Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6837
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2011
metadata.dc.creator: PIRES, Camila da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: FIGUEIREDO, Ricardo de Oliveira
Title: Efeitos do processamento artesanal de raízes de mandioca (Manihot esculenta Crantz) e plantas de malva (Urena lobata L.) sobre a hidrobiogeoquímica de microbacias do Nordeste do Pará
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
CVRD - Companhia Vale do Rio Doce
Citation: PIRES, Camila da Silva. Efeitos do processamento artesanal de raízes de mandioca (Manihot esculenta Crantz) e plantas de malva (Urena lobata L.) sobre a hidrobiogeoquímica de microbacias do Nordeste do Pará. Orientador: Ricardo de Oliveira Figueiredo. 2011. 143 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6837. Acesso em: .
metadata.dc.description.resumo: No nordeste do Estado do Pará predomina a agricultura familiar, a qual tem como principais produtos a mandioca e a malva. No processamento desses produtos, os agricultores costumam submergir fardos de mandioca e de malva em águas de igarapés, com a finalidade de amolecer a casca e remover as substâncias tóxicas, no caso da mandioca, ou proporcionar o desfibramento, no caso da malva. Os efeitos dessa prática sobre a qualidade da água fluvial são pouco conhecidos. Nesse contexto, a presente pesquisa objetivou avaliar os possíveis impactos dessas práticas sobre a hidrobiogeoquímica fluvial em igarapés dessa região. Adotou-se como estratégia coletar amostras de águas fluviais a montante do ponto de lavagem dos produtos, no local de lavagem e a jusante deste local. A fim de conhecer, com maior clareza, as possíveis alterações na química das águas, provocadas pelas lavagens de mandioca e de malva, somou-se à estratégia de campo a realização de experimentos em tanque com vazões de entrada e saída controladas. Em ambas abordagens foram monitoradas as seguintes variáveis hidrobiogeoquímicas no material dissolvido: pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, cálcio, magnésio, potássio, sódio, cloreto, sulfato, fosfato, nitrato, amônio, além de nitrogênio total e carbono orgânico e inorgânico dissolvidos. Os resultados obtidos evidenciaram que o processo de lavagem de raízes de mandioca e de plantas de malva contribuiu para alterar a hidrobiogeoquímica fluvial de pequenos igarapés apenas pontualmente. Porém, algumas das alterações observadas localmente permaneceram por até dez metros a jusante do local de lavagem dos produtos. Nos experimentos em tanque, as alterações foram mais evidentes e uma análise de cluster confirmou a hipótese de que o processamento dos produtos agrícolas enfocados colaborou para alterar a hidrobiogeoquímica fluvial nos igarapés monitorados. O estudo recomenda algumas precauções no tocante às práticas de processamento dos produtos em foco e também a adoção de alguns parâmetros para o monitoramento desses impactos.
Abstract: Cassava and caesar weed are among the mainly products of the familiar agriculture in the Northeast of the Pará State. To treat these products the small farmers used to sink amounts of cassava and caesar weed in small streams (regionally named as "igarapés"), to make peal softer and remove its toxic compounds, in the case of cassava, or to promote defibrating in the case of the caesar weed. The effects of these practices to the stream water quality are poor known. In this context, this study aimed to evaluate the potential impacts of these practices to the fluvial hydrobiogeochemistry in the "igarapés" of these region. We adopted the strategy of collect stream water samples before the washing point of these products, in the washing point, and ten meters after this point. For a clearer understanding of the feasible alterations of the water chemistry due to cassava and caesar weed washing it was conducted besides the field monitoring a controlled input and output discharge tank experiment. In both approaches it was measured in the dissolved material the following hydrobiogeochemical: pH, electric conductivity, dissolved oxygen, calcium, magnesium, potassium, sodium, chloride, sulfate, phosphate, nitrate, ammonium, as well as total nitrogen total and organic and inorganic carbon. Our results point out that these cassava and caesar weed washing processes contribute to alter the fluvial hydrobiogeochemistry of these small streams only locally. However, some of the observed local alterations remained along at least ten meters downstream the products washing points. In the tank experiments the alteration were observed clearer and a cluster analysis confirmed the hypotheses that these rude treatments of the studied agriculture products contributes to change the fluvial hydrogeochemistry of the monitored small streams. The study recommends some precautions regarding to the evaluated products treatments and also the adoption of some parameters measurements to monitor these impacts.
Keywords: Hidrobiogeoquímica fluvial
Agricultura familiar
Mandioca
Malva
Igarapé
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA::HIDROLOGIA FLORESTAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
MPEG
EMBRAPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitosProcessamentoArtesanal.pdf4,65 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons