Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6515
Tipo: Artigo de Periódico
Fecha de publicación : mar-2015
Autor(es): MENDES, Thiago Pereira
CABETTE, Helena Soares Ramos
JUEN, Leandro
Título : Setting boundaries: Environmental and spatial effects on Odonata larvae distribution (Insecta)
Citación : MENDES, Thiago P.; CABETTE, Helena S. R.; JUEN, Leandro. Setting boundaries: Environmental and spatial effects on Odonata larvae distribution (Insecta). Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro, v. 87, n. 1, p. 239-248, mar. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/aabc/v87n1/0001-3765-aabc-87-01-00239.pdf>. Acesso em: 31 mar. 2015. <http://dx.doi.org/10.1590/0001-3765201520130477>.
Resumen: Características ambientais e distâncias espaciais entre os locais foram utilizadas para explicar a distribuição das espécies no ambiente, através das predições da teoria Neutra (espaço) e teoria do Nicho (ambiente). Foram avaliados os efeitos de fatores geográficos e ambientais sobre a distribuição de larvas de Odonata ao longo da Bacia do Rio Suiá-Missu, no estado de Mato Grosso. Nós testamos a hipótese de que (1) o ambiente é o principal fator de estruturação da comunidade devido às suas exigências ecofisiológicas; e (2) o padrão, se presente, é mais expressivo para Zygoptera. As amostras foram feitas em 12 locais na Bacia do Rio Suiá-Missu, em três campanhas (2007/2008), com um total de 1.382 larvas de Odonata, composta por 10 famílias, 51 gêneros e 100 morfoespécies. Os Anisoptera foram mais abundantes que Zygoptera, que compreende 81% de todas as amostras. O ambiente afetou Zygoptera (R = 0,291; p = 0,007) e foi o principal fator de estruturação da assembléia. Assim, a teoria do nicho foi confirmada. A ausência deste efeito sobre Anisoptera pode ser devido às adaptações ecofisiológicos que lhes permitem ocupar diferentes habitats. Larvas de Zygoptera são indicadores de mudanças na estrutura do habitat. Os efeitos das variáveis ambientais sobre a ecologia das larvas enfatizam a forte relação entre esses organismos e integridade ambiental.
Resumen : Environmental characteristics and spatial distances between sites have been used to explain species distribution in the environment, through Neutral (space) and Niche theory (environment) predictions. We evaluated the effects of spatial and environmental factors on Odonata larvae distribution along the Suiá-Missú River Basin, state of Mato Grosso. We tested the hypotheses that (1) the environment is the main factor structuring the community due to its ecophysiological requirements; and (2) the pattern, if present, is clearer for Zygoptera. Samples were made in 12 sites on the Suiá-Missú River Basin in three seasons (2007/2008), with a total of 1.382 Odonata larvae, comprising 10 families, 51 genera and 100 morphospecies. The Anisoptera were more abundant than Zygoptera, comprising 81% of all specimens. The environment affected Zygoptera (R=0.291; p=0.007) and was the main factor structuring the assembly. Thus, Niche theory was confirmed. The absence of this effect on Anisoptera may be due to the ecophysiological adaptations that enable it to occupy different habitats. Zygoptera larvae are indicators of changes in habitat structure. The effects of environmental variables on larvae ecology emphasize the strong relationship between these organisms and environmental integrity.
Palabras clave : Espécie (Botânica)
Anisoptera
Zygoptera
Teoria neutra
Teoria do nicho
Floresta de Transição Amazônia-Cerrado
Bacia Hidrográfica do Rio Suiá-Missu (MT)
ISSN : 0001-3765
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Artigos Científicos - ICB

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Artigo_SettingBoundariesEnvironmental.pdf339,13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons