Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5548
Compartilhar:
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBAÍA JÚNIOR, Pedro Chaves-
dc.date.accessioned2014-08-29T12:57:24Z-
dc.date.available2014-08-29T12:57:24Z-
dc.date.issued2006-02-24-
dc.identifier.citationBAÍA JÚNIOR, Pedro Chaves. Caracterização do uso comercial e de subsistência da fauna silvestre no município de Abaetetuba, PA. 2006. 126 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2006. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5548-
dc.description.abstractThis work analyzed the use of local fauna by rural and urban populations in the municipality of Abaetetuba, PA (1°42.008’ W 048°54.009’), to study the feasibility of commercial breeding of wildlife in that region. Interviews were conducted with vendors and customers of the local street fair; local fauna destined for food consumption was monitored in the year 2005; riverside communities were visited and interviews conducted with the inhabitants of Capim, Xingu and Quianduba islands; captive breeding know-how of local rural producers was verified. Approximately 5,970 kg of wildlife meat belonging to eight ethno-species (opossums, deers, capybaras, paca, armadillos, black caiman, spectacled caiman e matamata) were sold at the local street faire, capybaras and caiman accounting for most of the sales, 64% and 34% respectively. Vendors were financially highly dependent on this activity, which generated a monthly income of as much as 600 reais. Consumers in Abaetetuba or near regions would purchase these products mostly due to cultural habits rather than for financial reasons. The primary subsistence activities (fishing and extraction of cabbage palm’s fruit) practiced by riverside populations have been declining or do not meet their feeding necessities. Hunting is still a common practice for some of the riverside inhabitants. 55 (38%) of them have hunted at least once in the one year period before this research was conducted and removed a total of 68 small sized animals, including opossums, agouties, armadillos, pacas, spiny rats and iguanas. Local farmers mentioned as favorable factors for breeding wildlife animals the protection of wildlife species and income generation; and as unfavorable the lack of technical and financial support, red tape, and high production costs. The formation of a participative management system, involving the community, government and private sectors is mentioned as a necessary condition for the implementation of commercial breeding of wildlife animals in this municipality.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Cleide Dantas (cleidedantas@ufpa.br) on 2014-08-06T11:52:13Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5) Dissertacao_CaracterizacaoUsoComercial.pdf: 1586209 bytes, checksum: e5cfbec670aeb0393b16aaf93ceb86cb (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Ana Rosa Silva (arosa@ufpa.br) on 2014-08-29T12:57:24Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5) Dissertacao_CaracterizacaoUsoComercial.pdf: 1586209 bytes, checksum: e5cfbec670aeb0393b16aaf93ceb86cb (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2014-08-29T12:57:24Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23898 bytes, checksum: e363e809996cf46ada20da1accfcd9c7 (MD5) Dissertacao_CaracterizacaoUsoComercial.pdf: 1586209 bytes, checksum: e5cfbec670aeb0393b16aaf93ceb86cb (MD5) Previous issue date: 2006en
dc.description.sponsorshipADA - Agência de Desenvolvimento da Amazônia-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.publisherEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-
dc.publisherUniversidade Federal Rural da Amazônia-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectFauna selvagempt_BR
dc.subjectProdução comercialpt_BR
dc.subjectManejo de animaispt_BR
dc.subjectFeiras livrespt_BR
dc.subjectAbaetetuba (PA)pt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleCaracterização do uso comercial e de subsistência da fauna silvestre no município de Abaetetuba, PApt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentCampus Universitário de Castanhal-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.publisher.initialsEMBRAPA-
dc.publisher.initialsUFRA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::ZOOLOGIA APLICADA::UTILIZACAO DOS ANIMAIS-
dc.contributor.advisor1GUIMARÃES, Diva Anelie de Araújo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2891287458034896-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4858899032066378-
dc.description.resumoEste trabalho analisou o uso da fauna silvestre pelas populações rurais e urbanas do município de Abaetetuba, PA (S 1°42.008’ W 048°54.009’), tendo como meta a geração de conhecimentos que viabilizem as ações futuras de implementação de programas de produção comercial de animais silvestres nesta região. Para tanto foram: 1) aplicados questionários aos vendedores e aos freqüentadores da feira livre do município, assim como realizado o monitoramento do comércio de carne silvestre ao longo do ano de 2005; 2) realizadas visitas as comunidades ribeirinhas e aplicados questionários aos moradores das ilhas Capim, Xingu e Quianduba; 3) verificado o nível de conhecimento dos produtores rurais a cerca da viabilidade ou não de implementação de programas de criação de animais silvestres na região. As atividades na feira livre mostraram que em 2005 aproximadamente 5.970 kg de carne de animais silvestres pertencentes a oito etno-espécies (mucura, veado, capivara, paca, tatu, jacaré-açu, jacaré-tinga e matamatá) foram comercializadas, sendo que as carnes de capivara e jacaré foram as mais representativas, 64% e 34%, respectivamente. Os comerciantes apresentaram alta dependência financeira desta atividade, obtendo mensalmente uma renda de até R$ 600,00. Os consumidores moravam no município ou em regiões próximas e compraram os produtos mais por hábitos culturais do que necessidades financeiras. As principais atividades de subsistência (pesca e agro-extrativismo de açaí) praticadas pelas populações ribeirinhas encontram-se em declínio ou não atendem as necessidades alimentares da comunidade ao longo de todo o ano. A caça ainda se constitui uma atividade comum para os ribeirinhos entrevistados, cerca de 38% (n= 55) destes caçaram durante o último ano um total de 68 animais de pequeno porte, incluindo a mucura, a cutia, o tatu, a paca, o soia e o camaleão. Os animais maiores podem estar localmente extintos em função da sobre-caça. Os produtores rurais indicaram como fatores favoráveis para a criação de animais silvestres a proteção das populações naturais e a geração de renda; e como desfavoráveis a falta de assistência técnica e de apoio financeiro, a burocracia e os altos custos de produção. A formação de um sistema participativo de manejo, envolvendo a comunidade, o governo e o setor privado, que garanta o estabelecimento uma cadeia produtiva funcional, é apontada como uma ferramenta necessária para a implantação de sistema de criação comercial de animais silvestre neste município.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência Animal-
Appears in Collections:Dissertações em Ciência Animal (Mestrado) - PPGCAN/Castanhal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CaracterizacaoUsoComercial.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Admin Tools