Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6662
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Jun-2013
metadata.dc.creator: VIEIRA, Emanuel Meireles
PINHEIRO, Francisco Pablo Huascar Aragão
Title: Person centered psychotherapy: an encounter with oneself or a confrontation with the other?
Other Titles: Psicoterapia centrada na pessoa: um encontro consigo mesmo ou um embate com o outro?
Citation: VIEIRA, Emanuel Meireles; PINHEIRO, Francisco Pablo Huascar Aragão. Person centered psychotherapy: an encounter with oneself or a confrontation with the other?. Estudos de Psicologia (Campinas), Campinas, v. 30, n. 2, p. 231-238, abr./jun. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v30n2/09.pdf>. Acesso em: 12 maio 2015. <http://dx.doi.org/10.1590/S0103-166X2013000200009>.
metadata.dc.description.resumo: O artigo discute a possibilidade do acolhimento da Alteridade no processo terapêutico da Abordagem Centrada na Pessoa. Tem-se como referência a ética de Emmanuel Lévinas, para quem a subjetividade seria constituída a partir da relação com o absolutamente outro. Questiona-se o processo de mudança terapêutica que visa uma maior integração da experiência pelo self. Em direção distinta, a partir de uma releitura de um caso clínico rogeriano, aponta-se a exterioridade da experiência como estranhamento que permite uma recriação de si. O relato analisado mostra a interioridade ser solapada pelo organismo que se coloca como um outro-de-si, crivo para as experiências. Conclui-se que a psicoterapia centrada na pessoa, além de um encontro consigo mesmo, parece apontar como um de seus efeitos o embate com o radicalmente diferente. Tal discussão alude a um reposicionamento político da Abordagem Centrada na Pessoa em sua lida com a diferença.
Abstract: The paper discusses the possibilities of host of alterity in the therapeutic process of the Person Centered Approach. The debate is based on the ethics of Emmanuel Levinas, for whom subjectivity would be formed from the relationship with the absolute other. The therapeutic change process that aims to further integrate the experience by the self is questioned. On the other hand, from a reading of a Rogerian clinical case, it is pointed out the externality of experience as an estrangement that allows one to recreate themselves. This research shows the interiority eroded by the organism that arises as other-of-self, sieve for the experience. It is conclude that the person-centered psychotherapy, beyond an encounter with oneself, seems to point as one of its purposes the clash with the radically different. Such discussion alludes to a political repositioning of the Person Centered Approach in its ways to deal with the difference.
Keywords: Psicoterapia
Abordagem centrada na pessoa
Alteridade
ISSN: 0103-166X
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAPSI/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_PersonCenteredPsychotherapy.pdf258,53 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons