Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6839
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 25-Aug-2011
metadata.dc.creator: LEMOS, Elane Cristina Melo
metadata.dc.contributor.advisor1: VASCONCELOS, Steel Silva
Title: Emissão de dióxido de carbono e estoque de carbono em sistemas convencionais e alternativo de produção agropecuária no Nordeste paraense
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: LEMOS, Elane Cristina de Melo. Emissão de dióxido de carbono e estoque de carbono em sistemas convencionais e alternativo de produção agropecuária no Nordeste paraense. Orientador: Steel Silva Vasconcelos. 2011. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6839. Acesso em: .
metadata.dc.description.resumo: A aplicação de técnicas menos agressivas ao meio ambiente, como o uso de sistemas alternativos (corte e trituração), no lugar dos sistemas convencionais (corte-e-queima), além de favorecer o equilíbrio dos ciclos biogeoquímicos em áreas florestais, contribui para a mitigação das mudanças climáticas. O objetivo deste estudo foi estimar a emissão e o estoque de carbono do solo em sistemas de produção agropecuária em unidades rurais familiares do Nordeste paraense. Os estudos foram conduzidos em área de agricultor familiar no Município de Mãe do Rio, com temperatura média anual de 25 a 28°C, precipitação pluviométrica acimade 2500 mm e com solo predominante do tipo Latossolo Amarelo distrófico de textura média a argilosa. Foram selecionados 3 sistemas de uso da terra (cultivo com Schizolobium amazonicum, roça e silvipastoril) e mais uma área de referencia (floresta secundária), com 4 parcelas, medindo 20 m x 20 m cada. Foram avaliados a emissão de CO2 do solo, estoque de carbono no solo, estoque da liteira no solo e estoque de carbono na liteira. Os dados foram submetidos à Análise de Variância (ANOVA) e à comparação das médias pelo teste de Tukey, ao nível de 5%. Em todos os sistemas avaliados, as maiores emissões de CO2 do solo, observadas no período chuvoso, foram no sistema silvipastoril (5,02 Wmol CO2 m-2 s-1), em comparação à área da floresta secundária (3,56 Wmol CO2 m-2 s-1). De todas as áreas estudadas a maior emissão anual foi encontrada no sistema silvipastoril. O estoque de carbono no solo foi maior na área da floresta secundária, com total de 157± 31,10 Mg ha-1 (0-100 cm). O maior estoque de liteira no solo encontrado foi para a fração da liteira não-lenhosa, em todos os sistemas agropecuários e floresta secundária. O maior estoque de carbono na liteira não-lenhosa total foi observada no mês de janeiro/2010, com média geral de 4,31± 3,0 Mg ha-1, em todos os sistemas avaliados. Os sistemas de uso da terra que não utilizam o fogo no preparo da área, como os sistemas alternativos de corte-e-trituração, além de contribuirem para a mitigação das mudanças climáticas, ajudam na manutenção do funcionamento adequado dos ciclos biogeoquímicos nos ecossistemas terrestres.
Abstract: Use of agricultural conservation practices such as slash-and-mulch, as an alternative to slash-and-burn, is less harmful to biogeochemical cycling and helps to mitigate climate change. The aim of this study was to estimate soil carbon emission and stocks in smallholder agricultural units in Northeast of Pará. The study was carried out in the municipality of Mãe do Rio. Average annual temperature in this area varied from 25 to 28 °C and rainfall typically is higher than 2500 mm; predominant soil is Yellow Dystrophic Oxisol with texture varying from medium to clayey. In this research, we selected three land use systems (Schizolobium amazonicum plantation, Manihot esculenta crop, and silvopastoral), which were compared with a reference area (regrowth forest); we established four 20 m x 20 m plots in each system. We measured monthly soil CO2 efflux as well as soil carbon stock and aboveground litter carbon stock. Analysis of variance was used to test the effects of land use systems and regrowth forest effects on carbon emission and stock; Tukey test at 5% was used to compare treatment means. The silvopastoral system showed the highest monthly soil CO2 emissions, which were observed during the rainy season; this system also had the largest annual emission. Soil carbon stock was significantly higher in the regrowth forest was 157 ± 31,10 Mg ha-1 (0-100 cm). Litter stock was higher for the non-woody fraction than the woody fraction for both land use and regrowth forest systems. The largest stock of carbon in non-woody litter (overall mean = 4.31 ± 3,0 Mg ha-1) was observed in January 2010. Our results suggest that the land use systems that do not use fire in land preparation, such as the slash-andmulch system, helped to maintain carbon biogeochemical cycling.
Keywords: Dióxido de carbono
Liteira
Sistema de produção agropecuária
Mãe do Rio - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO::MANEJO E CONSERVACAO DO SOLO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
MPEG
EMBRAPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EmissaoDioxidoCarbono.pdf3,86 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons