Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5947
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Jun-2011
Authors: AMARANTE, Cristine Bastos do
SOLANO, Flávio Alípio Rodrigues
LINS, Alba Lucia Ferreira de Almeida
MÜLLER, Adolfo Henrique
MÜLLER, Regina Celi Sarkis
Title: Caracterização física, química e nutricional dos frutos da Aninga
Other Titles: Physical, chemical, and nutritional characterization of Aninga fruit
Citation: AMARANTE, C.B. et al. Caracterização física, química e nutricional dos frutos da Aninga. Planta daninha, Viçosa, v. 29, n. 2, p. 295-303, abr./jun. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pd/v29n2/a07v29n2.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2014. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582011000200007>.
Resumo: Montrichardia linifera, conhecida popularmente como aninga, pertence à família Araceae e forma grandes populações às margens dos rios e igarapés da Amazônia, principalmente de águas brancas (barrentas). Seus frutos fazem parte da dieta alimentar de peixes, tartarugas e de grandes herbívoros, como peixe-boi e búfalo, havendo, portanto, a hipótese de seu aproveitamento na nutrição animal. Entretanto, apesar de sua vasta distribuição na paisagem amazônica, não existem dados na literatura sobre a composição nutricional desses frutos. Com os objetivos de avaliar o seu potencial nutricional e contribuir para o conhecimento dessa espécie, foi realizada, neste trabalho, a caracterização física, química e nutricional dos frutos. A infrutescência pesa em média 500 g, com um conjunto de aproximadamente 80 frutos. O seu valor nutritivo se resume, basicamente, ao seu valor energético (≅ 350 kcal), devido principalmente ao teor de carboidratos (≅ 80%), possuindo baixo valor proteico (< 0,5%). As concentrações de manganês (≅ 1.800 mg kg-1) foram consideradas tóxicas, extrapolando o limite máximo tolerável em nutrição de bubalinos (1.000 mg kg-1).
Abstract: Montrichardia linifera, commonly known as aninga, belongs to the family Araceae and forms large populations on the banks of rivers and streams of the Amazon, especially in white water (muddy). Its fruit are part of the diet of fish, turtles and large herbivores, such as manatees and buffalo, thus they can be used in animal nutrition. However, despite its wide distribution in the Amazon landscape, there are no published data on the nutritional composition of this fruit. To assess its nutritional potential and to contribute to the knowledge of this species, this work aimed to carry out its physical, chemical, and nutritional characterization. Infructescence on average weighs 500 g with a set of about 80 fruits. Its nutritional value consists basically in its energy value (≅ 350 kcal), due mainly to the carbohydrate content (≅ 80%), presenting low protein value (< 0.5%). Manganese concentrations (≅ 1.800 mg kg-1) were considered toxic, far exceeding the maximum tolerable in nutrition of buffaloes (1.000 mg kg-1).
Keywords: Aninga
Montrichardia linifera
Araceae
Macrófita aquática
Nutrição animal
Plantas medicinais
Manganês
ISSN: 0100-8358
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAQUI/ICEN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_CaracterizacaoFisicaQuimica.pdf2,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons