Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5302
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: Mar-2007
metadata.dc.creator: SANTIAGO, João Carlos da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: PALHANO, Eleanor Gomes da Silva
Title: Trabalho e capital na Amazônia Oriental: movimento operário versus reestruturação produtiva no Complexo Albrás-Alunorte: 1990 – 2005
Citation: SANTIAGO, João Carlos da Silva. Trabalho e capital na Amazônia Oriental: movimento operário versus reestruturação produtiva no Complexo Albrás-Alunorte: 1990 – 2005. 2007. 281 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2007. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação aborda a reestruturação produtiva nas fábricas da ALBRÁS e da ALUNORTE, localizadas no município de Barcarena/PA, e como o movimento operário se contrapôs a este processo no período de 1990-2005. Através de um estudo da crise crônica da economia capitalista mundial, agravada pelos dois choques do petróleo, tenta-se explicar como foi possível a instalação na Amazônia Oriental de duas fábricas modernas, com um contingente operário altamente concentrado. Destaca-se o quanto o papel do Estado é fundamental para que esse processo ocorra. Também analisamos como a partir do fenômeno da “globalização” – que nada mais é do que uma fase superior do imperialismo –, e dos novos processos de organização do trabalho – principalmente o modelo toyotista –, o movimento operário e suas organizações foram colocados à prova por conta da flexibilização do trabalho, da precarização, da terceirização e subcontratação, que dificultaram na década de 90 as greves e ações da classe trabalhadora no Brasil e no mundo. Baseado em materiais bibliográficos, folhetos e em entrevistas com operários e dirigentes sindicais, o trabalho evidencia que a luta contra a reestruturação produtiva na ALBRAS foi mais intensa, inclusive com o método da greve, do que na ALUNORTE, porque a ALBRAS tinha dez anos à frente da ALUNORTE e foi o primeiro laboratório da CVRD na cidade de Barcarena. Contraditoriamente, foi na ALBRAS onde aconteceu a maioria das demissões no período estudado, antes e depois da privatização da CVRD. A dissertação procura mostrar o papel do Sindicato dos Metalúrgicos e dos Químicos nesse processo de luta contra a reestruturação produtiva nas fábricas da ALBRAS e da ALUNORTE.
Abstract: The present dissertation studies the productive restructuration in the factories of ALBRAS and ALUNORTE, situated in the municipal district of Barcarena/PA, and how the working class movement has put itself against this process, from 1990 to 2005. Through a study of the chronic crisis of the worldwide capitalist economy, worsened by the two petroleum crash, it attempts to explain how the installation of two modern factories in the Oriental Amazon, with a working class contingent highly concentrated. It is emphasized how important is the role of the State to the achievement of this process. We also analyze how, since the “globalization” phenomenon – which is a higher stage of the imperialism -, and the new work organization process – mainly the toyotist model -, the working class movement and its organizations were put to the proof because of the flexibilization of the work, the precarization and the subcontraction, which have made difficult the strikes and the class movements in Brazil and in the world, in the 1990s. Based in bibliographic material, brochures and interviews with workers and directors of labor unions, the study evidences that the struggles against the productive restructuration in ALBRAS was more intense, including the strike mode, than in ALUNORTE, because ALBRAS was ten years ahead of ALUNORTE and it was the first laboratory of CVRD in the city of Barcarena. Contradictorily, it was in ALBRAS where occurred the highest number of dismissals in the studied period, before and after the privatization of CVRD. The dissertation aims to show the role of the Chemists and Metallurgists Labor Union in this process of struggles against the productive restructuration in the factories of ALBRAS and ALUNORTE.
Keywords: Amazônia brasileira
Sociologia do trabalho
Sindicalismo
Trabalhadores
Albras (Firma)
Alunorte
Reestruturação produtiva
Barcarena - PA
Pará - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Sociais (Mestrado) - PPGCS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_TrabalhoCapitalAmazonia.pdf1,32 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons