Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7055
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Ago-2012
Autor(es): LUZ, Monique Araújo
MENESES, Andre Marcelo Conceição
MORAES, Carla Cristina Guimarães de
SEIXAS, Larissa dos Santos
LIMA, Dennis José da Silva
RUFFEIL, Luis Augusto Araújo dos Santos
CASTRO, Paulo Henrique Gomes de
COSTA, Antonio M.
Título: Determinação de hemogregarina em Boa constrictor constrictor mantidos em cativeiro
Título(s) alternativo(s): Determination of hemogregarine in Boa constrictor constrictor kept in captivity
Citar como: LUZ, Monique Araújo et al. Determinação de hemogregarina em Boa constrictor constrictor mantidos em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 32, n. 8, p. 781-785, ago. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/pvb/v32n8/v32n8a17.pdf>. Acesso em: 22 jan. 2016. <http://dx.doi.org/10.1590/S0100-736X2012000800017>.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo determinar a presença de hemogregarina em boídeos mantidos em cativeiro no Estado do Pará, bem como, relacionar a hemoparasitose com pre-disposição sexual, alterações clínicas e hematológicas e a presença de ectoparasitos. Esta pesquisa teve autorização do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis para ser realizado. Utilizaram-se 19 serpentes da família Boidae mantidas em cativeiro, pertencentes ao "Museu Paraense Emilio Goeldi" (Belém/PA) e "Sítio Xerimbabo" (Santo Antônio do Tauá/PA). A pesquisa de hemogregarina foi realizada em esfregaços sanguíneos examinados no aumento de 400x, enquanto que a parasitemia foi determinada contando- se 550 hemácias em aumento de 1000x. Do total de animais estudados (n=19), nove encontraram-se parasitados (47,36%), não havendo correlação entre presença de hemogregarina, pré-disposição sexual, alterações clínicas e hematológicas nas serpentes hospedeiras. A correlação da hemoparasitose foi detectada apenas quanto à presença de ectoparasitas nas serpentes, no entanto, estudos adicionais são necessários para verificar a prevalência de hemogregarinas em animais mantidos em cativeiro no Estado do Pará, visto que, existe grande lacuna de dados na literatura veterinária especializada no que diz respeito à fauna da região amazônica.
Abstract: We aimed to determine hemogregarines presence in snakes of the Boidae family kept in captivity in Pará (PA), Brazil, and to relate it with sex, clinical and hematological and ectoparasitism. This study had authorization from Sisbio/IBAMA to be done. Nineteen Boa constrictor snakes were used, belonging to the "Museu Paraense Emílio Goeldi" (Belém/ PA) and "Xerimbabo Farm" (Santo Antônio do Tauá/PA). Blood smears were examined with 400x magnification, while the parasitemia percentage was determined by counting 550 red blood cells with 1000x magnification. From the snakes studied (n=19), nine were parasitized (47.36%) and there was no correlation between hemogregarines presence, sex, clinical and hematological changes. Hemoparasitosis correlation was detected only with the ectoparasites presence; however further studies are needed to determine the real hemogregarines prevalence in snakes kept in captivity in Pará, since there is a huge gap of data in the veterinary specialized literature about the fauna of the Amazon region.
Palavras-chave: Hemogregarina
Boa constrictor
Jiboia
Boidae
Serpentes
Hemoparasitos
Animais selvagens em cativeiro
Sítio Xerimbabo – PA
Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG)
Santo Antônio do Tauá - PA
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
ISSN: 0100-736X
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - FAMEVE/CCAST

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_DeterminacaoHemogregarinaBoa.pdf496,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons