Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7026
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBALBI, Florentina do Socorro Martins-
dc.date.accessioned2015-11-25T16:27:53Z-
dc.date.available2015-11-25T16:27:53Z-
dc.date.issued2015-04-10-
dc.identifier.citationBALBI, Florentina do Socorro Martins. Estudo da prevalência da infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) em mulheres no climatério em um hospital de referência de Belém. 2015. 72 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7026-
dc.description.abstractHPV infects a large proportion of women worldwide. Approximately 291 million women worldwide are carriers of this virus. HPV is the cause of cervical cancer, that the incidence is higher in women after 40 years old, the same age of climacteric. Therefore, it is important to investigate the presence of HPV genital infection and risk factors in climacteric women to evaluate cervical cancer susceptibility. This study is to investigate HPV genital infection in climacteric women in Belém city. We evaluated 213 women between 35 and 60 years old, whose are assistance at Ambulatório da Mulher da Fundação Santa Casa do Pará. Clincal and epidemiologic data were collected using a questionnaire. Cervical cells were collected using cytological brush to detect HPV DNA. HPV DNA was detected using PCR with MY9/MY11 primers. To type HPV 6, 11, 16, 18, 31, 33, 35, 52 e 58, it was performed using real time PCR with specific probes. Among 213 women, HPV genital infection was 11,7%. Associated risk factors were irregular use of condom and sexual initiation before 14 years old. Subtypes HPV frequency were 4% to HPV 11, 16, 31, 33 and 8% to HPV 6 e 35.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectPapillomavírus humanopt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectClimatériopt_BR
dc.subjectNeoplasias do colo do úteropt_BR
dc.titleEstudo da prevalência da infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) em mulheres no climatério em um hospital de referência de Belémpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentNúcleo de Medicina Tropical-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::GINECOLOGIA E OBSTETRICIA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS-
dc.contributor.advisor1FUZII, Hellen Thais-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0026958665547973-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1311398237310888-
dc.description.resumoO Papiloma vírus humano (HPV) infecta uma grande parcela da população feminina mundial, aproximadamente, 291 milhões de mulheres sendo a principal causa do câncer de colo uterino. O câncer de colo uterino tem sua maior incidência após 40 anos de idade, o que coincide com a idade do climatério. Sendo assim, investigar a presença da infecção genital pelo HPV e seus fatores de risco em mulheres no climatério é de grande importância para avaliar a susceptibilidade desta população para o desenvolvimento de câncer. Com isso, este estudo teve como objetivo investigar os aspectos epidemiológicos da infecção genital pelo HPV em mulheres da região metropolitana de Belém, no período do climatério Foram avaliadas 213 mulheres entre 35 a 60 anos, atendidas no Ambulatório da Mulher da Fundação Santa Casa do Pará, no período de janeiro de 2009 a dezembro de 2011. Foram coletados dados clínicos e epidemiológicos das pacientes através de um formulário. As amostras para detecção do DNA do HPV também foram colhidas utilizando escova citológica. Para a detecção do HPV foi utilizada Reação em cadeia de polymerase (PCR) com oligonucleotídeos iniciadores MY9/MY11. E para tipagem dos subtipos HPV6, 11, 16, 18, 31, 33, 35, 52 e 58 foi realizada PCR em tempo real com sondas específicas. Entre as 213 mulheres estudadas, a prevalência geral de infecção genital pelo HPV foi de 11,7%. Os fatores de risco que foram associados à infecção por HPV foram o uso irregular do preservativo ( OR 1.11), e a coitarca com idade igual ou inferior a 14 anos ( OR 1). As frequências dos subtipos testados entre as amostras positivas para HPV foram de 4% para HPV 11, 16, 31, 33 e de 8% para HPV 6 e 35.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Doenças Tropicais-
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstudoPrevalenciaInfeccao.pdf1,01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons