Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7202
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Bernard Arthur Silva da-
dc.date.accessioned2016-12-22T17:24:31Z-
dc.date.available2016-12-22T17:24:31Z-
dc.date.issued2014-12-05-
dc.identifier.citationSILVA, Bernard Arthur Silva da. Mundo metálico belenense e política cultural: declínio e reorganização do heavy metal paraense (1993-1996). 2014. 462 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2014. Programa de Pós Graduação em História Social da Amazônia.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7202-
dc.description.abstractThis paper seeks to explain why and how the art world and Para underground circuit of Heavy Metal and the actions of its practitioners, after the 3rd Rock 24 Hours between 1993 and 1996, began to enter the transition process, accompanied by declining dispersion and sprawl, the city of Belém, resulting in the gradual decrease of events of Heavy Metal, along with elimination of the presence of metal shows at the Experimental Theatre Waldemar Henrique, Municipal Theatre of São Braz Market, Square Artist / Centur Circus and Republic Square, while setting "a modification of the city‟s metal map" by the emergence of other spaces for concerts, private spaces like Olê-Hello Park Igarapés, Nightclub Rhyno's Nightclub Spectron, Bar, Nightclub slips and Nightclub Insânu, intense stampede of practitioners of development spaces of "metal sociability", reduction in cultural news columns of the leading local newspapers (The Liberal, Diary of Para and the Province of Para), accusatory and prejudicial treatment given to the Heavy Metal and Rock in Pará relation to the 3rd Rock 24 Hours a cultural columns of some paraenses journals (The Liberal and Diary of Para), continued to launch (demo-tapes and albums in vinyl format) metal phonograph records and the gradual and permanent change in state cultural policy facing public spaces used by local Heavy Metal and Rock. Newspapers, magazines, fanzines, videos, concerts, posters, flyers, interviews and recorded such actions were used to make this discussion.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPolítica culturalpt_BR
dc.subjectGênero musicalpt_BR
dc.subjectHeavy Metalpt_BR
dc.subjectUndergroundpt_BR
dc.subjectRockpt_BR
dc.subjectSociabilidadept_BR
dc.subjectBelém - PApt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.titleMundo metálico belenense e política cultural: declínio e reorganização do heavy metal paraense (1993-1996)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA::ANTROPOLOGIA URBANApt_BR
dc.contributor.advisor1COSTA, Antonio Maurício Dias da-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2563255308649361pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9859196443232656pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho busca explicar por quê e como o mundo artístico e circuito underground paraense de Heavy Metal e as ações dos headbangers locais, depois do 3º Rock 24 Horas, entre 1993 e 1996, passaram a entrar em processo de transição, acompanhado de declínio, dispersão e espraiamento, pela cidade de Belém, resultando na diminuição gradativa de eventos de Heavy Metal, junto a eliminação da presença de shows metálicos no Teatro Experimental Waldemar Henrique, Teatro Municipal do Mercado de São Braz, Praça do Artista/Circo do Centur e Praça da República, ao mesmo tempo a configuração de “uma modificação do mapa de metal da cidade” pelo surgimento de outros espaços de shows, espaços privados como Parque dos Igarapés, Boate Rhyno’s, Boate Spectron, Bar Olê-Olá, Boate Escápole e Boate Insânu, debandada intensa dos headbangers dos espaços de desenvolvimento da “sociabilidade metálica”, redução de notícias nas colunas culturais dos principais jornais locais (O Liberal, Diário do Pará e A Província do Pará), tratamento preconceituoso e acusatório dado ao Heavy Metal e Rock paraenses em relação ao 3º Rock 24 Horas por colunas culturais de alguns periódicos paraenses (O Liberal e Diário do Pará), prosseguimento no lançamento de registros fonográficos metálicos (demo-tapes e álbuns em formato de vinil) e a paulatina e definitiva mudança na política cultural estadual voltada para os espaços públicos usados pelo Heavy Metal e Rock locais. Jornais, revistas, fanzines, vídeos de shows, cartazes, flyers, entrevistas registraram tais ações e foram usadas para fazer essa discussão.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em História Social da Amazôniapt_BR
Appears in Collections:Dissertações em História (Mestrado) - PPHIST/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MundoMetalicoBelenense.pdf6,82 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons