Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6939
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorHALPERN, Ricardo-
dc.creatorFIGUEIRAS, Amira Consuêlo de Melo-
dc.date.accessioned2015-10-09T14:38:32Z-
dc.date.available2015-10-09T14:38:32Z-
dc.date.issued2004-04-
dc.identifier.citationHALPERN, Ricardo; FIGUEIRAS, Amira Consuêlo de Melo. Influências ambientais na saúde mental da criança. Jornal de Pediatria, Porto Alegre, v. 80, n. 2, p. 104-110, abr. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572004000300013&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 9 out. 2015. <http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000300013>.pt_BR
dc.identifier.issn1678-4782-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6939-
dc.description.abstractObjective: To present an up-to-date review about environmental influences on child mental health, describing major risk factors and discussing recommendations for intervention by pediatricians. Sources of data: MEDLINE, PsycLIT and Lilacs, technical books and publications about child development and child and adolescent mental health problems and health promotion. Summary of the findings: Children are exposed to multiple risk factors, among them high prevalence of disease, premature birth, being born from a problematic pregnancy, and living in poverty. This negative chain of events increases the risk for emotional problems. The negative effects on development and behavior result from the complex interaction between genetic, biological, psychological and environmental risk factors. The main factors influencing the mental health of children are the social and psychological environment. The cumulative risk effect is more important in determining emotional problems in children than the presence of one single stressor, regardless of its magnitude. Conclusion: Environmental factors play an important role in the etiology of emotional problems in childhood. An adequate clinical investigation allows pediatricians to identify risk factors for the development of mental health problems and to ensure early intervention for children at risk.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectCriançaspt_BR
dc.subjectAdolescentespt_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.subjectIntervenção precoce (Educação)pt_BR
dc.subjectMeio ambientept_BR
dc.subjectDesenvolvimento infantilpt_BR
dc.subjectDeficiências do desenvolvimento-
dc.titleInfluências ambientais na saúde mental da criançapt_BR
dc.title.alternativeEnvironmental influences on child mental healthpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.resumoObjetivo: Apresentar uma revisão atualizada sobre a influência ambiental na saúde mental da criança, os principais fatores de risco e medidas práticas para intervenção pelo pediatra. Fontes dos dados: Foram utilizadas para a revisão as principais bases de dados, MEDLINE, Psyclit e Lilacs, livros técnicos e publicações relevantes na área de desenvolvimento e promoção da saúde mental da criança e adolescente. Síntese dos dados: As crianças estão expostas a múltiplos riscos, entre os quais o de apresentarem uma alta prevalência de doenças, o de nascerem de gestações desfavoráveis e/ou incompletas e o de viverem em condições socioeconômicas adversas. Tal cadeia de eventos negativos faz com que essas crianças tenham maior chance de apresentar problemas emocionais. Os resultados negativos no desenvolvimento e comportamento são produzidos pela combinação de fatores de risco genéticos, biológicos, psicológicos, e ambientais, envolvendo interações complexas entre eles. Os fatores mais fortemente associados com a saúde mental da criança são o ambiente social e psicológico, influenciando mais do que as características intrínsecas do indivíduo. O efeito cumulativo de risco é mais importante na determinação de problemas emocionais da criança do que a presença de um estressor único, independente de sua magnitude. Conclusão: Os fatores ambientais tem um papel importante na gênese dos problemas emocionais da criança e é papel do pediatra através de uma prática clínica adequada a identificação e intervenção precoce nos fatores de risco para o desenvolvimento desses distúrbios.pt_BR
Appears in Collections:Artigos Científicos - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_InfluenciasAmbientaisSaude.pdf183,81 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons