Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5481
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMONTENEGRO, José Flávio Bezerra-
dc.date.accessioned2014-08-22T16:56:35Z-
dc.date.available2014-08-22T16:56:35Z-
dc.date.issued1991-11-25-
dc.identifier.citationMONTENEGRO, José Flávio Bezerra. Estudo da resposta de diferentes arranjos de bobinas na perfilagem de indução de poço: modelamento analógico. 1991. 64 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Geociências, Belém, 1991. Curso de Pós-Graduação em Geofísica.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5481-
dc.description.abstractInduction logs are frequently run in the drill holes to distinguish the zones containing hydrocarbons from those containing conate water, based on the conductivity contrast. Besides localizing these zones, the induction log can be used to calculate the hydrocarbon reserves reservoir evaluation. Most commercial induction logs use a coaxial coil system, which have poor response in thin beds, deep invasion and conductive muds. A comparative study of E.M. responses both coaxial and a coplanar coil systems was carried out for different geological situations to test the two systems in conditions where the coaxial system responds poorly. For this study, an existing analog model was modified. The model source frequency is in the range of 50 to 100 kHz. A scale factor of 20 was chosen for this study. Solutions of varying electrical conductivities, obtained using different concentrations of amonium chloride contained in various compartments in a fiber glass tank, simulated the geological models. The measurements obtained demonstrate that the coplanar coil system has a better vertical resolution than the coaxial coil system normaly used in induction logging.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectPerfilagem geofísica de poçospt_BR
dc.titleEstudo da resposta de diferentes arranjos de bobinas na perfilagem de indução de poço: modelamento analógicopt_BR
dc.title.alternativeAnalog model studies of different coil configurations in induction loggingpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Geociências-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::GEOFISICA APLICADA-
dc.contributor.advisor1VERMA, Om Prakash-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2723609019309173-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1096391635567056-
dc.description.resumoA sonda de indução tem sido largamente utilizada na perfilagem de poço para detectar reservatórios através do contraste de condutividade existente entre as zonas contendo hidrocarbonetos e as zonas contendo água conata. A sonda de indução, além de auxiliar na localização de formações que contêm hidrocarbonetos, possibilita o cálculo de reservas para análise da viabilidade de exploração do reservatório. Porém, apesar do grande avanço da sonda de indução, a qual utiliza arranjo coaxial, existem várias restrições ao seu uso. Camadas delgadas, poços preenchidos com lama condutiva e invasão profunda são algumas das situações onde não é adequada a utilização da sonda de indução. Considerando as limitações da sonda de indução é que desenvolvemos em laboratório um estudo sobre as diferentes disposições de bobinas para a perfilagem de indução. O estudo consiste em comparar a resposta da sonda de arranjo de bobinas coaxiais, com a resposta da sonda de arranjo de bobinas coplanares e verificar se as respostas encontradas resolvem alguns dos problemas apresentados pela sonda de bobinas coaxiais. As respostas das sondas de diferentes disposições de bobinas foram obtidas através da montagem de um sistema de modelamento analógico simulando um poço. Para o sistema modelo foi utilizado um fator de escala linear igual a 20. Um tanque contendo soluções salinas de diferentes condutividades simulava algumas situações geológicas controladas. O sistema permitia uma variação na frequência de 50 kHz a 100 kHz. Os resultados obtidos foram satisfatórios, em virtude do arranjo de bobinas coplanares ter apresentado melhor resolução vertical que o arranjo de bobinas coaxiais.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Geofísica-
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstudoRespostaDiferentes.pdf6,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons