase reversa, todas as amostras foram do subtipo B. Em Tocantins, quanto ao segmento da protease, todas as amostras pertenceram ao subtipo B, já em relação ao segmento da transcriptase reversa 87,5% foram do subtipo B e 12,5% pertencente ao subtipo F. No estado do Acre, todas as cepas analisadas foram suscetíveis aos inibidores de protease (IP) e apenas uma grávida de Tocantins (4,7%) apresentou cepa com resistência aos IP utilizados atualmente. Além disso, verificou-se uma baixa prevalência de cepas com mutações de resistência aos inibidores de transcriptase reversa nucleosídicos (ITRN) e não nucleosídicos (ITRNN), sendo que a resistência as três classes desses ARV foi observada em apenas uma amostra proveniente do estado do Tocantins. Dessa forma, a maioria das cepas de HIV isoladas mostrou susceptibilidade aos ARV utilizados, indicando que há baixa circulação de cepas do HIV resistentes a estes medicamentos nesses estados.
Abstract: The vertical transmission is the main source of the HIV infection in children, and it may occur before, during, of after birth and thus a big world public health problem. The present work had as objective to describe the molecular epidemiology and the profile of susceptibility/resistance of HIV-1 strains identified in women from the States of Acre and Tocantins. Samples were collected from 36 women, being 9 pregnants and 16 mothers from Palmas (Tocantins) and 1 pregnant and 10 mothers from Rio Branco (Acre) between April 2007 and October 2008. The molecular technique of Polimerase Chain Reaction was performed mediated by Nested Polimerase, to the amplification of two genomic regions (pro and tr) from proviral DNA, followed by nucleotidic sequencing and phylogenetic analysis. In the Acre, both in relation to the segment of protease and reverse transcriptase, all samples were subtype B. In the Tocantins, the segment of the protease, all samples belonged to subtype B, as compared to the reverse transcriptase segment of 87.5% were subtype B and 12.5% belonging to subtype F. In the State of Acre, as the strains analyzed showed susceptibility to the protease inhibitors (PI) and only ne pregnant from Tocantins (4,7%) showed a strain with resistance to current used PI. Beyond that, was verified a low prevalence of strains with resistance mutations to the nucleosidic reverse transcriptase inhibitor (NRTI) and non nucleosidic (NNRTI), being that the resistance to the three classes of these ARV was observed in only one sample from the State of Tocantins. So the majority of HIV isolated strains showed susceptibility to the ARV used, suggesting that there is low circulation of HIV resistant strains to these drugs in these states.
Keywords: Doenças transmissíveis
Epidemiologia molecular
HIV-1
Mulheres
Gestantes
Acre - Estado
Tocantins - Estado
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA::IMUNOGENETICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::VIROLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários (Mestrado) - PPGBAIP/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EpidemiologiaMolecularVirus.pdf1,04 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons