Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5408
Tipo: Artigo de Periódico
Título: Avaliação da influência da temperatura e do tratamento enzimático no comportamento reológico do suco de abacaxi pérola (Ananas Comosus L. merr.)
Título(s) alternativo(s): Evaluation of influence from temperature and enzymatic treatment in the rheological behavior of pineapple (Ananas Comosus L. merr.) juice
Autor(es): BRAGA, Adriano Cesar Calandrini
RODRIGUES, Antonio Manoel da Cruz
SILVA, Luiza Helena Meller da
ARAÚJO, Lícia Amazonas de
Abstract: O objetivo deste trabalho foi determinar o comportamento reológico do suco de abacaxi- pérola natural e tratado com enzimas pectinolíticas. As condições de tratamento enzimático foram otimizadas através de um planejamento experimental do tipo fatorial completo 2<sup>k</sup>, com três repetições do ponto central. Na avaliação do comportamento reológico foram utilizadas duas amostras submetidas a peneiramento (N e D), analisadas em quatro diferentes temperaturas (10; 25; 50 e 65 °C). As análises reológicas foram realizadas utilizando um viscosímetro de cilindros concêntricos Brookfield e os dados experimentais foram ajustados ao modelo de Mizrahi-Berk. A relação entre temperatura e viscosidade aparente foi descrita por uma equação tipo Arrhenius. A otimização da atividade enzimática indicou, através da análise de variância e da metodologia de superfície de resposta, que as variáveis temperatura e tempo de tratamento exerceram efeito estatisticamente significativo (p<0,05) sobre a concentração de pectina presente na amostra. O modelo utilizado mostrou-se adequado para descrever o comportamento reológico dos sucos de acordo com os parâmetros R<sup>2</sup>, χ<sup>2</sup> e B<sub>f</sub>. Os baixos valores obtidos para o índice de comportamento indicaram um comportamento pseudoplástico (n<1). A temperatura exerceu influência sobre a tensão de cisalhamento e a viscosidade aparente dos sucos analisados, sendo os menores valores observados nas amostras analisadas a 65 °C. A equação tipo Arrhenius descreveu de modo satisfatório o efeito da temperatura sobre a viscosidade aparente. Os valores da energia de ativação (E<sub>at</sub>) foram de 4,54 Kcal.g.mol<sup>-1</sup> e 4,89 Kcal.g.mol<sup>-1</sup>, respectivamente, para as amostras do suco de abacaxi natural e despectinizado, aumentando com o tratamento enzimático. A atividade enzimática proporcionou uma redução nos valores dos parâmetros de comportamento reológico das amostras, bem como na viscosidade aparente, em todas as temperaturas utilizadas, sendo o maior percentual de redução observado a 65 °C (41,66%).
ABSTRACT: The objective this study was determinate the rheological behavior of pineapple juice natural and treated with pectinolytic enzymes. Tests for optimization of enzyme activity used in treatment were realized using a complete factorial planning 2<SUP>k</SUP>, with three repetitions of center point and two independent variables (temperature and time of treatment). In evaluation of rheological behavior of pineapple juice, were utilized two samples submitted to sieving (N and D), analyzed in four different temperatures (10, 25, 50 e 65 °C). The rheological analyses were realized using a Brookfield concentric cylinders viscometer and the relationship in the temperature and apparent viscosity was described by an equation type Arrhenius. The experimental data were adjusted by the Mizrahi-Berk model. The optimization tests indicated by ANOVA and response surface methodology that the variables temperature and time of treatment have statistically significant effect (p<0,05) on concentration of pectin present in the samples. The enzymatic treatment was carried with an enzyme concentration of 150 mg.L<sup>-1</sup>, temperature at 50 °C and treatment time of 80 minutes. The model used was adequate to describe the rheological behavior of the juices according to the parameters R<sup>2</sup>, χ<sup>2</sup> e B<sub>f</sub>. The reduced values of the behavior index (0.61-0.83 for natural juice and 0.57-0.72 for despectinized juice) indicated the pseudoplastic behavior (n<1). The temperature influenced the yield stress and apparent viscosity of the juices analyzed, where the minors values were observed in samples treated at 65 °C, 2.4 mPa.s and 1.4 mPa.s, respectively, for the natural and despectinized samples. The equation of Arrhenius described satisfactorily the effect of temperature in the apparent viscosity. The activation energy values (E<sub>at</sub>) was of 4.54 Kcal.g.mol<sup>-1</sup>and 4.89 Kcal.g.mol<sup>-1</sup>, respectively, for the natural and despectinized samples of pineapple juice, increasing with enzymatic treatment. The enzymatic treatment decreased the values of rheological behavior parameters for samples of pineapple juice, and the apparent viscosity for all temperatures used, where the largest percentage reduction was observed at 65 °C (41.66%).
Palavras-chave: Abacaxi
Reologia
Viscosidade
Suco de fruta
Despectinização
Equação de Arrhenius
Enzimas
ISSN: 0100-2945
Referência: BRAGA, Adriano Cesar Calandrini et al. Avaliação da influência da temperatura e do tratamento enzimático no comportamento reológico do suco de abacaxi pérola (Ananas Comosus L. merr.). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 35, n. 1, p. 226-237, mar. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbf/v35n1/26.pdf>. Acesso em: 19 fev. 2014. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452013000100026>.
URI: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5408
Data do documento: Mar-2013
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - FEA/ITEC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_AvaliacaoInfluenciaTemperatura.pdf2,95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons