Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5441
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2007
metadata.dc.creator: SILVA, Valdelírio da Silva e
metadata.dc.contributor.advisor1: RÉGIS, Cícero Roberto Teixeira
Title: Estudo comparativo das técnicas de elementos finitos e equação integral na modelagem eletromagnética bidimensional
Citation: SILVA, Valdelírio da Silva e. Estudo comparativo das técnicas de elementos finitos e equação integral na modelagem eletromagnética bidimensional. 2007. 63 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Geociências, Belém, 2007. Curso de Pós-Graduação em Geofísica.
metadata.dc.description.resumo: Os métodos numéricos de Elementos Finitos e Equação Integral são comumente utilizados para investigações eletromagnéticas na Geofísica, e, para essas modelagens é importante saber qual algoritmo é mais rápido num certo modelo geofísico. Neste trabalho são feitas comparações nos resultados de tempo computacional desses dois métodos em modelos bidimensionais com heterogeneidades condutivas num semiespaço resistivo energizados por uma linha infinita de corrente (com 1000Hz de freqüência) e situada na superfície paralelamente ao "strike" das heterogeneidades. Após a validação e otimização dos programas analisamos o comportamento dos tempos de processamento nos modelos de corpos retangulares variandose o tamanho, o número e a inclinação dos corpos. Além disso, investigamos nesses métodos as etapas que demandam maior custo computacional. Em nossos modelos, o método de Elementos Finitos foi mais vantajoso que o de Equação Integral, com exceção na situação de corpos com baixa condutividade ou com geometria inclinada.
Abstract: The Finite Element and the Integral Equation numerical methods are commonly used in electromagnetic investigations in Geophysics. In those cases it is important to determine which algorithm is fastest for each geophysical model. In this work we compare computer times for two-dimensional modeling with both methods. The models studied here are formed by conductive rectangular bodies in a resistive half-space, energized by an infinite current line located on the surface and parallel to the strike of the inhomogeneities. The currents in all models operate in a frequency of 1000Hz. After validating and optimizing our codes, we analyze the processing times for several models, varying the number of bodies, their sizes and their tilt. We also investigated which parts of the programs demmand the greatest computer times. We found that the Finite Element method performs faster than the Integral Equation method in all models except those with low conductivity bodies or with inclined bodies.
Keywords: Modelagem numérica
Método dos elementos finitos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::GEOFISICA APLICADA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstudoComparativoTecnicas.pdf905,68 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons