Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5154
Tipo: Dissertação
Data do documento: 2-Out-2012
Autor(es): CRUZ, Franco Farias da
Primeiro(a) Orientador(a): LEMOS, Flávia Cristina Silveira
Primeiro(a) coorientador(a): CHAVES, Ernani Pinheiro
Título: Cultura de paz e UNESCO: uma analítica documental da gestão de corpos no Brasil
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: CRUZ, Franco Farias da. Cultura de paz e UNESCO: uma analítica documental da gestão de corpos no Brasil. 2012. 93 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Resumo: Este estudo objetivou realizar uma analítica do poder no documento “Declaração e Programa de Ação sobre uma Cultura de Paz”, documento este legitimado, em 1999, por uma Assembleia Geral das Nações Unidas, fixando-se assim como norte prioritário das práticas da agência intitulada Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Foram utilizados como instrumentos de análise norteadores metodológicos vinculados a muitos operadores retirados do aporte teórico-metodológico produzido por Michel Foucault. Caminhou-se na direção de pensar, problematizar e produzir saber a partir deste movimento de desmontagem de documentos monumentos, tendo como eixo principal o conceito de “Cultura de Paz”. Este mote de cultura de paz possui sua existência atrelada à história das Nações Unidas e às suas agências, sendo produzido e sistematizado a partir de um conjunto de crenças, práticas e associações, que lhe possibilitaram ganhar visibilidade e poder, popularizando-o e tornando-o uma das produções discursivas mais significativas da contemporaneidade. Percorrendo necessariamente por diagonais entre as temáticas UNESCO, governamentalidade e produção de subjetividade, finalizamos esta dissertação com a apresentação do debate a respeito das práticas denominadas cultura de paz e seus efeitos no cotidiano em termos de saber e poder.
Abstract: This study aimed to perform an analyses of the power in the document "Declaration and Program of Action on a Culture of Peace", which was legitimized in 1999 by a United Nations General Assembly, establishing it self as the priority directive of the practices in the agency UNESCO (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization). It will be use as tools of analysis, methodological guides linked to many operators taked from the referential theoretical and methodological produced by Michel Foucault, walking in the direction of to think, to question and to produce knowledge based in this movement for dismantling monumental documents, having as primary axis the concept of “culture of peace”, this that possess its existence tied to the history of the United Nations and its agencies, and was produced and systematize from a group of beliefs, practices and associations, that allowed visibility and power, popularizing it and making it one of the most significant productions of our time. Going diagonal, necessarily, through the themes: UNESCO, Governmentality e Production of Subjectivity.
Palavras-chave: Cultura de paz
Foucault, Michel, 1926-1984
Genealogia
UNESCO
Produção de subjetividade
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Dissertações em Psicologia (Mestrado) - PPGP/IFCH

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_CulturaPazUnesco.pdf661,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons