Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5624
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 2011
Authors: SCHALCHER, Taysa Ribeiro
First Advisor: MONTEIRO, Marta Chagas
First Co-Advisor: VIEIRA, José Luiz Fernandes
Title: Efeito da dapsona na geração de estresse oxidativo em pacientes com hanseníase em uso de poliquimioterapia
Other Titles: Dapsone effect in generation of oxidative stress in patients with leprosy in use of multidrug therapy
Sponsor: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: SCHALCHER, Taysa Ribeiro. Efeito da dapsona na geração de estresse oxidativo em pacientes com hanseníase em uso de poliquimioterapia. 2011. 119 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Resumo: O processo inflamatório decorrente da infecção por Mycobacterium leprae e a administração de fármacos com propriedades oxidativas, como a dapsona, são fatores de riscos ao estresse oxidativo ocasionado em pacientes com hanseníase. Este trabalho visa determinar as concentrações plasmáticas de dapsona em pacientes com hanseníase em uso de poliquimioterapia (PQT), correlacionando ao desenvolvimento do estresse oxidativo. Para o estudo, foram selecionados indivíduos saudáveis e pacientes com hanseníase, acompanhados antes (D0) e após a terceira dose supervisionada de PQT (D3). As concentrações plasmáticas de dapsona dos pacientes sob tratamento foram mesuradas por cromatografia liquida de alta eficiência. A avaliação do estresse oxidativo foi realizada através da determinação de metemoglobina (MetHb) e das concentrações de glutationa reduzida (GSH), óxido nítrico (NO), malondialdeído (MDA), capacidade antioxidante total (TEAC) e avaliação das atividades das enzimas catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD) e da presença de corpúsculo de Heinz em esfregaços sanguíneos. No período de estudo foram obtidas 23 amostras de pacientes com hanseníase D0, 13 pacientes em D3 e 20 de indivíduos saudáveis e sem a doença. As alterações no pacientes antes do tratamento estavam associadas ao aumento de NO (D0=18.91± 2.39; controle= 6.86±1.79mM) e a redução significativa na enzima SOD (D0=69.88±12.26;controle= 138.42±14.99nmol/mL). Com relação aos pacientes sob tratamento, a concentração de dapsona no plasma foi 0.552± 0.037 μg/mL e as principais alterações observadas foram o aumento significativo no percentual de MetHb (D3= 3.29±0.74;controle=0.66±0.051%) e presença de corpúsculo de Heinz. Nos pacientes em tratamento também se observou aumento nos níveis de GSH (7.01±1.09μg/mL) quando comparados ao controle (3.33±1.09g/mL) e diminuição da atividade de CAT (D3= 10.29± 2.02; controle= 19.52±2.48 U/g de proteínas). Os níveis de MDA antes e durante o PQT não mostraram alteração, enquanto os níveis de TEAC aumentaram significativamente neste pacientes (D0=2.90 ± 0.42; D3=3.04±0.52; controle= 1.42±0.18μmol/mL). Estes dados sugerem que a PQT é a principal responsável pelo desenvolvimento de estresse oxidativo, através da geração de danos oxidativos identificados pela presença de corpúsculo de Heinz e aumento no percentual de MetHb.
Abstract: Inflammation caused by Mycobacterium leprae infection and drugs with oxidative properties such as dapsone, are risk factors to induce the oxidative stress in leprosy patients. This study aims to determine plasma concentrations of dapsone in leprosy patients in use of multidrug therapy (MDT), correlating the development of oxidative stress. For the study, healthy individuals and leprosy patients were selected, followed before (D0) and after the third MDT-supervised dose (D3). The plasma concentrations of dapsone in patients under treatment (D3) were evaluated by high performance liquid chromatography. The oxidative stress was performed by methemoglobin (MetHb) and Heinz bodies determination, concentrations of reduced glutathione (GSH), nitric oxide (NO), malondialdehyde (MDA), total antioxidant capacity (TEAC) and enzymatic activity of catalase (CAT), superoxide dismutase (SOD) in blood. In the study were obtained 23 samples from leprosy patients in D0 and 13 in D3; and 20 healthy and without leprosy subjects. In patients before treatment (D0) were observed increase of NO (D0 = 18.91 ± 2.39, control = 6.86 ± 1.79mM) and significant reduction of the activity of SOD enzyme (D0 = 69.88 ± 12.26, control = 138.42 ± 14.99 nmol/mL). In MDT-treated patients (D3), the dapsone concentration in plasma was of 0,552 ± 0,037 μg / mL, and they showed Heinz bodies presence and significant increase in the MetHb percentage (D3 = 3.29 ± 0.74, control = 0051 ± 0.66%). In this patients also were observed increase of the GSH levels (D3=7.01 ± 1.9; control =3.33 ± 1.9 μg/mL) and decrease of the CAT activity (D3 = 10.29 ± 02.02, control = 19:52 2:48 ± U / g protein). However, MDA levels in D0 and D3 patients didn’t show changed, while TEAC levels, in this patients, significantly increased (D0 = 2.90 ± 0.42; D3 = 3.04 ± 0:52, control = 1.42 ± 0.18 μmol / mL). These data suggest that the MDT is mainly cause for oxidative stress, because it induced the generation of oxidative damage identified by Heinz bodies’ presence and increase in the MetHb percent.
Keywords: Dapsona
Mycobacterium leprae
Hanseníase
Estresse oxidativo
Poliquimioterapia
Espécies de oxigênio reativas
Doenças infecciosas
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::ANALISE TOXICOLOGICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::ANALISE E CONTROLE E MEDICAMENTOS
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitoDapsonaGeracao.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons