Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5212
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 23-Mar-2009
metadata.dc.creator: SILVA, Lilian Kátia Ximenes
metadata.dc.contributor.advisor1: VALE, William Gomes
Title: Transporte simulado de oócitos bovinos em meio de maturação por diferentes períodos de tempo sem controle da atmosfera gasosa
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Lilian Kátia Ximenes. Transporte simulado de oócitos bovinos em meio de maturação por diferentes períodos de tempo sem controle da atmosfera gasosa. 2009. 52 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
metadata.dc.description.resumo: O transporte dos oócitos até ao laboratório é um fator determinante que tem limitado a difusão comercial da técnica de Produção in vitro de embriões (PIVE). Por este motivo, a utilização de um meio de transporte-maturação que forneça maior viabilidade aos oócitos durante o transporte é fundamental. O objetivo deste estudo foi avaliar a viabilidade do transporte simulado de oócitos bovinos em meio quimicamente definido, por diferentes períodos de tempo sem o controle da atmosfera gasosa, e a necessidade da adição de hormônios neste meio. Oócitos bovinos imaturos (n=989) obtidos de ovários de vacas abatidas em frigorífico, foram selecionados e distribuídos aleatoriamente em 2 experimentos. No experimento I, 649 oócitos foram distribuídos em 5 grupos. No grupo controle (0h), os oócitos foram maturados por 24h em meio de maturação, em estufa de CO2 a 38,5°C. Os oócitos foram transportados em uma incubadora portátil sem controle da atmosfera gasosa a 38,5°C, por 3, 6, 9 e 12h. Os oócitos dos grupos experimentais completaram a maturação nas mesmas condições do grupo 0h. No experimento II, 340 oócitos foram distribuídos em 5 grupos. No grupo controle (0h), os oócitos foram maturados nas mesmas condições do grupo 0h do experimento I. Nos grupos experimentais, os oócitos foram transportados nas mesmas condições do experimento I, no entanto o meio de transporte-maturação foi suplementado ou não com hormônios, e o transporte ocorreu por 3h (com e sem hormônios) e 6h (com e sem hormônios). Os oócitos dos grupos experimentais completaram a maturação nas mesmas condições do grupo 0h. A fecundação foi efetuada em meio Talp-Stock por 18 a 22h e o cultivo por 7 dias em meio SOF. No experimento I, as taxas de clivagem foram estatisticamente similares (p>0,05) para os grupos 0h (64,9%) e 3h (56,2%), porém houve uma redução destas taxas nos grupos 6h (45,8%), 9h (47,1%) e 12h (44,0%), que foram semelhantes entre si. A produção de blastocistos no experimento I, não foi estatisticamente diferente (p>0,05) para os grupos 0h (38,0%) e 3h (32,3%), porém houve uma redução nestas taxas nos grupos 6h (27,3%), 9h (24,8%) e 12h (18,9%), no entanto, as taxas de blastocistos assemelham-se entre os grupos 3, 6 e 9h. No experimento II, as taxas de clivagem foram estatisticamente similares (p>0,05) para os grupos 0h (71,4%) e 3h com hormônios (70,3%), porém houve uma redução destas taxas nos grupos 3h sem hormônios (64,8%), 6h com (56,0%) e sem (54,1%) hormônios, que foram diferentes entre si. A produção de blastocistos no experimento II, foi estatisticamente similar (p>0,05) para os grupos 0h (46,1%) e 3h com hormônios (45,8%), porém houve uma redução destas taxas nos grupos 3h sem hormônios (41,1%), 6h com (35,5%) e sem (33,5%) hormônios, que foram diferentes entre si. Esses resultados indicam a possibilidade do transporte de oócitos bovinos, em meio quimicamente definido, utilizando incubadora portátil, sem controle da atmosfera gasosa, a 38,5ºC, pelo período de até 9h, e que a adição de hormônios neste meio pode aumentar os índices de blastocistos.
Abstract: The transport of the oocytes until the laboratory is a determining factor that has limited the commercial diffusion of the Production in vitro embryo technique (PIVE). For this reason, the use of a means of transport-maturation to provide greater viability to the oocytes during the transport is fundamental. The objective of this study was to evaluate the viability of the simulated transport of the bovine oocytes in chemically defined medium, by different periods of time without the gaseous atmosphere control, and the need for the addition of hormones in this medium. Immature bovine oocytes (n=989) obtained from bovine ovaries of cows slaughtered in a refrigerator, were selected and randomly distributed in 2 experiments. In experiment I, 649 oocytes were distributed into 5 groups. In the control group (0h), the oocytes were borne during 24h by means of maturation, in a CO2 incubator at 38,5ºC. The oocytes were transported in an incubator portable without gaseous atmosphere control at 38,5°C for 3, 6, 9 and 12h. The oocytes of experimental groups completed the maturation under the same conditions of the group 0h. In experiment II, 340 oocytes were distributed into 5 groups. In the control group (0h), the oocytes were matured during the same conditions of the group 0h of the experiment I. The experimental groups, the oocytes were transported under the same conditions of the experiment I, however the means of transport-maturation was supplemented or not with hormones, and the transport occurred in 3h (with and without hormones) and 6h (with and without hormones). The oocytes of experimental groups completed the maturation under the same conditions of the of the group 0h. The fertilization was performed in Talp-Stock by 18 to 22h and growing by 7 days in SOF medium. In experiment I, the rates of cleavage were statistically similar (p>0,05) to the groups 0h (64,9%) and 3h (56,2%), although there was a reduction in these rates in the groups 6h (45,8%), 9h (47,1%) and 12h (44,0%), which were similar among themselves. The production of blastocysts in experiment I, was not statistically different (p>0,05) for the groups 0h (38,0%) and 3h (32,3%), but there was a reduction in these rates in groups 6h (27,3%), 9h (24,8%) and 12h (18,9%), however, the rates of blastocysts are similar among the groups 3h, 6h and 9h. In experiment II, the rates of cleavage were statistically similar (p>0,05) to the groups 0h (71,4%) and 3h with hormones (70,3%), but there was a reduction in these rates in groups 3h without hormones (64,8%), 6h with (56,0%) and without (54,1%) hormones, which were different among themselves. The production of blastocysts in experiment II, was statistically similar (p>0.05) for the groups 0h (46,1%) and 3h with hormones (45,8%), but there was a reduction in these rates in groups 3h without hormones (41,1%), 6h with (35,5%) and without (33,5%) hormones, which were different among themselves. These results indicate the possibility of the transport of bovine oocytes, in chemically defined medium, using incubator portable, without gaseous atmosphere control, at 38,5ºC, for the period of up to 9h, and that the addition of hormones in this medium may increase the rates of blastocysts.
Keywords: Bovino
Oócitos
Transporte de oócitos
Produção in vitro de embriões
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::REPRODUCAO ANIMAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Universidade Federal Rural da Amazônia
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
EMBRAPA
UFRA
metadata.dc.publisher.department: Campus Universitário de Castanhal
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Animal (Mestrado) - PPGCAN/Castanhal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_TransporteSimuladoOocitos.pdf189,49 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons